Gisnei

Gisnei

No contexto da campanha de doação de sangue idealizada pelo Comando Conjunto Sul, no dia 20 de maio, 39 (trinta e nove) militares do 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado, “Regimento Brigadeiro Vasco Alves Pereira”, realizaram doação de sangue no Hospital Santa Casa de Misericórdia, do município de Santana do Livramento/RS.
O objetivo da ação é repor os estoques de sangue em face do baixo fluxo de doadores e restrição da circulação de pessoas, imposta pela pandemia do novo corona vírus.
Na Guarnição de Santana do Livramento esta é a primeira doação realizada pelos militares em 2020, em razão do município não possuir um hemocentro e as coletas serem realizadas por agentes de saúde do hemocentro de Alegrete/RS, uma vez ao mês.
A intenção é que, ao longo dos próximos meses, mais militares voluntários sejam encaminhados para realizar as doações. Neste sentido, o “Sétimo de Cavalaria”, Organização Militar do Exército Brasileiro (instituição de Estado), se faz presente e solidário, unindo esforços em apoio à sociedade.

#LutaremosSemTemor

#OperaçãoCOVID19

MARCO ANDRÉ MENEZES DOS SANTOS – Ten Cel

Comandante do 7º Regimento de Cavalaria Mecanizado

Diferente dos últimos dias, a parte física não foi o principal foco da comissão técnica nos treinamentos. Nesta quarta-feira (25/05), o grupo colorado treinou pelo turno da manhã e, supervisionados pelo treinador Eduardo Coudet, realizaram atividades técnicas no gramado do CT Parque Gigante.

O comandante, juntamente da sua comissão, organizou exercícios em pequenos grupos que priorizavam a troca de passes, seja com apenas um toque, ou dois. Depois de algumas estações diferentes de trabalho, os atletas praticaram futevôlei na quadra de areia ao lado do campo.

É a terceira semana de treinamentos na preparação especial do Clube neste período sem jogos oficiais. Ainda restam dois trabalhos nas manhãs de quinta e sexta até a chegada do fim de semana, que será de folga.

Imagens

Créditos: Ricardo Duarte

O Ministério da Educação (MEC) decidiu adiar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2020 em função dos impactos da pandemia do novo coronavírus. “As datas serão adiadas de 30 a 60 dias em relação ao que foi previsto nos editais“, diz nota conjunta do MEC e do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

cronograma inicial previa a aplicação do Enem 2020 impresso nos dias 1º e 8 de novembro. Já os participantes da versão digital, fariam a prova nos dias 11 e 18 de outubro. mais de 3,5 milhões de candidatos se inscraveram para o exame.

Para definir a nova data, o Inep promoverá uma enquete direcionada aos inscritos do Enem 2020, a ser realizada em junho, por meio da Página do Participante. As inscrições para o exame seguem abertas até as 23h59 desta sexta-feira, 22 de maio.

Mais cedo, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, mencionou um possível adiamento do Enem, pelas redes sociais. Em sua conta no Twitter, ele informou que a decisão ocorre “diante dos recentes acontecimentos no Congresso” e após conversas com líderes do centrão.

A Câmara dos Deputados está pautada para votar hoje requerimento de urgência para a votação do projeto de lei (PL) 2623/2020, que adia o Enem enquanto durarem as medidas sanitárias emergenciais decorrentes da pandemia do novo coronavírus, mas com o adiamento anunciado pelo próprio MEC, há a possibilidade de a pauta ser derrubada.

Justiça

A realização do Enem também foi alvo de questionamentos judiciais. Nesta segunda-feira (18) a Defensoria Pública da União (DPU) entrou com recurso no Tribunal Regional Federal da 3ª Região pedindo que a decisão de manter o exame durante a pandemia do novo coronavírus seja revista.

Em abril, o órgão conseguiu uma liminar favorável ao adiamento das datas da prova, mas a medida foi derrubada pelo desembargador Antônio Cedenho atendendo a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU).

 

Edição: Aline Leal

Por se tratar de um modelo inédito e inovador, o Distanciamento Controlado é aperfeiçoado na medida de sua aplicação e das atualizações semanais de cada região. Nesse sentido, com base em apontamentos de especialistas do Comitê de Dados e da Secretaria da Saúde, o governador Eduardo Leite anunciou, na transmissão diária pelas redes sociais desta quarta-feira (20/5), que haverá ajustes em dois dos 11 indicadores usados para calcular o risco de cada região – representado pelas quatro cores de bandeiras.

“Estamos analisando constantemente como o entendimento do modelo se dá nos municípios e o quanto esses indicadores interferem nos resultados finais para termos o resultado mais fiel ao que efetivamente está acontecendo no Rio Grande do Sul e para termos um modelo que funcione e tenha eficácia”, esclareceu Leite.

Dessa forma, a partir da atualização de 30 de maio, o cálculo de risco, em vez de usar todos os casos confirmados pelos testes do tipo RT-PCR aplicados no Estado, considerará apenas o número de casos confirmados de pacientes internados com síndrome respiratória aguda grave (SRAG) pelo local de residência.

A mudança será feita porque os dados de hospitalização são mais estáveis. Primeiro porque não há tanta variação entre os municípios ou as regiões que testam mais ou menos, corrigindo possíveis distorções, e também para que não se gere uma eventual diminuição da testagem em algum local – o que vai contra a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS).

Além disso, os casos confirmados de coronavírus de pacientes internados têm notificação compulsória, sendo obrigatória às autoridades, diferentemente da testagem de pessoas não internadas.

“É uma questão de transparência. Sempre dissemos nas nossas lives o que estamos fazendo, explicamos por que mudamos a forma de fazer e facilitamos o acompanhamento das ações e das mudanças. Neste sábado (23/5), vamos calcular no mesmo formato que vinha sendo feito, mas para a próxima semana (bandeiras com validade de 1º a 7 de junho), faremos essa alteração, esse aperfeiçoamento”, explicou o governador.

Entenda a mudança

Desde o lançamento do Distanciamento Controlado, o risco de cada uma das 20 regiões é calculado a partir de dois grupos, que têm pesos iguais: propagação de coronavírus (50%) e capacidade de atendimento (50%), que somam 11 indicadores.

No caso da propagação, o governo já vinha considerando casos confirmados somente por testes do tipo RT-PCR, para evitar distorções entre regiões que pudessem testar mais e porque os testes rápidos não representam a mudança de uma semana para outra.

Entretanto, os primeiros dias de funcionamento do Distanciamento Controlado mostraram que o teste RT-PCR também pode gerar, eventualmente, uma distorção por uma diminuição da testagem em municípios ou regiões.

Assim, o governo decidiu passar a levar em conta somente os casos confirmados de SRAG pelo local de residência dos pacientes internados. Com isso, dois dos 11 indicadores serão impactados:

• Velocidade do avanço, que mede o número de novos casos confirmados em relação aos casos anteriores.

• Incidência de novos casos na população, que mede os novos casos nos últimos sete dias para cada 100 mil habitantes.

Texto: Vanessa Kannenberg
Edição: Vitor Necchi/Secom

 Foto: Gustavo Mansur/Palácio Piratini

Na manhã desta quarta-feira (20), policiais rodoviários federais organizaram uma ação de doação de sangue na Santa Casa de Misericórdia, em Santana do Livramento. A coleta foi realizada pelo Hemocentro Regional de Alegrete. As ações, que também têm acontecido em outros locais do estado, buscam incentivar as doações, uma vez que os estoques de sangue estão baixos nos hemocentros.

A campanha teve início quando um agente da PRF recebeu um pedido de doação de sangue para o pai de uma amiga, devido ao baixo estoque de sangue do hospital. Ao realizar a doação, o policial teve a ideia de convidar os colegas para iniciar uma ação maior. O ato de hoje serve também de inspiração para outros policiais da Delegacia da PRF em Santana do Livramento, e das demais delegacias do Rio Grande do Sul, bem como à população em geral.

Ações sociais

A PRF vem realizando diversas ações para beneficiar a sociedade, além do trabalho de enfrentamento à criminalidade e de policiamento e fiscalização de trânsito.

Desde o início da pandemia de Coronavírus, várias atividades da PRF foram realizadas por todo o estado para auxiliar condutores nas estradas, como a realização da vacinação para motoristas, e a campanha “Siga Bem, Caminhoneiro”, que promoveu doação de refeições, alimentos e produtos de higiene para os profissionais do volante.

A manhã deste sábado também foi de atividades físicas no CT Luiz Carvalho. Enquanto os grupos A, B e C receberam folga por já terem realizado a atividade na última segunda-feira, D, E e F realizaram o treino de resistência anaeróbia.

Em apresentação escalonada a cada meia hora, o primeiro grupo chegou ao CT às 9h. No campo, realizaram a atividade sob a orientação dos preparadores físicos, encerrando a programação da semana com total foco no condicionamento físico. 

O treino foi realizado em um circuito montado com seis estações, onde os jogadores passavam por diferentes obstáculos, individualmente, em 25 segundos.

Neste domingo, o elenco recebe folga e se reapresenta na segunda-feira, 18.

Abaixo, a galeria de fotos da atividade!

Fotos: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

 

A Caixa Econômica Federal informou que 405.163 mil pessoas recebem hoje (16) a primeira parcela do auxílio emergencial do governo federal. Na última quinta-feira (14), o banco recebeu da Dataprev o novo lote de beneficiários aprovados. No total, estão sendo disponibilizados R$ 246 milhões em 311.637 contas da Caixa e 93.526 em contas de outros bancos.

Todo o dinheiro é creditado de forma eletrônica. Diferentemente das últimas semanas, a Caixa não abriu parte das agências neste sábado.

De acordo com a Caixa, mais de 50 milhões de pessoas já receberam o benefício, num total de R$ 35,7 bilhões, já considerando os créditos deste sábado. O auxílio é destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados que perderam renda por causa da pandemia do novo coronavírus.

Para os beneficiários que recebem o auxílio emergencial pela poupança digital, a Caixa orienta que seja realizada a atualização do aplicativo Caixa Tem. Além da alternativa para saque sem cartão, a nova versão possibilita maior número de acessos simultâneos.

O banco não informou o calendário de saque em espécie para este lote de pagamento, apenas que a operação é realizada nos caixas eletrônicos da Caixa, nas unidades lotéricas e nos correspondentes Caixa Aqui, de forma escalonada, de acordo com o mês de nascimento.

Os canais de atendimento ao cidadão para dúvidas sobre o auxílio emergencial são o site auxilio.caixa.gov.br e as centrais de atendimento da Caixa, no 111, e do Ministério da Cidadania, no 121.

Outro grupo, de 8,3 milhões de brasileiros, também receberá a primeira parcela entre os dias 19 e 29 de maio, conforme o mês de nascimento do beneficiário.

Na segunda-feira (18), o banco começa a pagar a segunda parcela de RS 600 para os trabalhadores que receberam a primeira parcela até 30 de abril. O saque em dinheiro para essas pessoas ocorrerá entre 30 de maio e 13 de junho, conforme o mês de nascimento do beneficiário. Para quem já recebeu ou vai receber depois dessa data, ainda não há calendário.

Cadastros analisados

De acordo com a Dataprev, desde o início do reconhecimento do direito dos brasileiros de receber o auxílio emergencial, em 3 de abril, a empresa pública de tecnologia já processou e devolveu 112,5 milhões de resultados à Caixa, após homologação pelo Ministério da Cidadania. O número representa 95,2% de conclusão do trabalho da empresa, dos 118,2 milhões de solicitações recebidas entre os dias 3 de abril e 14 de maio.

Os dados incluem todos os grupos de cidadãos analisados: informais (cadastrados pelo aplicativo e portal da Caixa), Cadastro Único e beneficiários do Programa Bolsa Família.

O resultado dos 112,5 milhões são: 59.291.753 foram classificados como elegíveis – atenderam aos critérios da lei; 36.858.102 foram considerados inelegíveis; e 16.409.347 foram identificados como inconclusivos e necessitaram de complemento cadastral.

Os demais 1.535.126 (1,3% do total) estão retidos pelo Ministério da Cidadania para processamento adicional. E 4.197.126 (3,5%) são cadastros realizados entre 1º e 14 de maio, que serão processados nos próximos dias.

Edição: Graça Adjuto

Começam nesta segunda-feira (18/5) as Aulas Preparatórias para o Exame Nacional do Ensino Médio (Pré-Enem Seduc RS). Projeto do governo do Estado, promovido pela Secretaria da Educação (Seduc), em parceria com a Secretaria de Comunicação (Secom), irá ao ar pela TVE, de segunda a sexta-feira, das 19h às 23h. Serão 20 horas/aula semanais e 464 horas de preparação para todos os componentes curriculares.

Os alunos terão ainda acesso às aulas pelo YouTube, por meio do canal TV Seduc RS, além dos links que ficarão disponíveis no Portal da Educação e no site da Secretaria da Educação

O Pré-Enem Seduc RS, que contará com quatro períodos diários de 60 minutos e vai contemplar 86 horas/aula para cada área do conhecimento, inclui eixos ligados às seguintes disciplinas:

• Física
• Química
• Biologia
• Matemática
• História
• Geografia
• Filosofia e Sociologia
• Literatura
• Língua Portuguesa
• Artes
• Língua Estrangeira (Inglês e Espanhol)
• Redação

As aulas seguem até 31 de outubro, na semana que antecede ao início das provas. O secretário da Educação, Faisal Karam, explica que a iniciativa irá beneficiar alunos do 3° ano do ensino médio e membros da comunidade escolar que desejam prestar o vestibular ou o Enem. “Após um período de capacitação, que incluiu a roteirização dos conteúdos, finalização das metodologias e recursos a serem utilizados nos vídeos, os 13 professores da Rede escolhidos para o projeto já estão preparados para garantir a qualificação necessária dos estudantes para o ingresso no ensino superior”, acrescenta.

Interação em tempo real

Atendendo à Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência, foram selecionados quatro tradutores da Língua Brasileira de Sinais (Libras), que irão auxiliar nas transmissões das aulas do Pré-Enem Seduc RS.

A carga horária dos componentes curriculares foi definida de acordo com a quantidade das disciplinas nas questões do Enem. O tempo de aulas será dividido em parte introdutória de cada eixo, explanação sobre o assunto, problematização em relação aos acontecimentos atuais e disponibilização de lista de exercícios, ocorrendo, por fim, interação em tempo real de questões de alunos via chat.

Áreas cobertas pelo sinal da TVE
• Alegrete
• Santa Cruz do Sul
• Erechim
• Carazinho
• Palmeira das Missões
• Frederico Westphalen
• Itaqui
• Santana do Livramento
• Santa Bárbara do Sul
• Santa Rosa
• Santo Ângelo
• São Luiz Gonzaga
• Vacaria
• Região Metropolitana de Porto Alegre

Clique aqui e saiba como assistir a TVE em outras localidades.

Clique aqui e acesse o streaming da TVE para assistir a programação.

Texto: Diego da Costa/Ascom Seduc
Edição: Marcelo Flach/Secom

Em entrevista ao programa Redação TVE, nesta sexta-feira (15), a prefeita Mari Machado falou sobre as últimas ações de enfrentamento a COVID-19, no Município, como o Programa Binacional de Enfrentamento ao Coronavírus, apresentado ontem, junto a Intendência - que prevê medidas espelhadas nas duas cidades.

O Ministério da Saúde do Japão aprovou um método de testagem para anticorpos contra o coronavírus mais simples e rápido. Acredita-se que isso ajude a elevar o número total de testes.

kit de testagem aprovado hoje (13) não requer a habilidade de especialistas, como é o caso do exame de PCR convencional, e fornece o resultado em cerca de 30 minutos.

O novo teste é similar àquele utilizado para a influenza. Um líquido contendo amostras retiradas do nariz do paciente são aplicados no kit e, caso uma linha apareça, o resultado é positivo.

Para evitar o risco de infecção entre os trabalhadores do setor de saúde, os testes de anticorpos só serão fornecidos às instituições médicas que já conduzem exames de PCR e possuem medidas de prevenção de novas infecções. Inicialmente, eles serão utilizados principalmente em alguns hospitais de Tóquio, Osaka e outras regiões com grande número de casos.

Testes de anticorpos têm menor precisão e podem apresentar falsos negativos. Por tal razão, pessoas com resultado negativo também serão solicitadas a realizar exames de PCR.

Publicado em 13/05/2020 - 08:35 Por NHK 

Página 4 de 423
Topo