Gisnei

Gisnei

Ele chegou! Paolo Guerrero desembarcou em Porto Alegre nesta quarta-feira (15/08) e foi apresentado oficialmente como novo reforço para o elenco colorado. Entre uma recepção calorosa da torcida no aeroporto e no estádio Beira-Rio, o novo centroavante do Inter concedeu a sua primeira entrevista coletiva no Centro de Imprensa Mário Sergio. Além de receber das mãos do vice-presidente de futebol, Roberto Melo, a camisa vermelha de número 79, em alusão ao título invicto conquistado pelo Colorado, o goleador também levou para casa a carteirinha de sócio, entregue pelo presidente Marcelo Medeiros.

"Temos o prazer de apresentar um sonho antigo da direção e da torcida. Um atleta acostumado a vestir as cores vermelha e branca, e que mostra que o Inter volta a pensar de uma maneira de acordo com a sua grandeza. Tenho certeza que ele será protagonista neste momento em que disputamos a ponta de cima da tabela do Brasileiro", afirmou o presidente na abertura da apresentação, que ainda contou com a presença do diretor executivo de futebol, Rodrigo Caetano.

Com um sorriso estampado no rosto, o centroavante fez questão de comentar que nunca teve uma recepção assim. Mesmo durante a coletiva, podia se escutar o barulho da massa vermelha de mais de cinco mil pessoas que o acompanhou desde o aeorporto, e o jogador não escondeu a sua satisfação. "Estou muito feliz, a recepção foi incrível. Não tenho nem palavras para definir o que estou sentindo agora", comentou. "Quero retribuir todo esse carinho dentro do campo e dar alegrias para a torcida do Inter".

Além da apaixonada torcida colorada, o jogador também se unirá a um time que vive grande fase (no momento, é o terceiro colocado na tabela do Campeonato Brasileiro). "É um privilégio vestir a camisa do Inter. Um grande clube, com muita história, campeão do mundo. Isso satisfaz qualquer atleta. Tenho novos desafios e quero me encaixar rapidamente no time, que faz uma grande campanha. Tenho seguido o Inter nos últimos jogos e meus companheiros têm jogado muito bem".

Paolo Guerrero também revelou que o número de sua camisa, o 79, foi uma escolha do próprio jogador, em uma homenagem ao histórico título conquitado em 1979. "O Rodrigo (Caetano) me mandou uma série de números para escolher. Eu quis esse porque é um número histórico do Clube. Foi o último título do Brasileirão, e foi invicto. É fascinante, sou muito privilegiado e orgulhoso de carregar essa camisa com esse número que representa muito para o Inter".

 

Atualmente muito tem se falado sobre o consumo do vinagre de maçã, principalmente em jejum, como coadjuvante na perda de peso e até mesmo para melhora da saúde por seu efeito antimicrobiano. Porém, tais achados são controversos e em nome dos possíveis benefícios algumas pessoas estão exagerando no consumo. Sendo assim é importante pontuar alguns riscos associados a este excesso:
1. Corrosão do esmalte dos dentes
O vinagre da maçã, quando ingerido sem ser diluído e de maneira constante, pode danificar o esmalte dos dentes. Isso porque a acidez do vinagre leva a uma perda de minerais que podem acabar gerando a erosão do esmalte.

2. Desconforto gastrointestinal

O pH do vinagre fica em torno 3 a 3,5, ou seja, é ácido, o que de encontro ao estômago vazio gera uma perda progressiva da proteção natural, podendo danificar a parede do sistema gastrointestinal, causando sintomas desagradáveis como queimação e até mesmo erosão esofágica. Além disso, pode agravar uma possível gastrite não diagnosticada e outras condições inflamatórias.

Saiba mais: Vinagre de maçã emagrece, trata o cabelo e a pele: como usar
3. Perda da densidade óssea e muscular
Geralmente o consumo do vinagre de maçã com finalidade de emagrecimento é acompanhado por dietas muito restritivas, o que pode gerar diminuição na velocidade de funcionamento do metabolismo, causando o chamado "efeito sanfona". Momentaneamente ocorre um emagrecimento, porém não é sustentável, pois não envolve reeducação alimentar e, assim que o indivíduo volta ao padrão alimentar anterior, o peso perdido é recuperado. Além disso, dietas restritivas podem gerar compulsão alimentar e aumentar o apetite de forma descontrolada.


5. Cuidado para pessoas com diabetes
O vinagre de maçã é rico em um mineral chamado Cromo, necessário em pequenas quantidades para regular a insulina e o metabolismo de açúcar no sangue, mas o excesso de Cromo pode gerar hipoglicemia. Portanto devemos ter cuidado com pacientes que fazem uso de medicamentos para o controle do diabetes. Por isso, fica a dica, antes de fazer qualquer mudança alimentar para emagrecimento ou saúde, consulte um nutricionista. Ele pode orientar como fazer a coisa certa!

Por:Thiago Salla/Nutrição - CRN 28936/SP

Fonte: https://www.minhavida.com.br

O Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS), em parceria com a Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental, Seção Rio Grande do Sul (ABES/RS), promoveram, nesta quarta-feira (15), a segunda edição do Seminário Estadual Água e Saúde. Foram debatidos os avanços e desafios que a sociedade obteve ou enfrenta no tocante à água que consome. 

A chefe da divisão de Vigilância Ambiental em Saúde, Lúcia Mardini, falou durante o evento do histórico da relação entre saneamento e saúde, além de apresentar o trabalho que o CEVS faz com a Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano (Vigiagua). 

O programa desenvolve ações para assegurar a qualidade dos sistemas e soluções alternativas de abastecimento de água, identificando e intervindo em situações de risco à saúde dos consumidores. Seu campo de atuação inclui todas e quaisquer formas de abastecimento de água para consumo humano, coletivas ou individuais, na área urbana ou rural, de gestão pública ou privada, incluindo as instalações domiciliares.
 
Também participou do seminário como palestrante a bióloga do Laboratório Central do Estado (Lacen), Simone Hass, que falou sobre as ações de controle e procedimentos em casos de identificação de cianobactérias em área de captação de água para consumo. Esse tipo de organismo pode causar infecções intestinais por vezes graves se não houver tratamento correto prévio para atender padrões de portabilidade mínimos.

Texto: Rovani Moreira de Freitas
Edição: Léa Aragón/ Secom

Um relatório do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) informou que Ministério da Agricultura, Florestas e Pescas (MAFF) do Japão notificou à Organização Mundial do Comércio (OMC) que revisará o sistema de recadastramento de pesticidas para promover uma reavaliação. Segundo o Departamento, as respostas para essas notificações são esperadas até o dia 30 de dezembro deste ano, só então o Japão poderá revisar os pesticidas.
“De acordo com o sistema atual, estabelecido em 1948, o MAFF exige que os registrantes renovem o registro de seus pesticidas a cada três anos. No entanto, esse processo não incluiu uma revisão científica de novas descobertas relacionadas a esse produto”, diz o relatório.

O USDA informou que o MAFF pretende substituir o sistema atual por um sistema de reavaliação, no qual cada pesticida registrado passará por uma avaliação de risco a cada 15 anos, que avalia novos dados desde o seu último registro. A expectativa é de que o ministério consiga implementar o novo sistema no ano fiscal do Japão (1 de abril a 31 de março) em 2021. Com uma meta de reavaliar 40 pesticidas a cada ano.

“O MAFF exigirá que os registrantes enviem um relatório anual que descreva novas informações relacionadas ao pesticida, tais como alterações em seu registro em outros países, documentos científicos relacionados ao uso seguro do pesticida ou informações sobre incidentes ou acidentes. O novo sistema também simplificará ou agilizará o processo de aplicação de substâncias genéricas”, salienta o USDA.

Além disso, irão ocorrer notificações adicionais para entrada em vigor em 2020, incluindo a avaliação do risco para aqueles que manuseiam pesticidas.
Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Nesta semana, o Sistema de Previdência Municipal (SISPREM) divulgou o edital de licitação da reforma e ampliação do seu prédio. Localizado na Rua Duque de Caxias, 1644, o antigo prédio do SISPREM fica ao lado da atual sede onde funciona a Autarquia, na Galeria Itaiúbá. O projeto da obra prevê a ampliação e a modernização do prédio, com melhorias voltadas a acessibilidade e ao aproveitamento do espaço.

Para a Diretora Geral do SISPREM, Carla Saraiva, a obra representa um avanço para a Autarquia, pois um espaço novo irá inferir na qualidade de trabalho. “Será um ambiente salubre, agradável e acolhedor para os servidores e segurados que chegam Autarquia”, explica.

Orçada em quase R$ 500 mil, a obra também representará uma importante economia ao Governo Municipal, já que a sede atual da Autarquia funciona em um prédio locado desde 2015, gerando um gasto de R$ 64 mil por ano. “Esperamos que o processo licitatório tramite com celeridade e que boas empresas se habilitem. Aproveito para parabenizar a equipe de servidores que trabalharam desde o momento inicial de desenho da planta até a publicação do Edital”, ressalta a Diretora.

O edital para a contratação da empresa que irá realizar a obra está disponível no Diário Oficial dos Municípios da FAMURS, na edição da última segunda-feira (13) e também no site da Autarquia: http://www.sisprem.santanadolivramento.rs.gov.br/


Na foto, o Diretor Financeiro da Autarquia, Pedro Artech; a Diretora Carla Saraiva e o Chefe da Procuradoria, Marcirio Silva em frente ao prédio que passará por reforma.

FOTO: ÁGUIDO RICARDO/ASCOM

Uma virada heroica! Foi isso que os mais de 10 mil torcedores presentes na Arena Condá puderam assistir na tarde deste domingo (12). Na estréia de Guto Ferreira no comando alviverde, gol de placa de outro estreante: Diego Torres cobrou falta de forma primorosa e igualou o marcador - já que a Chape havia saído atrás no placar. O gol da vitória ficou por conta do meia Doffo que, além de confirmar os importantíssimos três pontos para a equipe alviverde, garantiu a quebra de tabu: foi a primeira vitória da Chapecoense sobre o Corinthians e a primeira vez que o time alviverde pontuou diante da equipe paulista em Chapecó.

O jogo:

O jogo começou de forma bastante movimentada e bastaram cinco minutos para o Corinthians abrir o placar. Roger cabeceou e Marquinhos Gabriel aproveitou a sobra para abrir o placar. A Chape não se intimidou e, na entrada dos 20 minutos, chegou com perigo em duas oportunidades. Primeiro com cabeceio de Amaral e, depois, com novo cabeceio de Leandro Pereira após cobrança de escanteio. Nas chegadas da equipe paulista, Jandrei apareceu para salvar.

As emoções maiores da partida ficaram reservadas para o segundo tempo. O técnico Guto Ferreira promoveu a entrada do jovem Bruno Silva no lugar do estreante Victor Andrade, imprimindo maior ritmo ao jogo. Aos cinco minutos a equipe alviverde assustou, com chute de primeira de Yann Rolim. A pressão continuou e a Chape adquiriu o domínio total das ações da partida. Aos 21 minutos, após chute de Jandrei, o goleiro Cássio se adiantou e pegou a bola, nitidamente, fora da área. A arbitragem, no entanto, mostrou apenas um cartão amarelo para o arqueiro corintiano. Na sequência do lance, em cobrança de falta primorosa, Diego Torres balançou as redes, marcando com a camisa do Verdão logo na sua estreia. A pressão alviverde continuou e, nos acréscimos, fez-se justiça: Aos 49 minutos, Márcio Araújo Bateu cruzado e, após defesa parcial de Cássio, Doffo aproveitou para empurrar para o fundo do gol, virando o placar e levando a torcida ao delírio.

Palavra do professor:

Após a partida, o técnico Guto Ferreira comemorou o resultado e exaltou a entrega do grupo. “Momento importante. Eu acho que tenho que exaltar a atitude, o espírito guerreiro, a entrega. Agradecer o grupo. Quando você chega numa equipe, você primeiro precisa ganhar a confiança deles pra desenvolver o trabalho e as ideias.. (...) E o grupo foi muito humilde e, de pronto, já chegou muito atendo”, destacou.

Próximos compromissos: 

A Chapecoense volta a campo na próxima quarta-feira (15), novamente contra o Corinthians. Desta vez, a partida é valida pelas quartas de final da Copa do Brasil e decidirá quem avança às semifinais da competição. 

Por Alessandra Seidel

Foto: Sirli Freitas/Chapecoense

Será assinado nesta terça-feira (14), às 10h30, o decreto que institui o Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do Estado do Rio Grande do Sul (CIRA-RS). A finalidade do comitê será propor medidas judiciais e administrativas para a recuperação de ativos e de combate à sonegação fiscal. Desta forma, poderá haver maior controle também da concorrência desleal e do enriquecimento ilícito.
 
 A atuação se dará por meio de um Grupo Operacional formado pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE), Ministério Público e Secretaria da Fazenda.
 
O atendimento à imprensa, logo após a assinatura do decreto, ocorrerá no Salão Alberto Pasqualini do Palácio Piratini. Falarão o procurador-geral do Estado, Euzébio Ruschel, o procurador-geral de Justiça, Fabiano Dallazen, e  o secretário da Fazenda, Luiz Antônio Bins.
 
SERVIÇO
 
PAUTA: Assinatura de decreto criando o Comitê Interinstitucional de Recuperação de Ativos do Estado 
 
QUANDO: Terça-feira (14), às 10h30
 
ONDE: Palácio Piratini
 
Texto e edição: Secom
 
 Foto: Leandro Osório/Especial Palácio Piratini

A Campanha Nacional de Vacinação contra a poliomielite e o sarampo completou uma semana nesta segunda-feira (13). No Rio Grande do Sul, a campanha registrou mais de 59 mil doses aplicadas contra a pólio e 58 mil contra o sarampo, somando 117 mil. Os números representam, respectivamente, 11,2% e 11,1% de cobertura em crianças de um ano a menores de cinco.

No próximo sábado (18), acontece o Dia D da campanha quando os cerca de 1,8 mil postos de vacinação gaúchos estarão abertos para distribuir as doses. A meta é alcançar pelo menos 95% das 528 mil crianças que integram o público-alvo da vacinação no estado. A campanha se encerra no dia 31 deste mês. 

 
 
Pólio
Sarampo
 
População
Doses aplicadas
Cobertura (%)
Doses aplicadas
Cobertura (%)
1 ano
141.381
15.748
11,14
15.483
10,95
2 anos
127.848
14.426
11,28
14.325
11,20
3 anos
128.660
14.954
11,62
14.906
11,59
4 anos
131.049
14.181
10,82
13.869
10,58
TOTAL
528.938
59.309
11,21
58.583
11,08


Sarampo


O sarampo não era registrado no país desde 2015. Contudo, neste ano, voltaram a ser registrados diversos casos, inclusive, tendo causado cinco mortes no Norte do país. No RS, até o momento, são 13 casos confirmados em pessoas com histórico de viagem à Europa e ao Amazonas ou em pessoas com contato próximo a elas.

Pólio

Também chamada de poliomielite ou paralisia infantil, está erradicada do Brasil desde 1994, com o último caso registrado no estado em 1983. Neste modelo da campanha, a vacinação é indiscriminada, ou seja, indicada para todas as crianças dessa faixa etária, independente se estão com as doses de rotina em dia ou não e desde que não tenham sido vacinadas nos últimos 30 dias.

Imunização

As vacinas utilizadas para esta estratégia são a vacina oral da poliomielite (VOP) e a tríplice viral, que protege contra o sarampo, rubéola e caxumba. Esta também é uma oportunidade para que as crianças atualizem a vacinação de rotina.

A da pólio está disponível durante o ano todo nos postos e é indicada para crianças menores de 1 ano de idade em 3 doses: a primeira aos 2 meses, seguidas de outras duas, aos 4 e 6 meses, todas elas injetáveis. A proteção é completada com dois reforços da vacina oral, aos 15 meses e aos 4 anos.

Em relação ao sarampo, a proteção ocorre por meio da vacina tríplice viral, indicada no calendário básico quando a criança completa 1 ano. Aos 15 meses, ela é complementada com a vacina tetraviral, que protege contra as mesmas três da tríplice viral acrescida da varicela (ou catapora).

Tire dúvidas no site do Centro Estadual de Vigilância em Saúde.

Texto: Ascom SES
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

O Sport Club Internacional concluiu as negociações para anunciar a contratação do atacante Paolo Guerrero. O atleta assina contrato até agosto de 2021. O desembarque em Porto Alegre será na quarta-feira (15/8), 9h55. A apresentação oficial ocorrerá no mesmo dia, 12h30, na sala de imprensa do estádio Beira-Rio. 

Autor de mais de 200 gols na carreira, Guerrero é o capitão e maior artilheiro da história da seleção peruana. Na campanha recente, liderou o seu país para conseguir uma classificação histórica para a Copa do Mundo após 36 anos. No Mundial da Rússia em 2018, o Peru estava no grupo da campeã, França, e Guerrero foi o autor de um gol. Ainda pela seleção, foi artilheiro de duas edições da Copa América (2011 e 2015). Em 2015, Guerrero foi indicado pela Fifa entre os 59 melhores jogadores do mundo. 

Formado pelo Alianza Lima, o atacante se transferiu aos 18 anos para o futebol europeu. Guerrero ficou 10 anos na Alemanha, vestiu as camisas do Bayern de Munique e do Hamburgo, foi bicampeão alemão e bicampeão da Copa da Alemanha. Em 2012, se transferiu para o futebol brasileiro. 

No Corinthians, Guerrero foi o autor do gol na semifinal e autor do gol na final na campanha em que o clube paulista se sagrou campeão do Mundial de Clubes da Fifa em 2012. Ele ainda fez parte da seleção do Campeonato Brasileiro em 2014 e no ano seguinte chegou ao topo do ranking dos artilheiros estrangeiros na história do Corinthians. 

Se transferiu para o Flamengo em 2015 e durante sua trajetória chegou ao posto de 6º maior artilheiro estrangeiro do Clube. Guerrero liderou o Flamengo na conquista do Campeonato Carioca 2017, sendo artilheiro e craque do Campeonato. No final do mesmo ano, foi premiado pelo Jornal uruguaio El País como 2º melhor jogador da América e integrou a seleção dos 11 melhores jogadores do continente. 

Ficha técnica: 

Nome: José Paolo Guerrero Gonzales

Nascimento: 01/01/1984

Natural: Lima (Peru)

Altura: 1,85m 

Carreira:

2001 | Alianza Lima (PER)

2002 | Bayern de Munique (ALE)

2006 | Hamburgo (ALE)

2012 | Corinthians

2015 | Flamengo

2018 | Internacional 

Conquistas:

2004 | Campeonato Alemão

2005 | Campeonato Alemão

2005 | Copa da Alemanha

2006 | Copa da Alemanha

2007 | Copa Intertoto UEFA

2007 | Dubai Challenge Cup

2008 | Dubai Challenge Cup

2011 | Artilheiro da Copa América

2011 | Seleção da Copa América

2012 | Mundial de Clubes

2012 | 2º Melhor Jogador da América do Sul

2013 | Campeonato Paulista

2013 | Recopa Sul-Americana

2014 | Integrante da Seleção do Campeonato Brasileiro

2014 | Troféu Bola de Prata do Campeonato Brasileiro

2015 | Maior artilheiro estrangeiro do Corinthians

2015 | Artilheiro da Copa América

2015 | Campeonato Brasileiro

2017 | Campeonato Carioca

2017 | Craque do Campeonato Carioca

2017 | Goleador do Campeonato Carioca

2017 | 2º Melhor Jogador da América do Sul

2017 | Integrante da Seleção da América do Sul

"Faltam redes humanas de apoio, as pessoas vivem mudanças na configuração dos relacionamentos e tudo isso pode criar uma sensação de que você vive aquele sofrimento sozinho. Por isso, uma das apostas que fazemos em nosso atendimento preventivo é na expressão. Até para que se possa falar também das coisas ruins. Nas redes sociais, em geral, as pessoas falam das coisas maravilhosas. E é importante falar mais amplamente sobre os sentimentos", diz a psicóloga Laura Quadros, chefe do Serviço de Psicologia Aplicada da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

Para Laura, o aumento das ocorrências que envolve diretamente a população mais jovem coloca o suicídio como uma emergência médica. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa é uma tendência em todo o mundo. Estimativas do órgão apontam que, depois da violência, o suicídio é o fator que mais mata jovens entre 15 e 29 anos. Anualmente, mais de 800 mil pessoas tiram a própria vida, número que representa 1,4% de todas as mortes do mundo.

Em sintonia com a tendência internacional, o país registrou, entre 2011 e 2016, um aumento dos casos notificados de lesão autoprovocada nos sexos feminino e masculino de 209,5% e 194,7%, respectivamente. Além disso, um levantamento feito pela Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) em todas as regiões do Brasil mostrou que 80% dos estudantes da graduação admitem ter enfrentado algum problema emocional, como ansiedade, desânimo, insônia, tristeza permanente, sensação de desatenção, desespero, falta de esperança e sentimento de desamparo e solidão.

Especialistas avaliam que adolescentes e jovens são mais suscetíveis a problemas emocionais e transtornos mentais, porque há muita expectativa e insegurança em relação ao futuro. Para Laura Quadros, o mundo atual cobra uma urgência pelo sucesso, e as tensões e pressões são mais exacerbadas. "Em um mundo mais lento, talvez conseguíssemos entender que esperar é um das possibilidades. Mas não é o que ocorre hoje", avalia.

Cuidados

Há um consenso entre psicólogos e psiquiatras sobre a importância de que as abordagens de prevenção tenham como objetivo o estímulo a um ambiente favorável para que o jovem possa falar sobre seus sofrimentos com pessoas próximas e com profissionais capacitados. É o que tem feito a Uerj com a criação de diversos canais para receber demandas, sendo o principal deles o Núcleo de Atendimento ao Estudante. O Serviço de Psicologia Aplicada, coordenado por Laura, também é parte das medidas.

"Não é uma unidade de saúde assistencial. A missão principal é formar estudantes na prática de psicologia. Mas abrimos os espaços para atendimento. E essa procura tem aumentado bastante, tanto pela comunidade interna como pela comunidade externa", explica.

No mês passado, foi aberto um período para triagem, momento em que o Serviço de Psicologia Aplicada escuta novas pessoas com o intuito de absorver em seu atendimento. Em apenas duas semanas, cerca 200 pessoas se apresentaram, relatando algum tipo de sofrimento. O volume da demanda impressionou e o período de triagem precisou ser encerrado. Atualmente, aproximadamente 300 pacientes já são atendidas pelo serviço.

O crescimento da procura, segundo a psicóloga, também reflete a crise econômica da saúde pública do Rio de Janeiro. "Esse é um ano muito crítico. Temos a tendência mundial e houve fechamento de vários ambulatórios na cidade, estufando nossos registros. E nós não temos estrutura para absorver toda a demanda. Tentamos atuar dentro das nossas possibilidades. Inclusive em sintonia com a tradição da Uerj, instituição que foi pioneira em políticas de ações afirmativas no país, que vem sempre junto de estratégias de acolhimento ao estudante".

As medidas adotadas pela universidade visaram dar resposta aos casos que vinham ocorrendo, incluindo tentativas de suicídio que não se concretizaram.

A Uerj não é uma exceção. Nos últimos anos, diferentes instituições públicas de ensino espalhadas pelo país precisaram lidar com ocorrências de suicídio dentro de seus espaços. Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade de São Paulo (USP) registraram casos. As instituições não costumam divulgar levantamentos específicos sobre os casos, mas vêm se firmando como lugar de referência em estudos e em acompanhamento.

Imprensa

A relação entre os meios de comunicação e o suicídio é um foco de estudo que tem mobilizado pesquisadores de diferentes áreas. O jornalista Arthur Dapieve publicou em 2007 o livro Morreu na Contramão: o Suicídio Como Notícia, que se desdobrou da sua pesquisa de mestrado na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC Rio). Ele buscou entender porque raramente se noticiava suicídio e investigou o noticiário brasileiro publicado em 2004.

Foram encontradas reportagens que lembravam os 50 anos do suicídio do ex-presidente Getúlio Vargas e algumas notícias relacionados a atos de terroristas. Ao mesmo tempo, o jornalista notou poucos registros de casos ocorridos no Rio de Janeiro ou mesmo no país. "O volume de notícias contrastava com as estatísticas. E era nítida uma diferença no tratamento em relação a outros crimes. Os jornais não demonstram medo em noticiar o homicídio ou o estupro, por exemplo. Mas o que eu observei é que a questão não é intrínseca à imprensa. A nossa sociedade tem um tabu em relação ao assunto. E a mídia, muitas vezes, reflete o que a sociedade pensa", avalia Dapieve.

O jornalista destaca uma preocupação específica da imprensa, relacionado ao "Efeito Werther", que se refere a um pico de tentativas suicídios após um caso ser amplamente divulgado. A expressão tem como referência o livro Os sofrimentos do Jovem Werther, escrito pelo autor alemão Goethe no final do século 18.

"É uma história de amor não correspondida onde o protagonista se suicida. Isso teria deflagrado uma onde de suicídios na Europa. Esse medo é ainda presente na imprensa em 2004, ano do foco da minha pesquisa. Acho que não mudou muito de lá para cá, mas vejo que tem havido mais noticiário e inclusive reportagens no sentido de tentar entender as razões, prevenir. E isso é positivo".

A importância da existência de um noticiário sobre o assunto é consenso entre psicólogos e psiquiatras. Essa é também a posição da Organização Mundial da Saúde (OMS) que avalia que a imprensa tem papel fundamental e ativo na prevenção ao suicídio.

Por Léo Rodrigues – Repórter da Agência Brasil

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil/Agência Brasil

Página 1 de 285
Topo