Gisnei

Gisnei

O sorteio dos grupos do torneio masculino de futebol dos Jogos Olímpicos Rio 2016 garantiu a realização de grandes duelos já na primeira fase da competição, que terá início no dia quatro de agosto. As primeiras partidas das 16 seleções classificadas foram definidas na manhã da última quinta, em evento realizado no Rio de Janeiro, no auditório do estádio do Maracanã, palco das finais feminina e masculina, que acontecerão nos dias 19 e 20 de agosto.
Compre seus ingressos para as partidas de futebol dos Jogos Rio 2016
O sorteio colocou no mesmo grupo o atual campeão Olímpico, o México, e o último vencedor da Copa do Mundo, a Alemanha. O confronto entre as duas equipes acontecerá logo na primeira rodada do Grupo C, no dia quatro de agosto, na Arena Fonte Nova, em Salvador. No mesmo dia, medirão forças Argentina e Portugal, pelo Grupo D, no Estádio Olímpico, no Rio de Janeiro. A chave do Brasil, a A, tem também Iraque, Dinamarca e África do Sul, adversária da estreia, no dia quatro, no Estádio Mané Garrincha, em Brasília.
“O primeiro jogo sempre tem a adrenalina, o nervosismo da estreia, a pressão por vencer, o fato de jogar em casa, é sempre mais difícil. O Iraque tem uma boa tradição nos Jogos Olímpicos, já se classificou muitas vezes. A Dinamarca foi campeã europeia sub-21 com o time que é a base da seleção Olímpica. Vamos respeitar a todos e confiar no trabalho que fizemos nos últimos dois anos”, disse o técnico do Brasil, Dunga, que reforçou seu desejo de contar com força máxima no Rio 2016.
“Temos uma ótima relação com os clubes, não apenas onde jogam os atletas de 23 anos, mas todos. Estamos conversando com eles e nossa intenção na seleção brasileira é contar sempre com os melhores”, comentou.
O evento também definiu as chaves do torneio feminino, que conta com 12 seleções e tem início marcado para três de agosto. Dois confrontos merecem atenção na primeira fase: Brasil x Suécia, no dia seis de agosto, no Estádio Olímpico, pelo Grupo E, e Alemanha x Canadá, no dia nove, no Estádio Mané Garrincha. A seleção brasileira também enfrentará África do Sul e China na primeira fase.
“O sistema no qual o sorteio é conduzido sempre gera grupos equilibrados. A única novidade para nós é a África do Sul, que nunca enfrentei nesses dois anos com a seleção. O futebol africano está crescendo, sempre com força e velocidade. China e Suécia, já conhecemos melhor, pois jogamos muitas vezes contra. A Suécia é uma das favoritas. É um time fortíssimo, candidato a medalha. Mas nos enfrentamos constantemente e temos bastante informação sobre elas”, analisa Oswaldo Alvarez, o Vadão, técnico da seleção feminina do Brasil.
Jogando em casa, o país terá a chance de conquistar pela primeira vez uma medalha de ouro no esporte nos Jogos Olímpicos. Enquanto a seleção masculina tem três pratas e dois bronzes, a equipe feminina já conquistou duas medalhas de prata.
"Hoje é um dia muito importante nesta nossa jornada olímpica rumo aos Jogos Rio 2016. Os caminhos das seleções estão definidos. Como todo brasileiro, eu também sonho com a medalha que nos falta no futebol. E como torcedor e presidente do Comitê Olímpico do Brasil eu confio nos nossos atletas", disse Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio 2016 e do COB (Comitê Olímpico Brasileiro).
Quatro medalhistas Olímpicos brasileiros participaram do sorteio: Ronaldinho Gaúcho (bronze em Pequim 2008) e Aline (prata em Atenas 2004), do futebol, Janeth (prata em Atlanta 1996 e Sydney 2000), do basquetebol, e Maurren Maggi (ouro em Pequim 2008), do atletismo.
Sistema de disputa
Para o sorteio das chaves masculinas, as 16 seleções foram divididas em quatro potes formados a partir de suas colocações em um ranking constituído pelos resultados das cinco últimas edições Olímpicas. Os grupos foram montados com o sorteio de uma equipe de cada pote, sendo que o primeiro reunia os cabeças-de-chave Brasil, Argentina, México e Japão. Ao fim da primeira fase, avançam às quartas-de-final as duas melhores de cada grupo.
No feminino, o posicionamento das 12 equipes nos quatro potes do sorteio levou em conta o ranking da FIFA do dia 25 de março e teve como cabeças-de-chave Brasil, Alemanha e Estados Unidos. Classificam-se às quartas-de-final as duas primeiras colocadas de cada chave e as duas melhores terceiras. As regras do sorteio evitaram que seleções de um mesmo continente caíssem na mesma chave.
As disputas do futebol nos Jogos Rio 2016 acontecerão em sete estádios, espalhados por seis cidades. Além do Maracanã e do Estádio Olímpico, ambos no Rio de Janeiro, também receberão as partidas a Arena da Amazônia, em Manaus, a Arena Fonte Nova, em Salvador, o Estádio Mané Garrincha, em Brasília, o Mineirão, em Belo Horizonte, e a Arena Corinthians, em São Paulo.
Veja o mapa das cidades do futebol

Fonte: www.rio2016.com


SINOPSE E DETALHES
Não recomendado para menores de 16 anos
Lille, França. Charlotte (Sophie Verbeeck) e Micha (Félix Moati) estão juntos há quatro anos e o relacionamento dá sinais que está caindo na monotonia. Tanto que, há seis meses, ela mantém um caso com Mélodie (Anaïs Demoustier). Sem desconfiar de algo, Micha sente-se abandonado e, quando surge a oportunidade, tenta algo com Mélodie. Inicialmente receosa, não demora muito para que se entregue ao desejo. Com isso, Mélodie mantém simultaneamente casos tanto com Micha quanto com Charlotte, sem que um saiba da traição do outro.
Título original A trois on y va
Distribuidor IMOVISION
Ano de produção 2014
Idiomas Francês
Cor Colorido

Ingredientes:

1 xícara de bolacha maria esfarelada
4 colheres de sopa de manteiga sem sal, derretida
2 colheres de açúcar
350g de cream cheese , amolecida
½ xícara de creme de leite
¼ xícara de açúcar cristal
2 ovos
1 colher de chá de extrato de baunilha
Molho de morango para a cobertura:

1 xícara de morangos , cortados ao meio
½ colher de chá de suco de limão
2 colheres de chá de açúcar

Modo de Preparo:

Pré aqueça o forno a 180ºC.
Forre uma bandeja de cupcake com forminhas de papel.
Misture a bolacha triturada com a manteiga derretida e o açúcar em uma tigela. Divida a mistura uniformemente no fundo das forminhas. Asse por 5-6 minutos ou até dourar. Retire do forno e deixe esfriar completamente. Enquanto isso monte o recheio. Bata o cream cheese em uma batedeira. Adicionar no creme de leite, açúcar cristal, ovos e baunilha. Misture até ficar homogêneo. Despeje a mistura nas forminhas. Preencher quase tudo até o topo. Coloque no forno e asse por 20 minutos ou até que os cheesecakes estejam firmes. Eles ainda vai balançar um pouco. Deixar arrefecer completamente. Coloque na geladeira para esfriar. Prepare o molho de morango. Adicione os morangos, suco de limão e açúcar em uma panela pequena. Cozinhe em fogo baixo durante 15 minutos, esmague os morangos com a parte de trás de uma colher de pau. Tire do fogo e deixe esfriar. Cubra cada cheesecake com o molho e sirva frio.

Fonte:http://comsaborperfeito.co

Liza nunca conseguiu fugir do passado. Mas nas praias paradisíacas da encantadora comunidade de Silver Bay ela ao menos encontrou a liberdade e a segurança que procurava se não para ela, para sua filha pequena, Hannah, até que Mike Dormer se hospeda no hotel que Liza administra com a tia.
Um perfeito cavalheiro inglês, com roupas elegantes e olhar sério, Mike pode significar o fim de tudo que Liza trabalhou arduamente para proteger: não apenas o negócio da família e o lugar que tanto gosta, mas principalmente a convicção de que ela nunca amaria nem seria digna de amor outra vez.

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Jojo Moyes nasceu em 1969 e cresceu em Londres, no Reino Unido. Estudou jornalismo e foi correspondente do jornal The Independent até 2002, quando publicou o seu primeiro romance, Sheltering Rain, foi então que resolveu dedicar-se à escrita.

 

Divulgado o relatório de oferta e demanda mundial de trigo do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) revela as causas pelas quais as cotações estão tão baixas no mercado internacional – com reflexos no mercado doméstico brasileiro. Basicamente, o mundo está consumindo menos do cereal de inverno, provocando forte aumentos dos estoques, o que pode pressionar ainda mais os preços no médio prazo.

“Houve um aumento de 150 mil toneladas nos estoques iniciais e de 820 mil toneladas na produção mundial. Isto, somado à redução de 680 mil toneladas no consumo mundial, produziu um aumento de 1,67 milhão de toneladas nos estoques finais mundiais”, comenta o analista sênior da Consultoria Trigo & Farinhas, Luiz Carlos Pacheco.

O relatório do USDA desta terça-feira deixou inalteradas a produção e o consumo na Argentina. A exceção ficou por conta das exportações, que foram elevadas de 7,0 milhões de toneladas para 7,5 milhões de toneladas para a safra 2015/16.

Com relação ao Brasil, o USDA manteve a sua estimativa de produção em 5,54 milhões de tons, mas reduziu o consumo, de 10,60 milhões de tons para 10,20 milhões, implicando em uma necessidade menor de importações, que caíram de 6,5 milhões de toneladas, para 6,0 milhões de tons. Com isso, foi também reduzido o estoque final de 1,01 milhão de tons, para 910 mil toneladas.

 

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems

O papa Francisco disse aos cerca de 3 mil migrantes do campo de Moria, na ilha grega de Lesbos, que “não estão sozinhos” e apelou ao mundo para responder à crise de “uma forma digna da humanidade”.

“Caros amigos, quero dizer-vos que não estão sozinhos […] Não percam a esperança”, disse o papa aos migrantes, chegados à Grécia após a entrada em vigor do acordo entre a União Europeia e a Turquia e, por isso, à espera de serem reenviados para território turco.

“Vim aqui […] simplesmente para estar convosco e ouvir as vossas histórias […], para pedir ao mundo que dê atenção a esta grave crise humanitária e para implorar que ela seja resolvida”, acrescentou.

Francisco alertou para as “situações de necessidade trágicas e verdadeiramente desesperadas” e pediu uma resposta “digna da humanidade comum”.

“Deus criou o genero humano para que forme uma única família. Se um dos nossos irmãos ou irmãs sofre, somos todos atingidos”, disse.

O papa, o patriarca ortodoxo de Constantinopla Bartolomeu e o arcebispo de Atenas Jeronimo II pediram ao mundo para dar mostras de “coragem” face à “colossal crise humanitária” dos migrantes, numa declaração comum.

“A partir de Lesbos, apelamos à comunidade internacional que responda com coragem a esta crise humanitária maciça e às causas que lhe estão subjacentes por meio de iniciativas diplomáticas, políticas e caritativas, de esforços coordenados, tanto no Médio Oriente como na Europa”, escreveram os três dignitários religiosos.

Reconhecendo “os esforços já desenvolvidos” para ajudar os refugiados e migrantes, os três pedem “com urgência um consenso internacional mais amplo e um programa de assistência para preservar o estado de direito, defender os direitos humanos fundamentais nesta situação insustentável, proteger as minorias, combater o tráfico de seres humanos, eliminar rotas perigosas como as que atravessam o Egeu e o Mediterrâneo no seu conjunto e desenvolver processos seguros de recolocação”.

Papa se encontra com refugiados na ilha grega de Lesbos em 16 de abril
Os três dignitários divulgaram esta declaração comum depois de terem visitado juntos o campo, onde receberam o cumprimento de centenas de migrantes, beijaram crianças e aceitaram desenhos de várias delas.

Após um almoço com alguns dos migrantes do campo, o papa viaja para Mitilene, principal cidade da ilha do Mar Egeu.

 

“Somos todos migrantes”, disse o papa Francisco, de visita a ilha grega de Lesbos, numa oração comum com o patriarca de Constantinopla Bartolomeu e o arcebispo de Atenas Jerónimo.

Após a oração, os três dignitários religiosos lançaram coroas de flores ao mar, em homenagem aos milhares de migrantes que morreram afogados.

O papa tinha discursado momentos antes no Porto de Mitilene, principal cidade da ilha de Lesbos, onde apelou à Europa para respeitar os direitos humanos dos migrantes e sublinhou que estes “não são números, são pessoas”.

“Nunca devemos esquecer que os migrantes, antes de serem números, são pessoas: rostos, nomes, histórias”, disse o papa num discurso à população no Porto de Mitilene, capital da ilha de Lesbos.

“Infelizmente, alguns, entre os quais muitas crianças, nem conseguiram chegar, morreram no mar, vítimas de viagens desumanas e de criminosos sem escrúpulos”, acrescentou.

O papa Francisco afirmou que “a Europa é a pátria dos direitos humanos” para sublinhar que “quem pisa solo europeu devia poder experimentá-lo”, manifestando noutro passo a sua “admiração” pelo povo grego que, apesar de todas as dificuldades, “soube manter o seu coração e as suas portas abertas."

Fonte: Da Agência Lusa

Página 294 de 318
Topo