Mônaco Santanense e Terasaki estão na semifinal e na Série Ouro 2019

Foi uma quinta-feira de decisão nos gramados e nas quadras de futsal. A competição que uniu brasileiros e uruguaios numa decisão não foi a Copa América, mas sim o Citadino de Futsal. A rodada das quartas de final da Série Prata, jogos da volta, agitaram a noite do CFL 2019. Nas decisões ajustadas da Prata a noite acabou feliz para Mônaco Santanense e Terasaki, que venceram seus jogos no tempo normal e se garantiram na semifinal da prata e na Série Ouro 2019.
Sub 13
Na preliminar Nacional e Carolina jogaram um clássico pela Sub 13 em confronto ainda pela primeira fase. O Nacional já foi logo para cima e abriu o placar com Tomas, de cabeça. O Carolina saiu em busca do ataque, mas levou o contra ataque e Tomas ampliou e Nicolas fez o terceiro. O Carolina deu sinais de reação com o gol de Kauã. Matheus, porém fez o quarto do Mateus. O segundo tempo começou com o Nacional controlando o jogo e voltando a marcar com Maxi. O Carolina seguia atacando, mas batendo na trave e parando nos goleiros do Nacional. Rafael entrou em quadra para definir a vitória do Nacional. Ele marcou dois gols e Mateus ainda ampliou. Felipe descontou para o Carolina, mas o Nacional venceu por 8 x 1.
Mônaco na semi
As decisões da Série Prata tiveram inicio com Mônaco Santanense e Atlético Paranaense. Vencedor do primeiro jogo o Mônaco posicionou seu time e esperou pelas ações do Atlético, que precisava vencer a todo o custo. Mais do defender-se o Mônaco aguarda pelos espaços que surgiriam ao natural. Na primeira chance Roberto foi lançado nas costas da defesa e finalizou para fazer 1 x 0 Mônaco. Mas houve tempo para o Atlético se arrumar e Hilton encontrou o artilheiro Somália infiltrando pela ala. O lateral foi cobrado com velocidade e o artilheiro fez 2 x 0. O terceiro gol do Mônaco foi uma bela troca de passes em velocidade que Roberto completou. O Atlético descontou na jogada pessoal de Eduardo, mas Hilton ampliou para 4 x 1. Eduardo descontou novamente. Mas o Atlético adiantava a marcação e caia na armadilha do contra ataque com troca de passes envolventes do Mônaco que acabavam no gol de Andres. Renan fez o quinto e Somália ampliou. Envolvido o Atlético viu Robson Binho fazer mais dois e o primeiro tempo fechou em 8 x 2, Mônaco. Na segunda etapa o Mônaco tirou a velocidade do jogo e tratou de fazer o tempo passar, mas sem abdicar do jogo vertical. Somália fez seu 19º gol no campeonato e ampliou. Hilton surpreendeu o goleiro e fez o 10 x 2. Pablo até descontou, mas Hilton fechou o placar em 11 x 4 e com a vitória o Mônaco foi a primeira equipe a garantir o acesso a Série Ouro e a vaga para semifinal.
Terasaki vence no detalhe
O confronto mais equilibrado das quartas de final foi Portugal e Terasaki, que empataram em 6 x 6 no primeiro jogo. Por isso as equipes voltaram a quadra para fechar a noite de futsal jogando por uma vitória para passar a semifinal. Mal a bola rolou e Fernando Lima deu um passe perfeito para Mauro fazer 1 x 0. Terasaki. Fernando Lima ampliou pouco depois. Portugal tinha a bola, mas não conseguia servir o pivô Xuxa, bem marcado. A equipe, porém, seguiu martelando até que Robinho conseguiu receber na direita e servir o pivô, que descontou. O jogo pegou jogo e na jogada pessoal de Duka, Xuxa empatou a decisão. O Terasaki respondeu com gol e Mauro recolocou o Terasaki na frente. Com assistência de Xuxa, Robinho voltou a empatar para Portugal. O equilíbrio era a tônica da partida e Bernardo pressionou a saída de bola de Portugal e acabou marcando o 4 x 3, Terasaki. A reação de Portugal veio dos pés de Duka. Da sua quadra, ele deu um passe perfeito para Robinho empatar a partida. E pouco depois Duka foi ao ataque para virar o jogo para 5 x 4, Portugal. O segundo tempo começou com Fernando Lima soltando a bomba e empatando o jogo novamente. O Terasaki então adotou uma postura de marcar a saída de bola de Portugal e o detalhe acabou sendo decisivo, Na primeira chance , Antony roubou a bola de Xuxa virou novamente o jogo para o Terasaki. Portugal seguiu martelando e pressionando o adversário e o obrigando o goleiro Cristian a grandes defesas. Mas a pressão sob a bola novamente deu certo. Bernardo, o Cabeça, desarmou novamente Xuxa e recolocou o Terasaki na frente, 7 x 6. Portugal pressionou no final e até colocou goleiro linha na tentativa de empatar. O Terasaki resistiu e até deu um bola na trave. Mas o cronometro zerou e os riverenses enfim puderam comemorar a classificação e o acesso. Ainda na quadra as atenções de atletas e dirigentes de voltaram para o telão, onde todos acompanharam o drama da Seleção Brasileiro ao vencer o Paraguai nos pênalti e seguir em frente na Copa América. Cristian, goleiro do Terasaki foi eleito o craque da rodada.
O CFL 2019 é patrocinado por, Movilcor, CFC Santanense, Gato e Sapato e Zapatodos, CHS – Centro Hospitalar Santanense, Unimed Fronteira, Posto Larratea, Uniagro / Erva Mate Charme, Provedor A Plateia, Transportes Thomaz, Casa dos Troféus e apoiado por, Óptica Foco, ML 3 Football e Comdica-Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente.

Fonte: http://futebol.grupoarena.org

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo