Saiba como se apaixonar por exercícios, de acordo com a ciência

Você já se perguntou porque algumas pessoas amam praticar exercícios, enquanto outras consideram isso como forma de punição? Acontece que existe uma razão científica pela qual certos indivíduos gostam de ser ativos. E se você desteta realizar atividades físicas, não precisa se preocupar, pois tornar-se um amante dos treinos não é tão difícil quanto você imagina.

 

De acordo com um novo estudo publicado na revista BMC Public Health, as pessoas podem aprender a gostar de serem fisicamente ativas apenas ajustando essas crenças e expectativas com relação ao treino.

A autora principal e pesquisadora da Universidade do Michigan, Michelle Segar, explicou ao "Time" que os indivíduos tendem a iniciar uma rotina de exercícios por razões erradas, como perda de peso. Desta forma, acabam desistindo rápido, já que os resultados não são imediatos.

Os pesquisadores entrevistaram 40 mulheres entre 22 e 49 anos, verificando o que realmente fazia com que elas se sentissem felizes e bem-sucedidas. Em seguida, eles analisaram como a prática de exercícios físicos contribuía ou minava esses sentimentos.

Tanto as mulheres que praticavam exercícios regularmente, quanto aquelas que não realizavam atividades disseram querer as mesmas coisas da vida: criar conexões significativas com outras pessoas, sentir-se relaxadas ou livres de pressão durante o tempo de lazer e cumprir os objetivos que teriam definido para si, seja no cotidiano, na vida pessoal ou profissional.

Os resultados da pesquisa mostram que as mulheres inativas enxergavam a atividade física como algo negativo, que servia de barreira para a realização desses objetivos de vida. Segundo elas, para que o exercício tenha algum efeito é preciso acelerar os batimentos cardíacos e induzir ao suor, ou seja, o oposto de algo relaxante que fariam em seu tempo livre.

Além disso, elas acreditavam que seguir uma rotina de exercícios diários tomaria muito tempo e colocaria uma pressão maior. Entre as maiores dificuldades encontradas estão o comprometimento com o cronograma e atender às expectativas acaba fazendo com que se sintam fracassadas.

Por outro lado, as mulheres que praticam exercícios acreditam que o exercício facilita as coisas que levam à felicidade. Para elas, a atividade física está associado aos desejos de conectividade social, tempo de lazer e sentimento de dever cumprido.

"Essas mulheres se sentem alienadas pelo exercício ou sentem que falharam quando tentaram praticá-lo no passado. Elas têm uma definição muito limitada de como a prática de atividades físicas deveria ser", afirmou Michelle Segaressa.

Deixar de pensar no exercício como algo que toma seu tempo é essencial para que os resultados fracassados não ocorram novamente, a pesquisadora também recomenda associá-lo a uma forma de fazer com que essas coisas aconteçam. "Podemos usar a atividade física como uma maneira de relaxar, se reunir com amigos e dar um passeio agradável. Praticar ao ar livre aumenta o humor e nos faz sentir bem", comentou.

Segundo Michelle, o mais importante é realizar qualquer atividade física, pois isso é melhor do que o sedentarismo. "Você não precisa fazer 30 minutos de cada vez, não precisa suar e não precisa odiar o que está fazendo. Você só precisa escolher aproveitar o tempo quando vê oportunidades", concluiu.

Fonte: www.minhavida.com.br

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo