Mônaco vira no final é conquista título da Série Prata 2019

A última e mais aguardada final envolveu os finalistas da Série Prata, Terasaki e Mônaco Santanense. As equipes foram festejadas na entrada em quadra no cerimonial que teve anuncio de atleta por atleta, execução de hinos do Brasil e Uruguai e posse para fotos oficiais. Com a bola rolando o Terasaki surpreendeu com marcação adiantada e pressão na saída de bola do Mônaco. A equipe criou as primeiras duas chances mas pararam no jovem goleiro Muriel. A terceira tentativa não teve jeito e Henri bateu duas vezes na bola entra da área e caído a empurrou para dentro da área, 1 x 0, Terasaki. Com a vantagem o Terasaki tratou de marcar meia quadra e explorar o contra ataque. O Mônaco, porém, usou o lado da quadra e no chute cruzado e Robson Binho empatou a partida. As arrancadas do fixo deram certo novamente e desta vez Binho carregou a bola até finalizar no canto de Cristian e virar o jogo para o Mônaco. O Terasaki retomou a carga para tentar o empate e ele veio após o tabelamento de Henry e Fernando Lima, que finalizou de calcanhar e empatou a decisão. No último lance do primeiro tempo o Mônaco teve uma falta a seu favor. Binho, Hilton e Somália participaram da jogada ensaiada e Somália finalizou para fazer o 3 x 2. Na etapa final Fernando Lima assumiu a responsabilidade de trazer sua equipe para a reação e na primeira chance ele soltou a bomba do meio da quadra para empatar a partida. O Mônaco pressionou mais nos minutos seguintes, perdendo chance e até acertando uma bola na trave. Mas num erro de passe de Hilton, Lima dominou no peito e bateu forte para virar o jogo para o Terasaki, 4 x 3. O Mônaco seguiu tentando infiltrar na boa marcação do Terasaki, que manteve a aposta no contra ataque. No jogo das estratégias a do Terasaki voltou a funcionar e depois de recuperar a bola Mauro foi no fundo da quadra e cruzou para Antony fazer o 5 x 3, Terasaki. O placar parecia definitivo pois faltavam cinco minutos para o final. Mas o Mônaco foi paciente e insistente e começou a reação na troca de passes dos irmãos Binho e Somália, que acabou o gol de Binho, o quarto da equipe. O gol animou ainda mais a equipe do Mônaco, que tratou de aposta no passe para o pivô Hilton. A decisão não poderia ser a melhor. Pois após um giro em cima da marcação ele tirou do goleiro e empatou a partida. A decisão então ficou aberta, com os dois times buscando o gol do título. A 40seg do final, Hilton recebeu um lançamento na direita e bateu de esquerda para surpreender Cristian e promover a virada espetacular do Mônaco, que saiu de um 5 x 3, adverso para uma virada de 6 x 5, nos segundos finais. O Terasaki tentou adiantar o time e fazer uma blitz nos segundo finais, mas Luis Paulo roubou a bola do goleiro Cristian e com o gol aberto fez o 7 x 5, garantindo o título do Mônaco, que fez uma grande festa com a torcida. Depois da festa de gols, a Arena Eventos montou o palco para a solenidade de premiação aos campeões e destaques individuais dos campeonatos, fechando já na segunda-feira um final de semana de decisões no CFL 2019. Todas as atenções agora se voltam a Série Ouro, Sub 15 e Citadino Master, que abrem disputa no próximo domingo, dia quatro de agosto. O CFL 2019 é patrocinado por, Movilcor, CFC Santanense, Gato e Sapato e Zapatodos, CHS – Centro Hospitalar Santanense, Unimed Fronteira, Posto Larratea, Uniagro / Erva Mate Charme, Provedor A Plateia, Transportes Thomaz, Casa dos Troféus e apoiado por, Óptica Foco, ML 3 Football e Comdica-Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente.

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo