Como a homeopatia cura doenças

Você já reparou se suas crises de alergia surgem quando você está triste ou estressado? Suas dores de cabeça aparecem justamente quando você passa por alguma situação recorrente? Isso acontece pois nosso corpo é um sistema que está todo conectado, podendo inclusive manifestar sintomas físicos de problemas puramente emocionais.

A medicina tradicional costuma tratar nosso corpo por especialidades - um dermatologista olha para nossa pele, cabelo e unhas, um ortopedista para a saúde dos nossos ossos, um oftalmologista para a nossa visão e assim por diante. Sua formação específica permite que tenha muito conhecimento sobre cada doença que pode aparecer dentro da sua área de atuação bem como cada remédio ou tratamento para esses problemas.

Considerando que o ser humano é um só, a medicina homeopática parte de outro entendimento. "A homeopatia enxerga o adoecimento humano como algo que o próprio organismo desenvolve quando tem que se equilibrar de dentro pra fora", define João Márcio Berto, médico homeopata da Associação Médica Homeopática de Minas Gerais. Seguindo essa lógica, doenças e sintomas são mecanismos que o corpo encontra para se estabilizar.

Mas isso não quer dizer que as pessoas devam sofrer com os sintomas das doenças que têm. A homeopatia atua na cura do ser como um todo, e cada remédio é feito para uma pessoa em sua fase da vida.

Para encontrar esse remédio, o médico homeopata faz uma consulta um pouco diferente das da medicina tradicional. Farão perguntas a respeito da posição em que se dorme, se sente muito calor ou frio e as comidas que gosta de comer. A partir daí, ele prescreve a fórmula que acredita ser mais adequada para o paciente.

Quem toma o remédio homeopático, por sua vez, tem um papel crucial de notar todas as alterações e reações de seu corpo para que o médico entenda se esse equilíbrio está sendo alcançado. "Não é certo dizer que o tratamento homeopático demora. É que há vezes em que se demora para chegar no remédio da pessoa", reforça o médico João Márcio.

No tratamento homeopático, o organismo tem um papel ativo no restabelecimento de seu equilíbrio. Segundo João Márcio, o remédio não força uma reação do organismo, mas sim convida ele, que tem um papel ativo. De certa forma, o medicamento estimula o funcionamento de algumas áreas do nosso corpo que não estão trabalhando da maneira que deveriam, ajudando-o a encontrar esse equilíbrio.

A homeopatia, então, cura todas as doenças? Nem sempre todas as pessoas conseguem ter suas doenças curadas por ela. "Às vezes a pessoa precisa daquela doença para manter equilibrada", explica o homeopata. Também há o caso de doenças agudas, que precisam de respostas imediatas, como pneumonia ou dengue.

Não há nenhuma restrição para que o tratamento homeopático seja feito junto com o alopático. A homeopatia não vem para substituir, mas sim para complementar, e, o principal, evitar que a pessoa adoeça.

O médico listou algumas doenças que aparecem com frequência no consultório de um homeopata. Veja como é o princípio do tratamento delas com homeopatia:

Homeopatia para depressão

De acordo com a homeopata Isis Pezzuol, em artigo ao Minha Vida, o tratamento de um paciente depressivo com homeopatia busca, primeiro, entender o fato mais latente que desencadeou o quadro. No "repertório homeopático", livro enorme que está na mesa dos homeopatas, não se encontra o sintoma "depressão". Existe um capítulo de título "transtornos por". Ele enumera transtornos e também fatos que podem desencadear os sintomas, como: decepção amorosa, antecipação, cólera, raiva, traição, perda, morte, preocupações financeiras.

A partir daí, o homeopata vai medicando o sintoma mais evidente, o que o paciente permite e está mais visível. A partir desse ponto, a medicação é trocada até conseguir o melhor equilíbrio. A escolha da medicação, portanto, vai levar em consideração não só o perfil do paciente, como também o que pode ter desencadeado esses sintomas.

Entenda como a homeopatia é usada para curar depressão

Homeopatia para ansiedade (Generalizada e seus tipos: Síndrome do pânico, Medo, Fobia e etc)

ansiedade pode se manifestar na forma de diversos distúrbios, como Transtorno de Ansiedade GeneralizadaSíndrome do pânico, Fobias específicas e Transtorno Obsessivo Compulsivo.

No repertório de sintomas homeopáticos, "Ansiedade" ocupa quatro páginas. Existem várias formas de a ansiedade manifestar-se e uma infinidade de variações, cada qual com seu medicamento. Por isso é preciso saber quando a ansiedade aparece e o que a pessoa sente.

Entenda como a homeopatia é usada para ansiedade

Homeopatia para autismo (os sintomas associados ao Transtorno do Espectro do Autismo)

As pessoas com Transtorno do Espectro do Autismo podem apresentar sintomas e estereotipias como hiperatividade, agressividade e hipersensibilidade a texturas e sabores. A homeopatia deverá atenuá-los, diminuindo ou substituindo os remédios utilizados para eles.

De acordo com a homeopata e pediatra Isis Pezzuol, a abordagem homeopática dá a vantagem de conseguir "repertorizar", ou seja, traduzir sintomas em linguagem homeopática. Ao se deparar com um quadro clínico tão diverso, os médicos separam os sintomas a tratar. Quanto mais raro e peculiar, mais eficaz será o medicamento.

"Sintomas comuns como falta de atenção, nos oferecem uma quantidade infinita de medicamentos. Então daí vem a importância da história e coleta de sintomas ser muito minuciosa", explica ela.

Entenda como a homeopatia é usada para atenuar os sintomas das crianças autistas

Homeopatia para alergias em crianças

De acordo com pediatra e homeopata Yechiel Moises Chencinski, em artigo, a homeopatia não vai tratar a alergia de uma criança e sim uma criança que tem alergia. Pode ser que a homeopatia trate na realidade alterações de sono, resfriados de repetição, problemas de comportamento, entre outras questões que permeiam os sintomas alérgicos.

O mais importante no tratamento do paciente alérgico é um acompanhamento global, integral, preventivo desde o nascimento, com cuidados ambientais, alimentares, sempre iniciado e acompanhado pelo pediatra, homeopata ou não.

Veja como a homeopatia pode tratar as alergias das crianças

Homeopatia para infecções de repetição

A homeopatia é buscada muitas vezes como alternativa à medicina tradicional quando esta última parece não estar mais resolvendo os problemas.

Um exemplo bastante comum é o caso das infecções de repetição, que são aquelas amidalites, otites, infecções urinárias e outras delas que acontecem em uma frequência alta, com intervalos de trinta a sessenta dias. A cada caso agudo, os médicos prescrevem antibióticos.

De acordo com o homeopata Renan Ruiz, em um artigo, o principal nestes casos é que se considera apenas os aspectos da doença e não a maneira como o indivíduo faz sua doença. "Tratar o episódio agudo com antibióticos não está rigorosamente errado, mas não é curativo", comenta ele.

Entenda como a homeopatia é usada em casos de amidalites e dores de garganta por repetição

Homeopatia para rinite

De acordo com a homeopata Isis Pezzuol, em artigo, quando busca um tratamento homeopático, o paciente não irá apenas chegar e dizer "estou com rinite ou com sinusite". O paciente irá detalhar como é esse início: horário, temperatura, clima, emoções, espirros, coceiras, secreção: que cor, qual horário. "Para cada uma destas questões temos um medicamento diferente e, quanto melhor você souber detalhar, melhor será", explica ela.

Escrito por Lara Deus
Redação Minha Vida
Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo