Gisnei

Gisnei

A Prefeitura Municipal encerra 2018 com um investimento de R$ 700 mil em transporte de pacientes da Secretaria da Saúde. Pensando no conforto e na segurança dos pacientes que realizam tratamentos e procedimentos em outros municípios, a Secretaria da Saúde realizou ontem (27), a compra de cinco novos veículos.

De acordo com o responsável pela pasta, Sergio Aragon, foram adquiridos três novos carros Sedan 1.6, além de um micro-ônibus com capacidade para 24 passageiros e acessibilidade e uma ambulância completa. A Secretaria ainda aguarda por mais duas camionetas, que devem ser adquiridas até o mês de março.

“É mais qualidade, segurança e conforto para nossos pacientes que precisam de uma atenção ainda mais especial nestes momentos”, destacou Aragon. 

 

Por: Assessoria de Comunicação 

A Prefeitura Municipal encerra 2018 com um investimento de R$ 700 mil em transporte de pacientes da Secretaria da Saúde. Pensando no conforto e na segurança dos pacientes que realizam tratamentos e procedimentos em outros municípios, a Secretaria da Saúde realizou ontem (27), a compra de cinco novos veículos.

De acordo com o responsável pela pasta, Sergio Aragon, foram adquiridos três novos carros Sedan 1.6, além de um micro-ônibus com capacidade para 24 passageiros e acessibilidade e uma ambulância completa. A Secretaria ainda aguarda por mais duas camionetas, que devem ser adquiridas até o mês de março.

“É mais qualidade, segurança e conforto para nossos pacientes que precisam de uma atenção ainda mais especial nestes momentos”, destacou Aragon. 

 

Por: Assessoria de Comunicação 

O combate à sonegação de impostos bateu recordes no Rio Grande do Sul ao longo dos últimos quatro anos. No acumulado desde 2015, a constituição de créditos tributários pela Receita Estadual atingiu um total de R$ 10,7 bilhões. O desempenho positivo na identificação dos casos de sonegação repercutiu também em um total 1.105 representações encaminhadas ao Ministério Público, com suspeitas de crimes fiscais envolvendo R$ 2,2 bilhões em ICMS que não foi recolhido.

Combate à sonegação
Combate à sonegação 2014 a 2018 - Foto: Imagem Sefaz

  Fonte: Receita Estadual - Valores atualizados pelo IGP-DI nov/2018

Alguns fatores são apontados pelo subsecretário das Receita Estadual, Mário Luis Wunderlich dos Santos, como determinantes para este crescimento significativo neste período. Um deles está ligado às nomeações por parte da Secretaria da Fazenda de auditores-fiscais e técnicos tributários ocorridas em 2016. “Esses servidores somaram esforços às nossas equipes e já estão amplamente capacitados para executar suas funções, em plena atividade”, afirma.

O uso de novas tecnologias também vem sendo intensificado, sobretudo devido ao investimento na plataforma digital Big Data, adquirida no final de 2015 com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O recurso permite cruzar dados das empresas em busca de indícios de evasão fiscal e vem sendo aprimorado gradualmente, potencializando os resultados das auditorias e o fechamento do cerco aos devedores.

Além disso, os programas de autorregularização para os contribuintes, as operações ostensivas de fiscalização, as parcerias com outros órgãos públicos, a revisão dos processos de trabalho e a facilitação do cumprimento das obrigações tributárias pelos contribuintes também estão no rol das iniciativas de sucesso.

Texto: Pepo Kerschner
Edição: Léa Aragón/ Secom

O Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense segue na busca pela formação plena dos seus atletas nas categorias de base. Com o término do ano, também fecha o ciclo de estudos dos garotos nas redes municipal e estadual de ensino escolar. O Tricolor investe forte no conceito “atleta-cidadão”, tratando com a mesma ênfase a qualidade do jovem tanto dentro quanto fora de campo.

Com o final do ano letivo de 2018, o Grêmio comemora o excelente desempenho de seus jovens atletas que conseguiram, com muito esforço, dedicação e comprometimento, conciliar a rotina de treinos e jogos com sua vida escolar.

A pedagoga do núcleo psicossocial na base gremista, Gheisa Neves, acredita na importância do incentivo aos estudos dos jovens atletas.  “As Escolas auxiliam muito no processo ensino-aprendizagem dos jogadores. São importantes parceiras, pois entendem que a rotina, na maioria das vezes, se torna cansativa para os meninos. Neste ano, os atletas da rede municipal do sétimo ao nono ano foram contemplados com aulas de reforço de Língua Portuguesa e Matemática, sendo ofertadas no turno da noite. Foi uma ação positiva, que contribuiu para a elevação do índice de aprovação. Foram dois meses e meio de muito estudo e dedicação, proporcionando mais segurança e conhecimento para os atletas atingirem o objetivo principal da aprovação”, valorizou.

Ao todo o Clube tem 130 atletas estudando nas escolas parceiras em Eldorado do Sul, distribuídos em três instituições. Do sexto ao oitavo ano, o ensino fica por conta da Escola Municipal de Ensino Fundamental David Riegel Neto. A Escola Municipal Professora Luiza Maria Binfaré, nova parceira em 2018, recebeu os alunos do nono ano. No ensino médio, a Escola Estadual de Ensino Médio Eldorado do Sul teve um total de 50 meninos matriculados.

O Grêmio ainda conta com o Colégio Unificado em Porto Alegre, contemplando atletas do EJA, do Ensino Fundamental e Médio e também com a Universidade La Salle, em Canoas.

Além dos atletas que moram na Residência Esportiva, alguns dos meninos que moram em Porto Alegre também estudam em Eldorado do Sul, para facilitar a logística. “Os atletas treinam pela manhã e estudam no turno da tarde. Assim a logística ficou melhor definida. Eles chegam do trabalho de campo no CFT, almoçam no refeitório da Residência Esportiva, e são transportados para as escolas com nosso monitoramento. O trabalho da pedagogia também é de incentivar os garotos a buscarem os estudos, com a oferta de todo o suporte escolar necessário ”, relatou Gheisa.

Até o momento mais de 80% dos meninos obtiveram a aprovação, porem alguns ainda aguardam seus resultados ou ainda farão provas finais, algo que pode elevar ainda mais este percentual até o fechamento total do ano letivo.

Fotos: Rodrigo Fatturi/Grêmio.

Em 2018, a Arena Condá foi palco de grandes espetáculos do futebol. Nestes, a torcida compareceu em peso e, inclusive, registrou recordes de público. Com a capacidade quase que totalmente ocupada, uma das principais preocupações além das quatro linhas foi manter a ordem e, principalmente, a integridade dos torcedores.

Deste modo, a Comissão de Segurança da Associação Chapecoense de Futebol foi extremamente atuante e precisa. Conforme Adriana Gottardi, Presidente da comissão, apenas um incidente de maior relevância foi registrado e fez o clube sentar no “banco dos réus”. Na partida contra o Cruzeiro - no dia 10 de junho - o árbitro registrou, na súmula, o arremesso de um sachê de ketchup no gramado. O clube, no entanto, através da sua Comissão de Segurança, agiu a fim de identificar o autor do fato e foi absolvido do pagamento de multa e da perda de mando de campo.

Para o próximo ano, a expectativa é de que os imprevistos sejam anulados. A estratégia para atingir o objetivo é estreitar o relacionamento entre a Comissão e a torcida - principalmente as organizadas. “A Comissão de Segurança tem como seu principal objetivo prevenir incidentes e, para isso, muitas ações são tomadas antes da realização dos jogos. Dentre as principais, posso citar a aproximação dos torcedores com a comissão, o que possibilita a troca de ideias. Também foi de suma importância a alteração da forma de estacionamento no entorno do estádio. De início, isso causou alguns aborrecimentos, mas tudo foi pensado para maior segurança do torcedor” afirmou Adriana.

A segurança privada, contratada pela Associação Chapecoense de Futebol através de edital de chamamento, também é determinante para a proteção dos torcedores. Isso porque a empresa dispõe de mais de 20 câmeras na Arena Condá e um controle rígido no videomonitoramento, o que possibilita que todas as pessoas que acessarem o estádio sejam identificadas. Além disso, há um efetivo - que fica entre 60 e 130 profissionais, dependendo da necessidade do evento - que atua na revista rigorosa no acesso do público na Arena Condá. Os profissionais possuem treinamento específico para grandes eventos.

Por fim, Adriana ressaltou a importância da colaboração de todos e, principalmente, da compreensão de que Chapecó é tido como um povo ordeiro e que isso deve ser mantido. Para a Presidente, números positivos na segurança em dias de jogos refletem no crescimento da instituição.

Fonte: https://chapecoense.com

Termina em 31 de dezembro o prazo para registro no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), obrigatório para idosos acima de 65 anos de idade e pessoas com deficiência que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC). Beneficiários que não renovarem seu registro até a data poderão ter o pagamento suspenso até regularização, que poderá ser feita conforme calendário estabelecido pelo governo federal, com regras que variam conforme o dia do aniversário do titular.

O benefício, no valor de um salário mínimo (R$ 954), é concedido a idosos acima de 65 anos de idade e pessoas com deficiência com renda familiar de até R$ 238,50.

Para se inscrever, os beneficiários do BPC devem procurar os Centros de Referência de Assistência Social (Cras) ou a Secretaria de Assistência Social do município onde residem, apresentando o Cadastro de Pessoa Física (CPF), Registro Geral (RG) e um comprovante de residência. A inscrição também pode ser feita pelo responsável familiar, contanto que leve os documentos de todas as pessoas que moram com o beneficiário.

Caso não se inscreva no CadÚnico até o final deste ano, para evitar a suspensão do pagamento, o beneficiário deverá colocar sua situação em dia até o final do prazo do lote ao qual está vinculado. Nascidos nos primeiros três meses do ano, por exemplo, têm até 31 de março de 2019 para regularizar sua situação. Caso contrário, o benefício poderá ser interrompido a partir de abril.

O benefício poderá ser reativado assim que a inscrição for identificada, quando receberá o valor referente ao período de suspensão, de modo retroativo. Segundo portaria do Ministério do Desenvolvimento Social, beneficiários não inscritos no CadÚnico serão notificados sobre os prazos que devem seguir, através de comunicado emitido pela rede bancária ou por carta encaminhada pelos Correios, com aviso de recebimento (AR).

Para se inscrever, os beneficiários devem procurar os Centros de Referência de Assistência Social
Para se inscrever, os beneficiários devem procurar os Centros de Referência de Assistência Social - Arquivo/Cadastro Único

Por meio dos canais de atendimento do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), como o telefone 135, o beneficiário poderá informar a realização de sua inscrição no CadÚnico ou o motivo pelo qual está impossibilitado de se inscrever. 

Aqueles que não realizarem a inscrição no CadÚnico dentro do prazo estabelecido e não entrarem em contato com o INSS em até 30 dias após a data do bloqueio do benefício, terão que entrar com recurso nos canais de atendimento do INSS, para que o benefício não seja definitivamente cortado.

Além do valor em dinheiro viabilizado pelo BPC, outra vantagem trazida pelo CadÚnico é a possibilidade de adesão a outros programas sociais, como a Tarifa Social de Energia Elétrica e o Minha Casa, Minha Vida.

Edição: Valéria Aguiar
 

DÊ SUA OPINIÃO SOBRE A QUALIDADE DO CONTEÚDO QUE VOCÊ ACESSOU.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
 
Marcelo Camargo/Agência Brasil
Por Letycia Bond - Repórter da Agência Brasil

Ao rezar a Missa do Galo, na Basílica de São Pedro, no Vaticano, o papa Francisco condenou a ganância e o acúmulo de bens. Ele ressaltou que o nascimento de Jesus Cristo leva à reflexão sobre um novo modelo de vida baseado no compartilhamento, na doação e, sobretudo, no fim da ganância.

Segundo o pontífice, o homem "se tornou ganancioso e voraz". De acordo com ele, muitos acreditam que o sentido da vida se sustenta em acumular bens. "É o momento decisivo para mudar o curso da história", advertiu o papa.

O papa Francisco fez um chamamento para cada um mude a história por meio de si mesmo. “Mude a história a partir de cada um de nós”, disse. “O centro da vida não é mais o meu eu faminto e egoísta, mas aquele que nasce e vive por amor."

De acordo com o pontífice, todos devem se perguntar sobre seu modo de vida e o que transformar para melhor. "[Será que] eu realmente preciso de muitas coisas, receitas complicadas para viver? "Posso fazer sem muitos contornos supérfluos, para escolher uma vida mais simples?", sugeriu.

O papa Francisco ressaltou ainda que Cristo “não gosta” de preguiçosos nem sedentários. “O Senhor ama ser esperado e não pode ser esperado no sofá, dormindo. De fato, os pastores se movem: eles foram sem demora.”

*Com informações da rádio Vaticano.

Edição: Talita Cavalcante
Max Rossi/Reuters/ Direitos reservados

Entre os dias 14 de janeiro e 1º de fevereiro, o Sesc Santana do Livramento (Rua Brigadeiro David Canabarro, 650) realiza a edição de verão do Projeto Brincando nas Férias Sesc. A ação é direcionada a crianças entre 3 e 12 anos, divididas nas turmas A (de 3 a 6 anos) e turma B (de 7 a 12 anos). São 40 vagas disponíveis, 20 para cada turma. As inscrições estão abertas e são limitadas. Os valores variam entre R$ 150 e R$ 180 para quem for participar das três semanas. Os valores por semana variam entre R$ 50 e R$ 60. Quem possui o Cartão Sesc/Senac tem taxas diferenciadas. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (55) 3242-3210, no site www.sesc-rs.com.br/santana_do_livramento e na página www.facebook.com/sescsantanadolivramento.
O objetivo do projeto é auxiliar as crianças que estejam de férias a aproveitarem melhor o tempo livre em atividades recreativas e que incentivem o desenvolvimento de hábitos saudáveis e estimulem a integração social. Entre as atividades estão: brincadeiras de roda, jogos pedagógicos, oficina de culinária, recreação na área verde, oficina de música, gincana, oficina de arte, oficina de recorte, oficina de reciclagem, atividades recreativas, oficina de artesanato, contação de histórias, circuito de atividades motoras, oficina de dança e Cine Sesc.
Sobre o Sesc/RS – Com sete décadas de atuação no Brasil e no Rio Grande do Sul, a Instituição pertencente ao Sistema Fecomércio-RS realiza ações em 100% dos municípios gaúchos, promovendo o bem-estar social de trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e de toda a comunidade. O propósito do Sesc/RS é o de cuidar, emocionar e fazer pessoas felizes, e todas as 497 cidades gaúchas recebem atividades sistemáticas em áreas como a saúde, esporte, lazer, cultura, cidadania, turismo e educação. Atualmente, a estrutura da Instituição conta com 43 Unidades Operacionais Sesc e 21 Unidades Sesc/Senac. Saiba mais em www.sesc-rs.com.br.

Projeto Brincando nas Férias de Verão Sesc – Santana do Livramento
Idades: 3 a 12 anos

Data das atividades: de 14 de janeiro a 1º de fevereiro de 2019 (3 semanas)
Local: Sesc Santana do Livramento (Rua Brigadeiro David Canabarro, 650)
Horário: 14h às 18h

Inscrições abertas no Sesc

Valores para todas as 3 semanas: Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac R$ 150; Empresários com Cartão Sesc/Senac R$ 165; e Público em geral R$ 180
Valores por semana: Categoria Comércio e Serviços do Cartão Sesc/Senac R$ 50; Empresários com Cartão Sesc/Senac R$ 55; e Público em geral R$ 60

Carolina Lewis
Usina de Notícias

Um novo relatório do Rabobank indicou que existem vários fatores que estão desafiando o atual modelo de merchandising de grãos. De acordo com os especialistas do banco, as empresas tradicionais de grãos terão que se transformar rapidamente se quiserem ter sucesso nesse ramo de negócio. 

O relatório, “Armazenamento de grãos nos EUA e desafios para o tradicional merchandising de grãos”, diz que não são apenas padrões de armazenamento na fazenda e marketing de produtores que desafiam a viabilidade de longo prazo do modelo de merchandising existente. Essas razões são frequentemente dadas como explicação por grandes e pequenas empresas de grãos para ganhos relativamente pequenos. 

Stephen Nicholson, analista sênior de grãos e oleaginosas do Rabobank, disse no relatório que a situação é muito mais complexa. “Contribuir para um aperto nas margens também é a concentração de ativos de origem de grãos e capacidade de armazenamento nas principais empresas de grãos, maior competição por grãos no país de muitos usuários finais, atores do setor com diferentes objetivos e modelos de negócios, maior competição por negócios de exportação e jogadores mais ágeis”, escreveu.  

Um número menor de produtores está controlando uma grande quantidade de grãos. Como tal, eles controlam a produção, a logística e o armazenamento e tornam-se um vendedor viável para processadores e instalações de exportação. "Em outras palavras, eles se tornam um concorrente direto", disse o relatório. 

Ao mesmo tempo, grandes empresas de grãos controlam uma parcela maior dos ativos de origem de grãos. No entanto, eles ainda estão enfrentando desafios de lucratividade e existe uma maior competição com processadores, exportadores, grande operação pecuária e terminais de exportação competindo por grãos.

Por: AGROLINK -Leonardo Gottems

Página 8 de 318
Topo