Gisnei

Gisnei

O domingo foi de mais uma rodada do Campeonato Brasileiro para o Tricolor. O Grêmio entrou em campo na Vila Belmiro, para enfrentar o Santos, em jogo válido pela 15ª rodada da competição. Mas não conseguiu pontuar ao ser superado pela equipe da casa por 2 a 1. Os gols foram marcados por Marinho, para o Peixe e Diego Souza, para os gremistas.

Os primeiros instantes da partida foram marcados por equilíbrio entre as duas equipes, mas com uma maior posse de bola dos donos da casa, que consequentemente criaram as primeiras oportunidades. Logo aos 2 minutos, Marinho recebeu um passe na direita e rolou para Pará - o lateral cruzou para Arthur Gomes, que desviou de cabeça, mandando por sobre a meta. Já aos 13’, o peixe exigiu mais uma boa defesa do arqueiro gremista, em um chute forte de Kaio Jorge. Vanderlei espalmou e impediu o que seria o gol paulista.

Aos 16’, os gremistas criaram uma ótima chance, quando Diego Souza recebeu um cruzamento na área, escorou de calcanhar para Pepê chegar e completar, mas a bola saiu fraca, facilitando a defesa de João Paulo.

Do outro lado, no minuto seguinte, em um cruzamento de Kaio Jorge da direita, a bola explodiu no braço de Paulo Miranda dentro da área e a arbitragem assinalou pênalti. Na cobrança, Marinho mandou no ângulo direito da meta tricolor, abrindo o placar aos 19 minutos jogados.

O Grêmio tentou responder com uma jogada construída com 23’, em que Cortez levantou a bola na área para Thaciano, que subiu e desviou de cabeça, mas mandou pra fora.

O Santos foi em busca do segundo gol e seguiu pressionando a defesa tricolor. Depois de uma bola levantada na área, Pará pegou a sobra e chutou forte, obrigando Vanderlei a operar uma boa defesa - mesmo com o lance dominado pela defensiva tricolor, a arbitragem assinalou impedimento do lateral.

Passados 31 minutos, a melhor oportunidade gremista saiu após uma cobrança de escanteio. A bola foi colocada no primeiro poste e Diego Souza subiu para cabecear, mandando com perigo em direção ao gol, mas ela saiu raspando a trave, à direita da meta. Respondendo a ação do Tricolor, o Santos ameaçou com Diego Pituca, que concluiu a gol e acertou o poste.

Outra oportunidade do Grêmio ainda na etapa inicial saiu dos pés de Lucas Silva, que da intermediária, pelo meio, soltou uma bomba, obrigando João Paulo a fazer uma boa defesa.

Para o segundo tempo, o técnico Renato Portaluppi providenciou sua primeira alteração, colocando Isaque no lugar de Robinho. A primeira oportunidade de gol foi do lado gremista, com Diego Souza, que carregou pela meia direita e chutou rasteiro, mas a bola saiu à esquerda da meta do peixe.

O Santos respondeu a altura e mandou mais uma bola na trave, com Marinho, depois de uma boa jogada ensaiada. Ela bateu no poste, no ângulo do gol defendido por Vanderlei, com 5 minutos.

Já o Tricolor esboçou resposta com 14’ jogados, quando Isaque recebeu na esquerda, partiu para o meio e finalizou da entrada da área, mas isolou. Quatro minutos depois, foi a vez de David Braz arriscar de fora da área, mas a bola subiu demais, sem perigo para a meta paulista.

Aos 20’, em um cruzamento de Orejuela, a bola bateu no braço de Felipe Jonatan, dentro da área, mas nada foi assinalado pela arbitragem, que alegou lance normal.

O Grêmio buscou o ataque e, por fim, aos 27’, chegou ao empate. Após trabalhar a bola de pé em pé, Pepê rolou para Diego Souza na área, pelo meio. O centroavante chegou para concluiu e deixar tudo igual na Vila Belmiro.

Mas o Santos voltou a frente no marcador aos 34 minutos, novamente em pênalti, após falta cometida por David Braz dentro da área. Marinho cobrou e mandou rasteiro, no canto direito de Vanderlei, que caiu para o outro. Peixe na frente de novo.

Nos acréscimos, depois de um bate rebate na área, a bola sobrou para Maicon que soltou uma bomba. João Paulo salvou, impedindo o gol de empate. E em um dos últimos lances, David Braz cometeu uma falta sobre Marinho, próximo ao escanteio e levou o segundo amarelo, sendo expulso da partida.

Com o resultado, o Grêmio acaba não somando pontos na rodada, permanecendo com 17 pontos.

Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

O recorde nacional de preço em uma fêmea Braford foi registrado nesta quinta-feira (8), em remate em Alegrete (RS). A terneira Escarapela, da Fazenda Esperança, foi valorizada por R$ 112 mil, um recorde absoluto da raça. O comprador, Diogo Breyer da Cabanha Don Pedro, adquiriu 50% da fêmea, que ficará na fazenda para a coleta de embriões. “Somos criadores de cavalos e estamos entrando na pecuária. Compramos essa fêmea porque queríamos um animal que aliasse pista e potencial reprodutivo”.

Escarapela está completando 12 meses e, em sua primeira exposição, conquistou o grande campeonato da Expofeira de Bagé neste domingo (11). É filha de um dos maiores pais da raça, o touro Big Brother e neta de Marcaojo Corchito.  O vendedor, Raphael Houayek, da Fazenda Esperança, comemora os resultados, e afirma que trata-se da consolidação de um trabalho de excelência na produção de genética. “As fêmeas que colocamos à venda participam das mais concorridas pistas da raça no país”, explica.

Além de Escarapela, outras duas fêmeas registraram valores elevados e conquistaram o interesse dos participantes do leilão: Rainha da Esperança foi valorizada por R$ 80 mil para Mykel Portella, médico veterinário que aposta no melhoramento genético e tem objetivo de espalhar esse material. Já Cacau da Esperança, valorizada por R$ 64 mil, foi a escolha de John Alisson Castaman, um jovem estudante que começa como investidor na pecuária de elite. “Esperamos recuperar este investimento em um ano”, afirma. Os compradores também adquiriram 50% das fêmeas e vão usufruir as coletas de embriões agendadas.

A Fazenda Esperança tem trabalhado para garantir a oferta de embriões de alta genética, através de coletas de doadoras comprovadas e acasalamentos planejados. “Costumo dizer que somos um centro de distribuição de genética de qualidade”, explica Houayek. Desta forma, avalia, é possível garantir fornecimento de prenhezes ao longo de todo o ano.

Para o presidente da Associação Brasileira de Hereford e Braford, Luciano Dornelles, apesar de todo o temor na economia mundial por causa da pandemia, o setor vem se consolidando e obtendo ótima valorização. “O criador está vendo todo o retorno que a raça está dando. Temos acompanhado um aumento da procura por essa genética e a elevação dos valores. Isso é decorrente de todo um trabalho da associação nos programas de melhoramento e identificação dos melhores reprodutores”, destaca. Além da Fazenda Esperança, a Cabanha Santa Camila e convidados também ofertaram no remate do dia 8. O faturamento total do leilão foi de R$ 1,759 milhão.

Sobre a Fazenda Esperança

 

A Fazenda Esperança é uma empresa familiar, de Alegrete, que já está na quinta geração. Nos últimos 15 anos iniciou o trabalho na criação de animais Braford, com foco em fêmeas. A intenção é aliar sempre precocidade, rusticidade fertilidade e garantindo eficiência financeira. A escolha pela biotecnologia como forma de distribuir essa genética tem como objetivo democratizar a raça e levá-la para todo o país. Com resultados expressivos em julgamentos exigentes, a Fazenda Esperança consolida seu objetivo de busca por eficiência. A missão da empresa é produzir alimento através do agronegócio sustentável, levando inovação e inspiração ao produtor rural.

Thais D'Avila
Jornalista

A Polícia Rodoviária Federal realizará a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020 em todo o país, que iniciará às 00h de sexta-feira (09) e será finalizada às 23h59min de segunda-feira (12). Ela funcionará nos moldes das outras operações em feriados prolongados, através de um esforço coordenado de policiamento ostensivo que tem por objetivo garantir segurança aos usuários que circularão nas rodovias federais.

