Teste ergométrico: o que é, para que serve, preparo e preço

Também chamado teste de esforço, o teste ergométrico é um exame médico que avalia as respostas clínica, cardiovascular, hemodinâmica, autonômica, eletrocardiográfica, metabólica e eventualmente ventilatória do nosso corpo ao exercício físico - uma vez que muitas doenças cardíacas só se manifestam durante atividades físicas e não são detectadas em repouso.

 

Por conta disso, o exame é um instrumento importante na tomada de decisões em diversas situações clínicas. O teste é indicado, principalmente, para pessoas com sintomas que acontecem durante a prática de exercícios (como falta de ar, palpitações, dor no peito), que tenham doenças cardiovasculares ou que estão começando a realizar atividade física.

Onde fazer teste ergométrico

O teste ergométrico deve ser realizado em hospitais, clínicas médicas ou laboratórios médicos, desde que esses tenham os equipamentos adequados, médicos especializados e pessoal capacitado para a sua execução, conforme as normas da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e da Sociedade Brasileira de Cardiologia.

O teste ergométrico tem o intuito de diagnosticar doenças cardiovasculares, sendo a principal delas a doença arterial coronariana (que leva ao infarto agudo do miocárdio). É um exame bastante utilizado ainda para avaliar a segurança da liberação de pacientes para a prática de exercícios físicos.

Além disso, o teste de esforço permite avaliar a resposta da pressão arterial ao exercício, verificando se ela está bem controlada, se há a ocorrência de arritmias durante o exercício e também a quantificação da tolerância à atividade física.

Como é feito o teste ergométrico

Esse exame médico pode ser realizado na esteira ergométrica ou na bicicleta ergométrica. O paciente estará com monitorização do eletrocardiograma e da pressão arterial, e realizará um exercício físico que começa com baixa intensidade e vai aumentando progressivamente, até alcançar o esforço máximo.

Caso ocorram sintomas, o exame pode ser interrompido antes do esforço máximo, evitando assim algum efeito perigoso. Devido a isso, o teste de esforço deve ser realizado, em todas as suas etapas, exclusivamente por um médico habilitado e capacitado para atender a emergências cardiológicas, incluindo parada cardiorrespiratória, podendo ser auxiliado por enfermeiros ou técnicos habilitados.

Quanto tempo dura o teste ergométrico

O tempo de preparação para o exame dura cerca de 20 minutos, período em que o médico irá aplicar os eletrodos devidamente no corpo do paciente. Já a duração do exame na esteira é de 15 a 30 minutos, a depender do protocolo realizado em cada paciente. 

O exame pode (e deve) ser interrompido sempre que a pessoa apresentar qualquer desconforto expressivo ou sintoma considerado grave, como cansaço excessivo, dor no peito, elevação exagerada da pressão ou arritmia.

Preparo para teste ergométrico

Diferente de alguns exames, não é necessário fazer jejum para realizar o teste ergométrico. Pelo contrário, a pessoa deve estar adequadamente alimentada para fazer o esforço físico, preferencialmente fazendo uma refeição leve, no máximo, três horas antes do exame.

Para o teste, deve-se levar roupas e calçados próprios para a prática de caminhada ou corrida, como roupas esportivas e tênis. É recomendado que se evite fumar e ingerir café, chá ou bebidas energéticas em grandes quantidades antes do exame.

Algumas medicações de uso contínuo também podem ter de ser suspensas alguns dias antes do exame, a depender da solicitação do médico.

Preço do teste ergométrico

Os valores do teste ergométrico são muito variáveis de acordo com a cidade e região do Brasil. No entanto, o exame é obrigatoriamente coberto pelos planos de saúde, além de ser disponível também na rede pública pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Caso se opte por realizar o exame como particular, os preços costumam ser acessíveis, uma vez que o teste ergométrico apresenta ampla oferta de locais para sua realização. Em geral, os valores podem variar entre R$ 100,00 e R$ 300,00.

Resultados possíveis

Segundo o cardiologista Marcelo Cantarelli, o teste ergométrico pode mostrar elevações da pressão arterial, acima dos limites considerados normais, colaborando para o diagnóstico e tratamento da hipertensão arterial.

Podem ocorrer também arritmias durante ou após o esforço, que contribuirão para o diagnóstico ou tratamento de diversas condições, entre elas:

Além disso, o eletrocardiograma de esforço pode ainda mostrar alterações que sugerem isquemia miocárdica, o que pode ser consequência do entupimento das artérias. A capacidade física ao esforço, ou condicionamento físico, também pode ser avaliada, mostrando se a pessoa está bem condicionada para a sua faixa etária ou se está abaixo do considerado normal.

 

Referências

Marcelo Cantarelli, cardiologista intervencionista e diretor do Grupo Angiocardio - CRM 55879 SP

Renata Castro, cardiologista especialista em medicina esportiva e pós-doutora em cardiologia pela Universidade de Harvard - RQE 27131

Escrito por Clovis Filho
Redação Minha Vida
 

 

 

Rate this item
(0 votes)
Login to post comments
Topo