AABB na categoria Sub 13, La Barca e Zeca F.C. na Sub 18, estreiam com vitória na semifinal

A noite de maior público do ano no ginásio José Luiz Sanz foi aberta na noite desta terça-feira a fase semifinal do Citadino de Futsal para duas categorias, a Sub 13 e Sub 18. Escolinha da AABB, na Sub 13, La Barca e Zeca F.C, na Sub 18, estiveram mais atentas aos detalhes que movem as decisões e venceram seus jogos, saindo na frente na disputa.
Sub 13
O Escolinha da AABB e Carolina são duas equipes que representam muito bem o trabalho da base do futsal e fizeram o primeiro jogo pela categoria final. Com uma marcação pressão desde os primeiros segundos a AABB deixou clara a sua proposta. Atrapalhar a saída de bola do Carolina e rouba-la mais perto do gol de João Vitor. Não deu outra. No primeiro vacilo,
Álvaro desarmou Wellington na frente do gol e apenas deslocou o goleiro, 1 x 0 , AABB. Enquanto o Carolina tentava fugir da pressão e tentava alguma jogada pessoal, Gabriel fazia o 2 x 0.O pequeno Luis Felipe completou a troca de passes e marcou o terceiro. O Carolina descontou com Felipe. Na etapa final o Carolina adiantou o time e passou a pressionar a AABB. Karlison bateu cruzado para fazer o 3 x 2 e a equipe voltou para o jogo. Mas a AABB agiu rápido e fez o quarto e quinto gol com Álvaro e garantiu a vitória da AABB, que joga por um empate no jogo da volta para ir a final.
La Barca vence clássico
La Barca e Carolina virou clássico em dois jogos. Representando bairros vizinhos mais rivais (Armour e Wilson) as equipes se reencontraram na semifinal da Sub 18 para dois grandes duelos. No primeiro turno, jogo de abertura do campeonato o La Barca venceu. O Carolina queria dar o troco e o jogo embora intenso começou com marcação forte. Sem espaços para articulações, a bola parada foi a alternativa. O La Barca teve a primeira chance e Zé Pedro foi perfeito na cobrança para fazer 1 x 0, La Barca. O Carolina devolveu na mesma moeda e Jucas empatou também numa cobrança de falta. O jogo seguiu disputado, mas com marcação forte as chances de gols eram raras e o placar de igualdade se manteve igual por 10min. Até que o Carolina recuou uma bola para o goleiro Eberson e Rihan se aproveitou para fazer 2 x 1, La Barca. Mal a bola voltou a rolar e Rafael Marfetan roubou a bola e avançou para fazer o 3 x 1. O Carolina desconcentrou e ainda sofreu um gol de falta de Zé Pedro numa bola defensável. Gabriel ainda descontou para o Carolina, mas o La Barca aproveitou o espaço para fazer mais dois gols com Zé Pedro e Diego. O Carolina teve três lances livres, mas parou no goleiro Tarso. Na segunda etapa o Carolina tentou diminuir mas Marfetan ampliou para 8 x 2. Parecia improvável que a diferença de seus gols fosse desfeita, Mas o Carolina manteve a organização e a insistência. Gabriel recebeu um belo passe de Lucas e recolocou o Carolina na disputa. A jogada repetiu-se pouco depois e o placar caiu para 8 x 4. Foi a vez o La Barca descuidar-se e Gabriel fez o terceiro gols em sequência. Guilherme ainda bateu cruzado e a bola desviou antes de vencer Tarso. O placar então ficou em 8 x 6. O La Barca recorreu ao banco e Juca entrou em quadra para marcar dois gols em sequência e devolver a vantagem à equipe. O artilheiro do jogo Gabriel ainda marcou mais um para o Carolina e Endy converteu um tiro livre, mas Zé Pedro e Marfetan fecharam o placar em 12 x 7 e o La Barca conquistou vantagem para o jogo da volta.
Zeca F.C. larga na frente
Na outra semifinal Nacional e Zeca F.C, confrontaram seu estilos. O Zeca tratou de ficar com a bola e tentar infiltrar na marcação adversária. O obstáculo até era superado, mas as finalizações paravam no goleiro no goleiro Juan Ignácio. Depois de seis defesas consecutivas o goleiro do Nacional enfim foi vencido. Pedro Henrique bateu do meio da quadra para fazer 1 x 0, Zeca F.C. O Nacional continuava jogando fechado e especulava no contra ataque. O Zeca usou novamente o chute do meio da quadra e acabou ampliando para 2 x 0 com Tiago. A bola parava foi a opção do Nacional para descontar. Pablo Nicolas surpreendeu o goleiro João Thomaz e descontou. No segundo tempo o Zeca seguiu controlando a bola e na única jogada que quebrou a linha de marcação do Nacional, Eduardo fez o 3 x 1. O Nacional até aumentou a movimentação, mas finalizou pouco ao gol. Já o Zeca teve uma nova chance e ampliou com Tiago. Felipette em jogada pessoal descontou para o Nacional, mas Tiago fechou o placar em 5 x 2, e confirmou a vitória do Zeca. A arbitragem da rodada veio da Quarai com o quarteto Eleu Oliveira, Emerson Oliveira, Nairo Vasconcelos e a mesária Juliana Oliveira. O goleiro Tarso (La Barca) foi eleito o craque da rodada.
O CFL 2019 é patrocinado por, Movilcor, CFC Santanense, Gato e Sapato e Zapatodos, CHS – Centro Hospitalar Santanense, Unimed Fronteira, Posto Larratea, Uniagro / Erva Mate Charme, Provedor A Plateia, Transportes Thomaz, Casa dos Troféus e apoiado por, Óptica Foco, ML 3 Football e Comdica-Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente.

Fonte: http://futebol.grupoarena.org

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo