Gisnei

Gisnei

SINOPSE E DETALHES 

Quatro década depois de ter escapado do ataque de Michael Myers em uma noite de Halloween, Laurie Strode (Jamie Lee Curtis) terá que confrontar o assassino mascarado pela última vez. Ela foi perseguida pela memória de ter sua vida por um triz, mas dessa vez, quando Myers retorna para a cidade de Haddonfield, ela está preparada.

Classificação indicativa: a definir por http://www.culturadigital.br/classind.
Distribuidor UNIVERSAL PICTURES
Ano de produção 2018
Tipo de filme longa-metragem
Curiosidades 4 curiosidades
Data de lançamento 25 de outubro de 2018 (1h 49min)
Direção: David Gordon Green
Gêneros TerrorSuspense
Nacionalidade EUA

Hope Anderson está numa encruzilhada. Aos 36 anos, ela namora o mesmo homem há seis, sem perspectiva de casamento. Quando seu pai é diagnosticado com ELA, Hope resolve passar uma semana na casa de praia da família, na Carolina do Norte, para pensar nas difíceis decisões que precisa tomar em relação ao próprio futuro.

Tru Walls nasceu numa família rica no Zimbábue. Nunca esteve nos Estados Unidos, até receber uma carta de um homem que diz ser seu pai biológico, convidando-o a encontrá-lo numa casa de praia na Carolina do Norte. Intrigado ele aceita e faz a viagem.

Quando os dois estranhos se cruzam na praia, nasce entre eles uma ligação eletrizante e imediata. Nos dias que se seguem, os sentimentos que desenvolvem um pelo outro os obrigam a fazer escolhas que colocam à prova suas lealdades e reais chances de felicidade.

O novo romance de Nicholas Sparks, na tradição de Diário de uma Paixão e Noites de Tormenta, aborda as muitas facetas do amor, os arrependimentos e a esperança que nunca morre, trazendo à tona a pergunta: por quanto tempo um sonho consegue sobreviver?

Ficção / Literatura Estrangeira / Romance

Ano: 2018 / Páginas: 288
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Pesquisadores japoneses modificaram genes de galinhas poedeiras para que seus ovos contenham medicamentos para tratar doenças, incluindo o câncer. De acordo com os cientistas, essa é uma tentativa para reduzir o custo dos tratamentos contra as principais doenças. 

O intuito dos cientistas é chegar ao ponto de conseguir produzir ovos com uma proteína que é usada atualmente para tratar doenças comuns e perigosas para a saúde humana, como esclerose múltipla e todo os tipos de hepatite. Segundo eles, o trabalho ainda está no início e não se pode tirar nenhuma conclusão precipitada sobre o real impacto que isso terá para o corpo humano.  

No entanto, o fato que os pesquisadores tratam como certo é a baixa considerável que deverá ser notada nos preços dos remédios que tratam essas doenças. De acordo com as informações divulgadas no relatório da pesquisa, o preço das drogas, que atualmente chegam a 100 mil ienes (cerca de US $ 888) por alguns microgramas, terá uma queda considerável.  

O projeto começou quando pesquisadores do Instituto Nacional de Ciência Industrial e Tecnológica Avançada (AIST) da região de Kansai lançaram o processo através da introdução de genes que produzem interferon beta em células precursoras de espermatozoides de galo. Essas células são usadas para fertilizar óvulos com a ideia de que as galinhas que nascem têm seus genes modificados com essa particularidade.  

No momento, os cientistas têm três galinhas com a característica, botando ovos quase diariamente. A equipe de pesquisadores estima que o preço de um tratamento pode cair em 10% do seu valor atual.

Fonte: https://www.agrolink.com.br

Nesta segunda-feira, a direção gremista foi recepcionada pelos altos representantes do River Plate no estádio Monumental de Nuñez, para o tradicional almoço entre os membros dos clubes na Libertadores.

O Grêmio foi representado pelo presidente Romildo Bolzan, os vice-presidentes Adalberto Preis, Cláudio Oderich e Paulo Luz, alem do chefe de gabinete da presidência Marco Bobsin.

Pelo clube argentino estavam presentes Rodolfo D'Onofrio (presidente), Jorge Brito (vice-presidente), Ignacio Villarroel (secretário), Santiago Poblet (relações públicas), Adrián Varela (relações internacionais), Darío Santilli (secretário) e Ignacio Amui (tesoureiro).

Os dirigentes do Tricolor foram conduzidos para uma visita ao museu dos Millonarios e efetuaram a troca tradicional de camisas dos dois clubes.

Foto: River Plate/divulgação.

Fonte: www.gremio.net

Mais de 1,1 milhão de participantes consultaram o local de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), de acordo com o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). O cartão de confirmação do exame está disponível desde as 10h da manhã de hoje (22).

Os mais de 5,5 milhões de candidatos podem acessar o cartão de confirmação do exame na Página do Participante ou pelo aplicativo do Enem 2018, disponível para download na App Store e na Google Play.

O cartão de confirmação informa o número de inscrição; o local de prova, com endereço e número da sala; as datas e os horários do Enem; a opção de língua estrangeira escolhida e os atendimentos específicos e/ou especializados, e recursos de acessibilidade, caso tenham sido solicitados e aprovados. Para acessar o documento, basta informar o CPF e a senha cadastrada na inscrição. Para quem esqueceu a senha, o Inep disponibiliza um passo a passo para recuperação.

O Inep orienta os estudantes a acessarem o cartão de confirmação com antecedência e fazerem o trajeto até o local do exame antes do dia da prova, para verificar a distância, o tempo gasto e a melhor forma de chegar, evitando atrasos no dia da aplicação.

Segundo a autarquia, não é obrigatório levar o cartão de confirmação impresso no dia das provas. Para fazer o Enem é preciso levar documento oficial com foto e caneta esferográfica de tubo transparente.

Enem

Nos dias 4 e 11 de novembro, 5,5 milhões de estudantes em todo o país farão o Enem em mais de 1,7 mil municípios. No primeiro dia do exame (4/11), serão aplicadas as provas de linguagem, ciências humanas e redação. A aplicação terá 5h30 de duração. No segundo dia (11/11), haverá provas de ciências da natureza e matemática. Os estudantes terão cinco horas para resolver as questões.

O primeiro dia de prova coincide com o início do horário de verão. A aplicação do exame segue o horário de Brasília. Os portões sempre abrem às 12h e fecham às 13h. A prova começa às 13h30.

Por Mariana Tokarnia - Repórter da Agência Brasil

Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil/Agência Bras

A Associação dos Servidores da Secretaria da Educação e Cultura (Assec), promoveu no domingo (21) uma festa-homenagem aos profissionais da educação pública do Rio Grande do Sul. O encontro, ocorrido no Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa, premiou oito profissionais destaques da educação em 2018.

Além da secretária adjunta da Educação, Iara Wortmann, e da professora Iula Santanna, do Conselho Estadual de Educação (CEEd), foram homenageados representantes de seis escolas estaduais. São eles: Sônia Fabiana Dullius, da Escola Ponche Verde; Márcia Rejane Silveira, da Escola Vicente da Fontoura; Cláudia Magnus Fialho, da Escola para Surdos Professora Lilian Mazeron; Zelina Brando de Assis, da Escola Nossa Senhora da Conceição; Noeli Santos da Rosa, da Escola Rafael Pinto Bandeira; e Robson dos Santos, da Escola Nísia Floresta.

Para o presidente da Assec, João Batista Bonotto Neto, a 18ª edição do evento valoriza o desempenho dos profissionais. "Esta é uma grande oportunidade de celebrar o Dia dos Professores e fazer o reconhecimento do trabalho realizado por todos eles nas comunidades escolares", ressalta.

"Para nós, professores e demais profissionais da educação, é um orgulho e uma honra muito grande receber esta homenagem. Este é um prêmio que existe há 18 anos para enaltecer a educação do nosso Estado", acrescentou Iara Wortmann.

Atrações

O encontro contou ainda com apresentações das cantoras Angela Diel, Elisa Meneghetti e das bandas Companhia Oito Tempos, de dança de salão, e Declassic, que interpretou músicas nacionais e internacionais conhecidas do grande público.

Texto: Diego da Costa/Seduc


Edição: Gonçalo Valduga/Secom 

Foto: Diego da Costa/Seduc

 

Até o dia 05 de novembro é possível inscrever crianças entre 3 anos e 5 anos e 11 meses para vagas de turno integral, relativas ao ano letivo de 2019, nas Escolas Sesc de Educação Infantil – Sesquinho de19 municípios gaúchos. Com vagas gratuitas, por meio do Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG) e também na modalidade pagante, a escola oferece três refeições diárias, material escolar e uniforme, além de contar com ótimos instrutores pedagógicos e espaço escolar. Os regulamentos e formatos de inscrição de cada modalidade estão disponíveis em www.sesc-rs.com.br/educacao/educacao-infantil. As bolsas gratuitas são oferecidas por meio do Programa de Comprometimento e Gratuidade (PCG), e direcionadas a famílias que possuem renda mensal de até três salários mínimos nacionais.

O trabalho da Escola Sesc de Educação Infantil – Sesquinho, desenvolvido no RS há 20 anos, busca desenvolver a curiosidade, a criatividade, o senso crítico, a autonomia e as vivências em grupo. Por meio do Sesquinho, o Sistema Fecomércio-RS/Sesc oferece toda a infraestrutura para fazer a criança sujeito ativo de seu processo de conhecimento. Atualmente, o Rio Grande do Sul contam com 19 unidades do Sesquinho, distribuídas em Alegrete, Bagé, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Camaquã, Carazinho, Chuí, Ijuí, Lajeado, Novo Hamburgo, Porto Alegre (bairro Navegantes), Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, Santa Rosa, Santana do Livramento, Santo Ângelo, Tramandaí e Viamão. As Escolas possuem a Certificação de Qualidade NBR ISO 9001:2008.

 

Inscrições Escola Sesc de Educação Infantil – Sesquinho

Data: até 05 de novembro

Inscrições e informações: Unidade do Sesc local ou em www.sesc-rs.com.br/educacao/educacao-infantil.

Cidades: Alegrete, Bagé, Cachoeira do Sul, Cachoeirinha, Camaquã, Carazinho, Chuí, Ijuí, Lajeado, Novo Hamburgo, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Maria, Santa Rosa, Santa Cruz do Sul, Santana do Livramento, Santo Ângelo, Tramandaí e Viamão

Carolina Lewis
Usina de Notícias
Assessoria de Imprensa Sesc/RS

As eleições presidenciais de 2018 inauguraram uma nova maneira de se fazer campanha no Brasil, conforme os especialistas ouvidos pela Agência Brasil. O horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão perdeu a atenção quase exclusiva dos eleitores, que também não seguem mais seus candidatos em carreatas ou passeios públicos - mas em espaços virtuais fidelizados como os perfis dos políticos nas redes sociais.

“É quase uma não campanha”, considera o cientista político Malco Camargos, professor da PUC Minas. “O elemento novo são as redes sociais”, assinala a diretora-executiva do Ibope, Marcia Cavallari. “É um fenômeno novo, ainda em teste”, opina Beatriz Martins, autora do livro Autoria em Rede: os novos processos autorais através das redes eletrônicas.

Com essas mudanças, o debate público ficou esvaziado. Em vez da discussão de propostas sobre geração de emprego, atendimento à saúde, qualidade do ensino, transporte ou segurança pública, eleitores usam seu tempo compartilhando memes com supostos atributos do seu candidato ou com defeitos do oponente.

“As mensagens correm em grupos fechados, dentro das bolhas. Esse ambiente não se caracteriza como espaço público. Não há oportunidade de contraditório”, descreve Beatriz Martins. Nem sempre os conteúdos repassados são comprovados.

Familiares, amigos e colegas de trabalho se tornaram cabos eleitorais engajados, compartilhando inúmeras mensagens por dia, por vezes falsas, como atesta avaliaçãode 347 grupos de WhatsApp feita pelos professores Pablo Ortellado (USP), Fabrício Benvenuto (UFMG) e a Agência Lupa de checagem de fatos. O estudo mostra que entre as imagens mais compartilhadas apenas 8% podem ser classificadas como verdadeiras.

Violência simbólica

Para Fábio Gouveia, coordenador do Laboratório de Estudos sobre Imagem e Cibercultura da UFES, “consolidou-se uma tendência que já estava em curso antes da eleição: violência simbólica, desconstrução de imagem e desinformação”.

O especialista avalia que a maneira como são usadas as novas mídias afeta a credibilidade dos meios tradicionais. “Há uma cruzada que põe em xeque a legitimidade da imprensa”. Segundo ele, é preocupante o comportamento social disseminado entre eleitores de dizer que “a mídia mente” quando confrontados com notícia apurada contra o seu candidato.

Gouveia alerta que a desqualificação constante do trabalho da imprensa e a dificuldade de perceber quando a notícia é falsa ou verdadeira são prejudiciais à democracia. “Independentemente de quem vença em 28 de outubro, esse estrago está feito”, registra.

Esvaziamento dos jornais e importância da TV

“É preciso ensinar as pessoas a lidarem com tanta informação. Saber o que é confiável e o que não é”, pondera Beatriz Martins. Ela, que é jornalista, aponta o “esvaziamento dos jornais” que “perderam peso” com a demissão de jornalistas e diminuição de redações.

Para o filósofo Nélio Silva, mestrando na UFScar, o baixo índice de leitura dos brasileiros é um problema que agrava a circulação de notícias falsas. Por causa disso, segundo ele, a televisão ainda é importante e debates entre os candidatos à Presidência poderiam fazer os eleitores conhecerem melhor as propostas de Jair Bolsonaro (PSL) e de Fernando Haddad (PT).

Para Marcia Cavallari, do Ibope, a televisão teve papel fundamental na campanha. Ela lembra que muitas imagens compartilhadas por WhatsApp, Facebook, Twitter ou Instagram foram replicadas de entrevistas e debates ocorridos nas emissoras de TV. “Uma coisa alimenta a outra”, avalia. O cientista político Malco Camargos concorda e lembra que a TV foi central na cobertura do atentado a faca sofrido por Bolsonaro em Juiz de Fora, no mês de agosto.

Por Gilberto Costa - Repórter da Agência Brasil

Fonte: 

Sem tempo a perder, o técnico Claudinei Oliveira desembarcou, no início da tarde desta quarta-feira (17), em Chapecó. Após pousar na capital do oeste, o novo comandante da equipe alviverde seguiu diretamente para o Centro de Treinamentos da Água Amarela. No local, a sua primeira atitude foi reunir o grupo de atletas para uma conversa, onde se apresentou e falou, com otimismo e confiança, sobre o compromisso que assumem a partir de agora.

Após a troca de ideia com os jogadores, Claudinei deu início ao primeiro treino. As atividades foram marcadas por trabalhos em campo reduzido e simulação de situações de jogo nos setores ofensivo e defensivo.

Nesta quinta-feira, a Chapecoense volta aos trabalhos com foco total na preparação para partida decisiva do próximo domingo (21), contra o Cruzeiro, no Independência.

Fonte: https://chapecoense.com

A força-tarefa do Programa Compensa-RS, que promove a compensação de débitos inscritos em dívida ativa com precatórios vencidos do Estado do Rio Grande do Sul, suas autarquias e fundações, já recebeu 384 pedidos*, que englobam aproximadamente 3.000 precatórios e 1.500 execuções fiscais. O prazo para adesão com a redução de juros vai até o dia 31 de outubro, para créditos tributários relacionados com o ICM e o ICMS, declarados ou não em guia informativa, inscritos em dívida ativa até 25 de março de 2015. 

Também são passíveis de compensação as dívidas não tributárias, desde que também inscritas em dívida ativa, as quais não fazem jus ao referido desconto nos juros.

O valor total dos precatórios envolvidos nos pedidos até o momento realizados é de R$ 1,4 bilhão, sendo que as dívidas alcançam a importância de R$ 1,5 bilhão. O montante da entrada, já quitada, superou a quantia de R$ 128 milhões. Já os pedidos homologados pela Procuradoria-Geral do Estado, até o momento, importarão na baixa de R$ 94 milhões devidos a título de precatório e R$ 70 milhões da dívida ativa.

Diversos outros pedidos de compensação já foram objeto de análise e aguardam o transcurso do prazo de intimação para que as empresas complementem a documentação necessária à homologação de seu pedido. 

O Programa Compensa/RS prossegue, sem os descontos nos juros, até o prazo final instituído pela Emenda Constitucional nº 99/2017, qual seja, 31 de dezembro de 2024.

Os pedidos de adesão podem ser feitos nos sites da Procuradoria-Geral do Estado e da Secretaria da Fazenda.

* Levantamento feito em 11 de outubro.

Texto: Ascom PGE
Edição: André Malinoski/Secom

Página 10 de 308
Topo