Chape sai com empate em duelo caracterizado por forte marcação

A Chapecoense voltou a jogar na manhã deste domingo, na Arena Condá, para fazer valer a palavra que o novo comandante da equipe, Vinícius Eutrópio, tem utilizado como mantra desde a sua apresentação, na última sexta-feira: retomada. Sob o comando do interino Emerson Cris - já que Eutrópio não pode estar a beira do gramado por questões documentais - após quatro rodadas sem resultados positivos, o Verdão - que foi a campo com novo esquema tático e novidades na equipe - entrou na partida ciente da importância da vitória, foi superior ao adversário, mas acabou saindo com um empate em 1 a 1 diante do Atlético Paranaense. 

O primeiro tempo da partida começou eletrizante e, logo aos dois minutos de jogo, a Chape viu o Atlético Paranaense abrir o placar com gol de Sidcley. Após sofrer o gol, no entanto, o Verdão se reorganizou e subiu ao ataque, aproveitando os espaços pela direita, com Apodi e Seijas - que ganhou oportunidade com o esquema 4-4-2 - para criar as melhores oportunidades da partida. Pressionando o adversário, aos 16 minutos a Chape chegou ao empate com golaço de Lucas Marques, que chutou de fora da área para igualar o marcador. Aos 26, após uma triangulação perfeita, Apodi achou Wellington Paulista, que tocou para Lucas Marques carimbar o travessão, passando perto do segundo na partida. Com a insistência alviverde no ataque, o Atlético Paranaense recuou a marcação e teve o setor de criação anulado pelo meio-campo da Chape, bem povoado. Primeiro tempo finalizado em 1 a 1. 

O Atlético voltou para a etapa final com mudanças, enquanto a Chape seguiu com a mesma formação. A Chape seguiu com as investidas no ataque, mas acabou diminuindo a posse de bola e reduzindo a pressão da primeira parte da partida. Aos 18, em nova chegada do Verdão ao ataque, Apodi foi derrubado por Wanderson e pediu pênalti, mas o juíz mandou o jogo seguir. A Chape contou com as entradas de Luiz Antônio no lugar de Seijas, Lourency no lugar de Lucas Mineiro e Moisés Ribeiro no lugar de Apodi, que retomaram, nos minutos finais do confronto, o domínio das ações e a pressão no ataque. Ainda assim, o jogo terminou com placar igualado em 1 a 1. 

Ao final da partida, o interino Emerson Cris - que será auxiliar técnico de Vinícius Eutrópio - elogiou a atitude apresentada pela equipe da Chapecoense - considerando as circunstâncias e a transição de treinador. “Um time com atitude, se impondo dentro de casa, buscando jogo, controlando o jogo, corremos poucos riscos durante a partida (...) A gente teve esse equilíbrio e o jogo era pra ter isso: equilíbrio. (...) entramos em campo concentrados, mesmo sofrendo o gol conseguimos propor o jogo”, ressaltou. Emerson afirmou, ainda, que a equipe conseguiu atender ao que foi proposto por Eutrópio durante os treinamentos e que a superioridade da Chape durante toda a partida provou isso.

Na próxima terça, a equipe alviverde viaja ao Recife, onde enfrenta o Sport na próxima quinta-feira pela décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro. A Chape volta a jogar em casa no domingo (16) quando o recebe a equipe do São Paulo, pela mesma competição.

Texto: Alessandra Seidel | Fotos: Sirli Freitas 

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo