Autobronzeador: o que é, para que serve e como usar sem manchar a pele

Efeito bronzeado sem expor a pele ao sol: essa é uma missão para o autobronzeador! Já é fã do produto? Nunca ouviu falar? Não tem problema. Continue com a gente para tornar-se expert nesta matéria - e garimpar ainda mais dicas para aproveitá-lo ao máximo.

O que é autobronzeador?

Autobronzeador é um cosmético que "tinge" a pele gradualmente, entregando um bronzeado que dispensa a necessidade de exposição solar. "A mágica acontece graças à uma substância presente na fórmula chamada dihidroxiacetona, molécula atóxica e não cancerígena que interage com aminoácidos da camada superficial da pele e produz melanoidina, responsável pela cor que simula o efeito bronzeado", explica Mariana Kessel, médica cirurgiã dermatológica (RJ).

Para que serve o autobronzeador?

Como comentamos logo acima, a função desse cosmético é estimular a pigmentação da pele para dar cor a ela, sem o risco de danos cumulativos causados pelo sol. O autobronzeador é o produto ideal para você nos seguintes casos:

  • Seu desejo é começar o verão já com uma corzinha
  • Você quer manter a pele bronzeada mesmo no inverno
  • Falta tempo para tomar um solzinho no dia a dia (precisa ser com muita moderação e protetor solar, antes das 10h e após as 16h, vale lembrar!)
  • Ou você prefere garantir um bronze de forma 100% saudável, sem jamais expor sua pele aos raios solares (ela agradece, inclusive!)
  • Você quer realçar seu tom de pele natural.

Tipos de autobronzeador

Os autobronzeadores estão disponíveis em diversas texturas, como spray, loção e gel. O que conta na hora de decidir o certo é a habilidade para aplicar, tipo de pele e área do corpo que receberá o produto.

"Quem tem a cútis ressecada deve optar por produtos mais cremosos que contenham agentes umectantes como óleos e glicerina. Esse tipo também costuma ter absorção e efeito um pouco mais lentos, o que é interessante para quem não tem experiência com esse cosmético", afirma Mariana Kessel.

Já peles oleosas, principalmente no rosto, lidam bem com géis - assim como as mistas. Formulações em spray, por sua vez, são indicadas apenas para o corpo (devem ser evitadas na face) e absorvidas com mais rapidez, algo que deve ser levado em consideração quando não se conhece bem o produto e seu efeito.

"Com sprays, também é preciso ter um pouco mais de cuidado para ter a certeza de que o 'jato' de produto tingiu o corpo todo e não faltaram algumas partes", ressalta Luis Eduardo Vila Pascoal, dermatologista da Clínica Mais Excelência Médica (SP). Mas, acima de tudo isso, ler o rótulo e entender as indicações e especificidades de cada autobronzeador é sempre muito válido.

Como aplicar o autobronzeador?

Para que o produto crie um efeito bonito e natural na pele - sem manchas e cor alaranjada -, alguns cuidados (antes mesmo da aplicação) são necessários. Depois de testar o tom em uma área escondida do seu corpo e tirar todos os acessórios e bijuterias, siga o passo a passo para não ter dúvidas:

1 - Prepare a pele para receber o autobronzeador com uma esfoliação feita com bucha vegetal durante o banho. "Isso remove as células mortas e ajuda a garantir um bronzeado mais uniforme", comenta o dermatologista Luis Eduardo Vila Pascoal. Esfoliantes químicos devem ser dispensados pois podem conter agentes que prejudicam a absorção homogênea do produto.

2 - Seque bem o corpo todo com sua toalha e não passe nenhum creme para também não interferir na homogeneidade do autobronzeador que virá a seguir.

3 - Vista luvas de plástico para não manchar as palmas das mãos.

4 - Todo(a)s pronto(a)s? Inicie a aplicação na região posterior das pernas e no bumbum com movimentos delicados e ascendentes. "Em seguida, vá para a parte da frente e passe o produto nas coxas e em toda a extensão das pernas, sempre evitando múltiplas passagens pela mesma área do corpo e espalhando muito bem", ensina Mariana Kessel. Pés e joelhos devem receber uma camada mais fina de produto, combinado? Por serem regiões ressecadas, acumulam maior quantidade de pigmento e ficam mais escurecidas.

5 - Nos braços, aplique o produto em maior quantidade na região externa. Depois, concentre-se no lado interno, com o cuidado de também passar uma camada mais fina nas axilas e nos cotovelos. Siga, então, para os ombros.

6 - Se necessário, peça a ajuda de alguém para aplicar o autobronzeador nas costas. E não se esqueça de toda a região do pescoço!

7 - Passe uma boa quantidade de produto para cobrir o abdome e toda a área da barriga e suba para a região do decote. Quer ficar com marquinha de biquíni, como se tivesse ido à praia? A dica é vestir um biquíni velho (existe o risco do autobronzeador manchá-lo) antes de começar o procedimento.

8 - Quando chegar no rosto, não espalhe o produto diretamente nele. "Coloque uma pequena quantidade nas mãos e aplique delicadamente sobre testa, maçãs, dorso do nariz, queixo e orelhas", orienta Mariana Kessel.

9 - Certifique-se de que cada centímetro do corpo foi coberto. Atenção especial para lateral de braços e pernas, orelhas, entre os dedos dos pés, posterior dos joelhos, linha que divide o cabelo e a testa etc.

10 - Espere o autobronzeador secar (demora 15 a 20 minutos, em média - e nem pensar em vestir roupa nenhuma antes disso!), tire uma das luvas e, com a mão coberta, aplique uma camada fina de autobronzeador no dorso, dedos e região entre os dedos da outra. Aguarde o tempo de secagem e troque a luva de mão, repetindo o procedimento.

A pigmentação começa a surgir duas a três horas depois, atingindo seu auge em 24 horas. "Mas vale lembrar que tomar banho e praticar exercícios físicos só estão liberados pelo menos oito horas após a aplicação do autobronzeador", completa Mariana Kessel.

Quanto tempo dura o efeito do autobronzeador?

A cor desbota gradualmente com o passar dos dias e tende a desaparecer dentro de uma semana, em média, dependendo da concentração do autobronzeador.

Manutenção da cor

Se a primeira aplicação não foi suficiente para atingir a cor desejada, passe novamente o produto a cada dois ou três dias até chegar lá. Depois, aumente o intervalo para cinco ou sete dias até decidir suspender o uso.

Mas, mesmo que já esteja satisfeita com o resultado, vale repetir a dose 48 horas após a primeira aplicação para garantir melhor fixação e durabilidade do bronze.

"Durante esse período, evite água quente (que contribui para a remoção do produto) e hidrate muito bem a pele com cremes ou óleos - assim você garante não só a cor, mas aquele brilho de pele saudável", aconselha Luis Eduardo Vila Pascoal.

 

Como remover o autobronzeador da pele?

Se você deseja tirar o produto antes de ele perder o efeito naturalmente, recomendamos cautela e paciência! Segundo Priscila Alves Pereira, dermatologista da Acne Clin (SP), uma esfoliação bem leve ajuda a acelerar o retorno da pele à sua coloração normal - mas exagerar no esfrega-esfrega na tentativa de remover o produto instantaneamente só a agride.

O dermatologista Luis Eduardo Vila Pascoal completa: "Também não adianta lançar mão de receitas de misturinhas que vemos na internet para tirar a cor; elas só prejudicam a pele. O ideal é continuar hidratando-a após o banho para deixá-la saudável, até a cor sair completamente", acredita.

Existem riscos e/ou contraindicações para o uso do autobronzeador?

A dihihidroxiacetona (DHA) presente nos autobronzeadores é considerada segura e aprovada pelo FDA (Food and Drug Administration) para aplicação na pele. "No entanto, recomenda-se cuidado para não inalar essa substância e não aplicar o produto nas membranas mucosas como olhos e nariz porque os riscos são desconhecidos", alerta Priscila Alves Pereira. Apesar de não ser comum, quadros de dermatite de contato podem ocorrer em alguns casos.

No mais, os autobronzeadores não são recomendados para crianças e contraindicados para pessoas que apresentem alergia aos seus componentes. "As gestantes também devem ter atenção ao maior risco de desenvolver alergias nessa fase", frisa Priscila Alves Pereira.

Autobronzeador x tonalizante: qual é a diferença?

A primeira categoria, como já explicamos, contém dihidroaxicetona, substância que reage quimicamente com a queratina da pele, produzindo um pigmento escuro que confere um efeito bronzeado duradouro na cútis. "Já os tonalizantes funcionam como uma maquiagem, proporcionando uma cor imediata que pode ser facilmente retirada com água e sabonete, pois não ocorre uma reação química na pele", fala Priscila Alves Pereira. Vale optar por esse tipo de produto se você busca um efeito que dure apenas algumas horas, por exemplo.

Atenção: autobronzeador NÃO dispensa o uso do protetor solar

A maioria dos autobronzeadores não tem FPS na sua composição, e mesmo os que possuem oferecem uma proteção bastante inferior - uma vez que sua principal função é dar cor para a pele. Somente o protetor solar é capaz de formar uma barreira efetiva contra os raios UVA e UVB. Portanto, seu uso e reaplicação ao longo do dia continua sendo indispensável.

Escrito por Monique Garcia
Redação Minha Vida
Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo