Gisnei

Gisnei

As vendas de veículos novos automotores, incluindo automóveis, caminhões, comerciais leves (como vans e furgões) e ônibus, encerraram o período de janeiro a abril deste ano em baixa de 27,9%, com o total de 893,7 mil unidades comercializadas. Apenas no mês de abril, foram vendidos 162,9 mil veículos, número 9,1% menor do que o registrado em março deste ano e 25,7% inferior ao resultado de abril de 2015.

Os dados foram divulgados pela Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea). O novo presidente da entidade, Antonio Megale, observou que, apesar desses recuos, o ritmo de queda nas vendas diminuiu. No começo do ano, o percentual de retração era de 38,8%.

As montadoras instaladas no Brasil produziram em abril 169,8 mil veículos, número 13,6% abaixo do de março e 22,9% inferior ao registrado em abril do ano passado. No acumulado desde janeiro, houve queda de 25,8%.

De acordo com Megale, as empresas têm feito um esforço para manter os empregos, tanto que hoje têm 30% da força de trabalho em regime de flexibilização, sendo 6.044 postos em regime lay-off e 29,6 mil no Programa de Proteção ao Emprego (PPE). “É uma situação preocupante e as empresas estão demonstrando esforços para preservar os empregos”, destacou.

Em relação a abril do ano passado, as vagas encolheram 8%, tendo hoje uma base 128.441 trabalhadores. Para ampliar as ofertas, é necessário que o país volte a crescer, defendeu o presidente da Anfavea.

Caminhões

O executivo apontou que, entre os segmentos que mais apresentaram queda nas vendas, estão os caminhões, com recuo de 13,2% de março para abril e 31% no acumulado do ano. No entanto, Megale acredita em recuperação por meio das exportações e também com a restauração da confiança do setor do agronegócio após o anúncio das condições de financiamento da nova safra agrícola.

As vendas internas de máquinas agrícolas caíram 40,8% no quadrimestre. Em abril, houve redução de 32,2% na comparação com o mesmo período do ano passado, mas, em relação a março, as vendas subiram 4,9%. Nas vendas externas, no entanto, esse segmento apresentou redução de 44,5% sobre março, de 39,7% sobre abril do ano passado e 23,3% no acumulado do ano.

O presidente da Anfavea reconheceu que tem ocorrido uma participação importante do governo no fechamento de negócios para aumentar as exportações em geral. Segundo ele, entre os acordos bilaterais que surgem como alternativa para compensar as fracas vendas internas estão os contratos feitos com o Uruguai, Peru, a Colômbia e países africanos.

Megale informou ainda que, na próxima divulgação sobre o desempenho do setor, deverá anunciar novas projeções de produção e vendas, o que não foi feito ainda por causa do momento político. "Precisamos esperar a estabilização do que vai ocorrer nas próximas semanas e ver primeiro as formulações da política macroeconômica”, disse.

Edição: Juliana Andrade
Marli Moreira - Repórter da Agência Brasil

Sprayssionismo é um filme sobre o grafite de Bero Moraes, que foi realizado em Pelotas pelas produtoras Trilhas do Cinema e BaH! Filmes. O projeto foi contemplado no edital Histórias do Sul, da Secretaria de Estado da Cultura e da TVE, e terá sua primeira exibição pública na sexta (6/5), às 20h30.

Sprayssionismo é o estilo de grafite desenvolvido por Bero Moraes. O encontro com o universo acadêmico no curso de Artes Visuais da UFPel levou Bero a repensar o seu estilo e criar o Sprayssionismo. Feito tanto em muros quanto em telas, com sobreposição de cores, traços finos e acumulação de detalhes, a obra do artista pelotense começa a se tornar uma referência na região sul do RS.

Em Sprayssionismo, vemos Bero em processo de realização do próprio trabalho, tanto em muros quanto nas telas que podem ser de vários materiais, inclusive de reaproveitamento, como janelas e portas coletadas em espaços de descarte na cidade. Além disso, acompanhamos Bero no desafio de falar da sua própria obra perante uma banca examinadora da UFPel, formada pelos professores do curso de Artes Visuais.

O filme conta com entrevistas de outros grafiteiros, como Beethoven, NEM e GES, que falam do Sprayssionismo e da evolução do grafite em Pelotas. Além disso, apresenta material de arquivo sobre o grafite na cidade, desde a época que ficou conhecida como Old School. Um dos destaques de Sprayssionismo são as trilhas originais compostas para o filme por músicos locais. Participam Nick Beats, Tiago Vandal, Zudizilla, Eduardo Freda e Dhyan Diano. A direção é de Maciel Fischer e produção de Bruno Leites e Alexandre Masotti.

O programa também pode ser conferido via streaming e no domingo (8/5), às às 20h.

 

Recentemente, a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Educação, realizou uma reunião com os diretores das Escolas de Educação do Campo da rede municipal, sob responsabilidade da Coordenadora do Setor de Transportes Escolar da SME, Priscila Castro, e da Supervisora Pedagógica da Educação do Campo, Ivete Acosta.

Na oportunidade, foram tratadas diferentes temáticas, entre elas, a Análise do Calendário Escolar das instituições que recentemente tiveram suas atividades alteradas em consequência das persistentes chuvas na região.

Conforme a Secretária de Educação Lídia Maciel, esse encontro de diretores e momento de reflexão, “embasa a continuidade e o respeito ao Calendário Escolar e demonstra união das forças sempre em busca do maior objetivo: a educação de qualidade ofertada pelas escolas da rede municipal”.

FOTOS DIVULGAÇÃO/ASCOM

Na manhã desta quarta-feira (4), os alunos da Escola Municipal de Educação Infantil Arco Íris, acompanhados dos professores, visitaram a Feira do Dia das Mães, que está sendo realizada pela Secretaria Municipal de Turismo no Largo Hugolino Andrade, e participaram de diversas atividades.
 
 
FOTOS JADIR PIRES/ASCOM

Na manhã desta quarta-feira, o Grêmio realizou o último treinamento antes de encarar o Rosario Central pela partida de volta das oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores. A atividade foi realizada no palco da partida, o estádio Gigante de Arroyito.

O treinamento foi iniciado com o foco às jogadas pelos lados do campo, com os laterais. Contudo, o técnico Roger Machado não externou a escolha do lateral-esquerdo para o jogo desta quinta-feira. Marcelo Oliveira e Marcelo Hermes disputam a posição.

Segundo Roger, o treinamento técnico que precedeu o trabalho coletivo é importante para que os jogadores saibam assimilar àquilo que se imagina para a estratégia de jogo que o Tricolor irá utilizar. “Essa atividade foi para que os jogadores tenham uma memória recente daquilo que vamos precisar amanhã”, disse o treinador.

A tarde desta quarta-feira será de descanso para os atletas. Nesta quinta-feira, o Tricolor decide vaga às quartas de final da competição. Em caso de vitória simples, a vaga será disputada nos pênaltis.

Fotos: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

 

Pessoas que não fumam, mas também não tomam sol têm a mesma expectativa de vida de pessoas que fumam. É o que aponta uma pesquisa publicada na revista científica Journal of Internal Medicine realizada com 30 mil mulheres por cerca de 20 anos.

Este estudo indica que evitar o sol é um fator de risco de morte da mesma magnitude que fumar. Quando comparado a alguém que se expõe mais ao sol, a expectativa de vida de quem não toma muito sol pode diminuir até 2 anos e 1 mês.

Os pesquisadores do Hospital Universitário de Karolinska, na Suécia, responsáveis pelo estudo, notaram que mulheres que mulheres que tomam mais sol tem menos riscos de problemas cardiovasculares e doenças crônicas como diabetes e esclerose múltipla do que quem evita o sol.

Um ponto interessante do estudo é que os benefícios aumentam conforme a pessoa toma mais sol.

Infelizmente, nem tudo são flores, os pesquisadores afirmam que também houve um aumento na incidência de câncer de pele entre quem se expunha mais ao sol. "Contudo, o câncer de pele em pessoas que se expunham mais ao sol tinha um prognóstico melhor do que aquelas que tomavam menos sol", diz o Dr. Pelle Lindqvist, autor do estudo.

Diante de tudo isso, Lindqvist defende que a mulher não deve se expor nem demais e nem de menos ao sol. "Há tempos sabemos que existem três hábitos que são perigosos para a nossa saúde, são eles: fumar, sedentarismo e estar acima do peso. Agora, com esta pesquisa vimos que existe um quarto: evitar exposição ao sol", conta Lindqvist

O Plano Safra 2016/2017 vai disponibilizar R$ 202,88 bilhões para produtores rurais. O valor é 8% maior que o da safra anterior, de R$ 187,7 bilhões. O novo Plano Agrícola e Pecuário foi anunciado nesta quarta-feira (4) pela ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu, em cerimônia no Palácio do Planalto.

“O plano safra, com R$ 202,88 bilhões, é um valor recorde. Quando assumi o Ministério da Agricultura, disse que o Mapa [ministério] teria os olhos voltados para os produtores rurais. Se eles tiverem sucesso na sua atividade, ganha a sociedade brasileira e o nosso Brasil. Sei que as turbulências pelas quais passamos hoje tornam ainda maior o desafio de quebrar recordes”, disse a ministra.

Segundo o ministério, um dos destaques do plano é o aumento de 20% dos recursos para custeio e comercialização a juros controlados. A modalidade terá R$ 115,8 bilhões. Os juros foram ajustados sem comprometer a capacidade de pagamento do produtor, com taxas entre 8,5% e 12,75% ao ano, informou o ministério.

Mais dinheiro

Para os produtores beneficiados pelo Programa de Apoio ao Médio Produtor (Pronamp), os recursos de custeio aumentaram 15,4% e alcançaram R$ 15,7 bilhões, com juros anuais de 8,5%.

Os demais recursos do Plano Safra serão disponibilizados para financiamento a taxas de juros livres do mercado.

Para o Ministério da Agricultura, o Plano Safra conta com inovações em relação aos anteriores. Na pecuária de corte, a aquisição de animais para recria e engorda deixa de ser considerada investimento e passa para a modalidade de custeio, o que vai proporcionar ao produtor mais recursos na contratação de crédito.

Outra novidade é que o Ministério da Agricultura negociou com os bancos a emissão de Letras de Crédito do Agronegócio (LCAs) para os produtores a juros controlados. Nos planos anteriores, não havia essa opção. Os juros eram livres e, portanto, menos atrativos ao setor produtivo.

O Plano Agrícola e Pecuário 2016/2017 entra em vigor em 1º de julho e se estende até 30 de junho do ano que vem.

Agricultura Familiar

Já os agricultores familiares contarão com R$ 30 bilhões para o financiamento de projetos individuais ou coletivos destinados à produção de alimentos básicos. O valor foi divulgado nesta terça-feira (3) pelo governo federal, durante cerimônia de anúncio do Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017.

Edição: Kleber Sampaio
Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil

Foto: www.avozdocampo.com.br

No terceiro livro da série Frank Einstein, Frank (um gênio mirim, cientista e inventor), Klink (uma inteligência artificial automontada) e Klank (uma inteligência artificial praticamente automontada) constroem um artefato inédito: um mecanismo capaz de turbocarregar as ondas cerebrais, potencializando o sistema do corpo que o usuário desejar, sendo capaz de melhorar a velocidade, a força e até mesmo a memória de qualquer pessoa. Tudo isso porque uma grande amiga, Janegoodall, precisa de uma forcinha para entrar no time de beisebol da cidade.
Porém, T. Edison, o arqui-inimigo de Frank, não vai perder a oportunidade de tentar se aproveitar dessa invenção: seu plano maligno é usar o turbocérebro para controlar a mente de todos os moradores de Midville, e para isso ele sequestra o robô Klank.
Será que os amigos vão conseguir bolar um plano ainda melhor para impedir T. Edison e salvar o mundo de ser subjugado pelo terrível vilão?

Os livros da série Frank Einstein combinam heroísmo e ciência para contar histórias divertidas e instrutivas, estimulando a curiosidade e a criatividade de crianças e pais fórmula certeira de antigos e novos sucessos, como O Mundo de Beakman e O Show da Luna.
Cada livro da série é dedicado a uma área da ciência: os volumes 1 e 2 abordam matéria e energia; este novo volume, 3, fala dos seres humanos, e os próximos tratarão de vida, geologia e astronomia.


Infantojuvenil / Literatura Estrangeira

Idioma: português
Editora: Intrínseca
Fonte:www.skoob.com.br

SINOPSE E DETALHES
O ancestral dos mutantes, En Sabah Nur, retorna com planos de mergulhar o mundo em um apocalipse para garatir a supremacia. Sequência de "X-Men: Dias de um Futuro Esquecido".

Data de lançamento 19 de maio de 2016 (2h 23min)
Direção: Bryan Singer
Elenco: James McAvoy, Michael Fassbender, Jennifer Lawrence mais
Gêneros Ação, Ficção científica, Fantasia
Nacionalidade Eua

Classificação indicativa: a definir por http://www.culturadigital.br/classind.
Título original X-Men: Apocalypse
Distribuidor FOX FILMES
Ano de produção 2016
Tipo de filme longa-metragem
Curiosidades 1 curiosidade
Orçamento US$ 240.000.000
Idiomas Inglês
Cor Colorido

Os médios e grandes produtores rurais tomaram financiamentos agrícolas de R$ 100 bilhões de julho de 2015 até março de 2016. Isto representa um aumento de 4% em relação ao período anterior. O resultado mostra que os agricultores continuam apostando no setor, contribuindo para a economia brasileira.

O volume, referente a créditos de custeio, comercialização e investimento, representa 53% dos recursos programados para o Plano Agrícola e Pecuário (PAP) 2015/2016, de R$ 187,7 bilhões.

Nos nove primeiros meses da safra atual, as operações de custeio e comercialização na agricultura empresarial totalizaram R$ 82 bilhões, sendo R$ 69,5 bilhões a juros controlados (entre 8,75% e 7,75%). Os financiamentos com juros livres tiveram aumento expressivo, passando de R$ 6,7 bilhões para R$ 12,4 bilhões. Deste total, R$ 6,6 bilhões são provenientes da emissão de Letra de Crédito do Agronegócio (LCA).

Merece destaque o dispêndio a juros controlados nas operações de crédito de custeio e comercialização de R$ 69,5 bilhões, que corresponde a 72% do montante programado para a atual temporada (R$ 96,5 bilhões).

De R$ 64,1 bilhões em crédito de custeio, 80,6% foram contratados por grandes produtores e 19,4% por produtores beneficiários do Pronamp (Programa Nacional de Apoio ao Médio Produtor Rural).

Segundo o Sistema de Operações do Crédito Rural e do Proagro (Sicor), do Banco Central, os financiamentos de custeio da safra tiveram alta de 22,4%, levando-se em conta as aplicações a juros controlados e juros livres. Esse aumento foi liderado pelos bancos públicos, que ampliaram suas aplicações em 42%, enquanto os bancos privados tiveram redução de 7%. As operações a juros livres somaram R$ 6,7 bilhões, enquanto as de juros controlados chegaram a R$ 57,4 bilhões (90% do total).

Os bancos públicos aumentaram em 42% os financiamentos de custeio destinados aos beneficiários do Pronamp, enquanto os bancos privados tiveram alta de 29%.

A procura pela linha de investimento, no acumulado do período, somou R$ 18 bilhões, contra R$ 27 bilhões da temporada passada. De acordo com a Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, a redução dos investimentos já havia sido prevista por ocasião do lançamento do PAP.

Com a incertezas no atual cenário econômico, os produtores estão mais prudentes na hora de tomar empréstimos. Os agricultores só estão pegando dinheiro para investimentos quando a falta de infraestrutura na propriedade e a necessidade de renovação de máquinas agrícolas, por exemplo, interferem nos ganhos de produtividade.

Confira aqui o balanço do Financiamento Agropecuário Safra 2015/2016.

 

 
 
 

 

Página 303 de 336
Topo