No Rio Grande do Sul, a PRF desenvolverá ações planejadas de segurança viária e reforçará o policiamento ostensivo nos trechos considerados críticos para acidentalidade, assim como naquelas rodovias que normalmente apresentam maior fluxo de veículos durante os feriados prolongados.

A fiscalização será intensificada nos pontos onde há maior probabilidade de prática de infrações de trânsito, coibindo comportamentos associados a acidentes graves. Serão realizadas fiscalizações visando combater a embriaguez ao volante, as ultrapassagens em locais proibidos, o não uso do cinto de segurança e o uso do telefone celular.

O maior fluxo de veículos na saída para o feriado deve se concentrar entre o fim da tarde e o início da noite de sexta-feira (09), e na manhã de sábado (10). O retorno deve ter um fluxo maior de veículos durante a tarde e a noite de segunda-feira (12), de forma mais acentuado nas rodovias que ligam Porto Alegre ao resto do estado.

COMBATE AO CRIME

A PRF seguirá suas ações de enfrentamento à criminalidade objetivando aumentar a segurança dos usuários da rodovia e da população em geral, prendendo criminosos e retirando de circulação armas ilegais, drogas e mercadorias ilícitas. O serviço de inteligência da corporação atuará durante o feriado no monitoramento de possíveis atividades criminosas que podem ser realizadas nas rodovias federais gaúchas.

RESTRIÇÃO DE TRÁFEGO

Veículos de carga com dimensões ou pesos excedentes estarão impedidos de transitar em trechos de pista simples no seguintes horários:
- sexta-feira das 16h às 22h
- sábado das 06h às 12h
- segunda-feira das 16h às 22h

RESULTADOS

A divulgação do resultado operacional registrado durante a Operação Nossa Senhora Aparecida 2020 está prevista para o final da tarde de terça-feira (13).

ORIENTAÇÕES PARA UMA VIAGEM SEGURA

Respeitar os limites de velocidade, manter distância de segurança em relação aos demais veículos, ultrapassar apenas quando houver plenas condições de segurança, evitar dirigir com sonolência e não utilizar o telefone celular. Se possível, viaje enquanto houver luz natural e estude antecipadamente o caminho a ser percorrido. Estas são algumas das principais orientações da Polícia Rodoviária Federal para reduzir o risco de acidentes.

A PRF também orienta os usuários de rodovias, mesmo antes de viagens curtas, a fazer a revisão preventiva do veículo, incluindo a checagem dos pneus, do sistema de iluminação, dos equipamentos obrigatórios, do nível do óleo e do radiador, entre outros itens.

O uso do cinto de segurança, do capacete para os motociclistas e dos demais equipamentos de segurança são importantes para evitar ou reduzir lesões em caso de acidente.

É importante que o motorista dirija descansado e sem estar sob efeito de álcool ou drogas.

Quatro em cada dez brasileiros com diabetes tipo 2 têm doenças cardiovasculares. O dado alarmante foi revelado pelo estudo CAPTURE, levantamento global que analisou a prevalência, percepção e o tratamento dos fatores de risco cardiovasculares no diabetes tipo 2, tipo mais comum da doença e que aumenta em até quatro vezes a propensão a infarto cardíaco e derrame cerebral. 
 
O CAPTURE é o maior estudo observacional já realizado pela Novo Nordisk,      empresa líder global de saúde dedicada  a promover mudanças para vencer o diabetes e outras doenças crônicas graves, como obesidade e distúrbios hematológicos e endócrinos raros. A pesquisa aponta que, globalmente, 1 em cada 3 pessoas com diabetes tipo 2 apresentam doenças cardiovasculares. Destas, 9 em cada 10 apresentam aterosclerose, doença cardiovascular que consiste na formação de placas de gordura e outras substâncias nas paredes das artérias. 
 
O avanço da aterosclerose pode comprometer o fluxo sanguíneo e causar problemas graves, como aponta Raquel Cristina Coelho, gerente médica da Novo Nordisk. “A aterosclerose constitui a base de quase todos os problemas cardíacos que afetam a pessoa com diabetes. Esse processo pode começar até mesmo na infância e, geralmente, quando ele se manifesta — de forma geral, na vida adulta — é mais grave. Pode ser um infarto, um AVC, uma doença mais perigosa”, ressalta. 

Informação

Consequências graves da aterosclerose, o infarto cardíaco e o derrame são responsáveis por 80% das mortes relacionadas ao diabetes tipo 2. No entanto, a prevenção esbarra no desconhecimento. Por muito tempo, o diabetes esteve mais associado à cegueira, amputação ou doenças renais. Uma pesquisa realizada em 2019 pela campanha “Quem Vê Diabetes Vê Coração”, da Novo Nordisk, revelou que 90% dos pacientes que têm diabetes alega sentir falta de mais informações sobre os risco cardiovasculares da doença. 
 
Marina Barros foi diagnosticada com diabetes há 19 anos. Desde então, ela se preocupa com as complicações da doença e, por isso, faz o tratamento adequado. No entanto, entende que essa não é a realidade da maioria das pessoas.  “A maior parte dos brasileiros que têm diabetes hoje às vezes nem sabe que tem a doença. E a gente sabe que quem tem, tem pouco acesso à informação, principalmente sobre as complicações”, ressalta. 
 
A influenciadora digital resolveu que seria parte da solução para a falta de informação. Hoje, ela tem um site dedicado ao assunto, chamado DiabéticaTipoRuim. O objetivo é passar conteúdo de qualidade e muita informação para as pessoas, inclusive sobre os riscos cardiovasculares do diabetes. 

Arte: Brasil 61

Prevenção

Como já se sabe, a aterosclerose pode começar a se desenvolver ainda na infância, potencializada pela má alimentação e por uma vida sedentária. Portanto, Raquel Cristina Coelho aponta que a prevenção deve começar ainda nessa fase da vida, com hábitos adequados, como alimentação saudável e atividade física regular. 
 
Por ser precoce e silenciosa, a melhor forma de evitar que a aterosclerose leve a um infarto, por exemplo, é o diagnóstico precoce, complementa a médica. “De preferência, ele deve ser feito quando o paciente ainda não tem sintomas, quando a aterosclerose está na fase que chamamos de subclínica, ou seja, não há sinais óbvios dessa doença”, indica. 
 
Nas pessoas que têm diabetes, o cuidado deve ser redobrado. “Manter o controle glicêmico, não fumar, evitar o excesso de bebida alcoólica e ter uma vida saudável são os principais fatores que vão ajudar na prevenção da aterosclerose”, afirma Raquel. 
 
A influenciadora digital Marina Barros reforça: “se você tem diabetes, a decisão mais inteligente a se tomar é manter o controle glicêmico bom, fazer escolhas alimentares melhores, praticar atividade física, evitar bebida alcoólica e sempre fazer os exames periódicos”, orienta. 
 
Outro desafio é que nem mesmo aqueles que admitem conhecer os riscos cardiovasculares do diabetes se esforçam para evitá-los. Segundo a pesquisa realizada em 2019 pela campanha Quem Vê Diabetes Vê Coração, apesar de mais da metade dos pacientes entrevistados terem sido diagnosticados com o diabetes tipo 2 há pelo menos cinco anos, apenas quatro em cada dez diziam praticar exercícios físicos regulares. E mais de um terço não conseguiam ter uma alimentação equilibrada. 

Tratamento

Anunciado entre os dias 21 e 25 de setembro durante o congresso da Associação Europeia para o Estudo do Diabetes (EASD, na sigla em inglês), o estudo CAPTURE também revela que apenas duas em cada dez pessoas com diabetes tipo 2 usam algum medicamento para a doença que atue para diminuir o risco cardiovascular.

Covid-19

Não bastasse a associação perigosa, o diabetes e as doenças cardiovasculares são fatores de risco para o agravamento da Covid-19. Pacientes com diabetes que sejam infectados com o novo coronavírus têm mais chance de desenvolver a forma grave da doença, dificuldades respiratórias e necessidade de internação. 
 
De acordo com o último boletim epidemiológico especial do Ministério da Saúde, cerca de 64% das pessoas que morreram por causa Covid-19 até 19 de setembro tinham, ao menos, uma comorbidade ou fator de risco para a doença. Cardiopatia e diabetes foram as condições mais frequentes. “Tem a questão dos distúrbios de coagulação, como a trombose, que também têm sido descritos nas pessoas com Covid-19 e que pode ter uma relação e complicar a aterosclerose”, alerta Raquel. 

Campanha

A campanha “Quem Vê Diabetes Vê Coração” é uma iniciativa da Novo Nordisk em parceria com sociedades médicas e associações de pacientes com diabetes de todo o país. Lançada em 2019, tem como objetivo conscientizar as pessoas sobre os riscos associados entre o diabetes e as doenças cardiovasculares. Para mais informações, acesse o site da campanha: quemvediabetesvecoracao.com.br.



Fonte: Brasil 61

Prestes a completar 50 anos, o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) parte para um grande desafio em 2020: inserir nas propostas de governo das eleições municipais o empreendedorismo como uma das pautas prioritárias. Apesar de ser uma iniciativa pensada há um tempo, este ano trouxe um novo cenário. Com a pandemia do novo coronavírus, não foi só a saúde que entrou em colapso. A economia sofreu duros impactos e os micro e pequenos negócios, foco da entidade, podem ser uma solução para uma retomada no setor. 

“A micro e pequena empresa, no Brasil e no mundo inteiro, é a teia que sustenta qualquer país. É a padaria, a loja de roupa, todos os segmentos da sociedade. O Brasil vem aperfeiçoando esse ambiente de melhoria de convivência com a micro e pequena empresa”, garante o presidente do Sebrae, Carlos Melles. 

O Sebrae representa, hoje, cerca de sete milhões de micro e pequenas empresas e 11 milhões de microempreendedores individuais (MEIs). “Nesse setor, também se fatura aproximadamente 30% da riqueza do Brasil e emprega 55% dos brasileiros com carteira assinada”, calcula o presidente. 

Em entrevista exclusiva para o portal Brasil61.com, o presidente afirma que a pandemia deu um “chacoalhão” nos brasileiros, mas que é possível reconstruir.  “As pesquisas do Sebrae me levam a ficar otimista com a retomada. Quando você começa a retomar contratação, quando você busca mais crédito, há uma expectativa de crescimento. Além disso, o estoque de dívida diminuindo também deu um ‘chacoalhão’ que vai mudar muito a vida do pequeno e do microempresário.” 

O momento atual, segundo ele, é de reflexão. “A partir de agora, trazer mais atenção e zelo com o cliente. Os protocolos estão levando para esse lado, de fidelizar o cliente. Ter cuidado com higienização dos produtos, com a vida dos funcionários, tudo isso pode te dar agora uma resposta na saída da pandemia. 

Melles revela que apostou em ações conjuntas na pandemia. “O melhor ativo que tivemos foi a capacidade de nos adaptarmos ao digital, esse talvez tenha sido umas mudanças mais importantes para as micro e pequenas empresas no Brasil. Aliado a isso, fizemos parcerias com grandes plataformas. Outro diferencial foi fazermos uma campanha maciça incentivando as pessoas a comprarem dos pequenos, no bairro, de quem está perto de você. E o Brasil teve uma grande felicidade de não ter nenhuma crise de abastecimento. Quantidade, qualidade, bons preços, isso deu tranquilidade e paz”, avalia. 

Além de falar de crédito e de políticas públicas voltadas para micro e pequenos empreendedores, Carlos Melles, em bate-papo exclusivo com o portal, falou também sobre o lançamento do documento “Seja um candidato empreendedor – 10 dicas do Sebrae”, desenvolvido com vários parceiros. A ideia do guia é inserir pautas voltadas ao empreendedorismo nas campanhas eleitorais, contribuindo com soluções já testadas e aprovadas em todo o Brasil, e colocar prefeitos (as) e vereadores (as) em posição proativa, visionária e comprometida com os cidadãos e com as contas públicas.  

“O Sebrae tem programas muito interessantes. Por exemplo, temos o Prefeito Empreendedor. Nas eleições, nós ousamos um pouquinho em não procurar prefeitos e vereadores depois de eleitos, mas procurar os candidatos para eles discutirem na campanha o empreendedorismo”, adianta Melles. “Queremos provocar as micro e pequenas empresas, o cidadão a buscar o candidato que esteja mais comprometido com o desenvolvimento do município, com a geração de emprego e renda e com a prosperidade”, justifica. 

Entre as dicas do documento, estão a de fortalecer a identidade do município, desburocratizar e simplificar, qualificar quem mais precisa e gerar mais empregos.  



Fonte: Brasil 61

Na tarde desta sexta-feira, o grupo de atletas do Tricolor efetuou nova sessão de trabalho no Centro de Treinamento Presidente Luiz Carvalho. A atividade teve foco no duelo de domingo contra o Santos, na Vila Belmiro, válido pela 15ª rodada no Campeonato Brasileiro.

Depois do trabalho de aquecimento, o grupo de atletas realizou treino técnico. A atividade de finalizações foi executada por toda a equipe com a orientação do técnico Renato Portaluppi, na busca por aprimorar o aproveitamento nos chutes à gol. Recuperados após testarem positivo para Covid-19, os zagueiros Geromel e Kannemann, assim como o meia Jean Pyerre voltaram a trabalhar no CT para retomar o condicionamento físico e ficar à disposição para as próximas rodadas. Matheus Henrique será desfalque para o jogo do fim de semana por suspensão automática. Em compensação, o lateral-esquerdo Cortez retorna após cumprir suspensão na última rodada, contra o Coritiba.

Na 11ª colocação na tabela de classificação com 17 pontos, o Tricolor quer manter uma sequência de vitórias para encostar no pelotão de cima. A equipe volta a trabalhar na manhã deste sábado e embarca para Santos às 13h30.

 

Fotos: Lucas Uebel/Grêmio.

Os trabalhos do Colorado para encarar a próxima rodada do Campeonato Brasileiro encerraram na manhã desta quarta-feira (07/10). Agora, a equipe viaja para Bragança Paulista, onde enfrentará o Red Bull Bragantino, nesta quinta-feira (08/10), às 21h, no estádio Nabi Abi Chedid, pela 14ª rodada.

Vice-líder da competição, o Inter vai em busca de mais três pontos para se aproximar da primeira colocação. Para isso, o treinador Eduardo Coudet terá os retornos de Zé Gabriel, Moisés e Rodinei, que voltam a estar à disposição. Já Musto fica de fora, cumprindo suspensão, além de Saravia e Guerrero, lesionados.

O último treinamento colorado foi de ajustes no time que entrará em campo. Coudet realizou atividades técnicas e táticas com o elenco. Primeiro, exercícios de passes e posse de bola, depois um trabalho coletivo. A delegação viaja nesta tarde para São Paulo.

A Rádio Colorada e as redes sociais do Clube acompanham todos os detalhes da partida em tempo real.

Imagens

Créditos: Ricardo Duarte

s Micro e Pequenas Empresas (MPE) venceram 65,5% das compras públicas realizadas em 2020. Segundo o Painel de Compras do governo federal, dos mais de 95 mil processos realizados, cerca de R$ 15 bilhões foram contratados por meio das MPE. O valor total movimentado foi de cerca de R$ 49,5 bilhões.

Os dados foram divulgados pelo Ministério da Economia e contemplam as compras realizadas pelo governo federal, por estados e municípios, que utilizam o Sistema de Compras do governo federal (Comprasnet). 

Governo aplica R$ 12 bilhões em nova etapa do Pronampe e define teto de R$ 100 mil para empréstimos

Empresas terão R$ 5 bilhões do Programa Emergencial de Acesso ao Crédito

Na última semana, a equipe econômica divulgou uma outra medida para incentivar a participação dos micro e pequenos empresários nas aquisições públicas. Trata-se do AntecipaGov, que permite aos fornecedores do governo utilizar o contrato assinado com a União como garantia de empréstimos ou financiamentos. 

Atualmente, há cerca de R$ 56 bilhões em contratos ativos no Poder Executivo que poderiam receber antecipação de crédito por meio do AntecipaGov.



Fonte: Brasil 61

Está marcado para 3 de dezembro um grande evento virtual para atualizar produtores,  representantes do setor de proteína animal, entidades  de classe, prefeitos, técnicos e estudantes sobre o que vem sendo feito para o avanço de status sanitário do Rio Grande do Sul. A realização do Seminário Estadual de Febre Aftosa foi discutida nesta terça-feira em reunião online do Grupo Gestor do Plano Estratégico do Pnefa (Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa) e integra as exigências do Ministério da Agricultura.

Para o chefe da Divisão de Saúde Animal da Secretaria da Agricultura,  Fernando Groff, será a oportunidade de mostrar ao público do setor todos os avanços que vem sendo realizados, bem como “pontuar a importância da atuação de todos para manter o rebanho livre da doença”. O presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do RS, Rogério Kerber, destacou as ações do fundo para comunicar aos produtores a importância da responsabilidade compartilhada. “Temos, ao longo dos anos, falado aos produtores de diversas formas, seja em entrevistas às emissoras de rádio do interior ou na produção de materiais impressos para o apoio do Serviço Veterinário Oficial. Seguimos no propósito de contribuir para o fortalecimento da defesa sanitária no estado”, concluiu.

Na reunião também ficaram definidos dois novos encontros antes do Seminário Estadual, para alinhamento de pautas, convidados e forma de participação digital. No encontro desta terça-feira, participaram, além da coordenação da Secretaria da Agricultura, Fundesa-RS, Conselho Regional de Medicina Veterinária do Rio Grande do Sul, Sicardergs, SIPS-RS, FecoAgro-RS, Febrac, e Divisão de Febre Aftosa (Difa) do Ministério da Agricultura.

 

O plantel gremista retornou as atividades na tarde desta terça-feira, no Centro de Treinamento Presidente Luiz Carvalho, para encerrar a sua preparação para mais um confronto pelo Campeonato Brasileiro. Amanhã, às 19h15, o Tricolor entra em campo na Arena, diante do Coritiba, pela 14ª rodada da competição. 

Focado no time paranaense, o grupo de atletas teve uma tarde de atividades intensas. Após um treino físico, comandado pela equipe de preparação, o técnico Renato Portaluppi orientou uma atividade técnica e tática, buscando ajustar e montar sua equipe para a partida. 

Durante o trabalho, o comandante gremista orientou posicionamentos e testou duas formações, para então definir seu time. Fechando o turno de atividades, os atletas realizaram um treino recreativo, traducional às vésperas dos jogos.

Lembrando que Renato não contará com Bruno Cortez, que cumpre suspensão pelo cartão vermelho recebido no último jogo. Os atletas Jean Pyerre, Geromel e Kannemann ainda se recuperam da covid-19 e também não irão para a partida. Já Éverton, recuperado da doença, trabalha a parte física e também não será opção para o confronto.

Antes da atividade desta terça-feira, o zagueiro Paulo Miranda concedeu entrevista coletiva à imprensa. Entre os assuntos comentados, falou sobre o momento da equipe na competição e a sequência de jogos. “Nós sabemos que as próximas quatro partidas são difíceis, mas cabe a nós trabalharmos firme e forte durante a semana. Vamos ver o que o professor irá nos passar para a cada jogo e assim, podermos corresponder”.

Sobre o duelo com o Coritiba, o zagueiro ainda comentou: “Será um jogo difícil, mas estamos preparados para fazer um bom resultado dentro de casa. Nós estamos focados e temos a certeza de que vamos alcançar os resultados positivos”, concluiu.

O Grêmio entra em campo nesta quarta-feira, às 19h15, na Arena. O jogo terá a transmissão da Grêmio Rádio Umbro 90.3 FM e também pelo site gremio.net/radio, a partir das 18h15. Na TV, os torcedores poderão acompanhar pelos canais Premiere.

Abaixo, você confere a entrevista do zagueiro Paulo Miranda na íntegra. Clique aqui para ver a galeria completa de imagens da atividade.


Foto: Lucas Uebel | Grêmio FBPA

Página 3 de 454
Topo