Gisnei

Gisnei

Em uma sociedade que associa sucesso com felicidade, a ideia de fracasso é vista como algo ruim, mas através dele podemos aprender muitas coisas, como por exemplo que não somos bons em tudo, conhecer nossos limites, batalhar por aquilo que desejamos e aprender com os erros.

Infelizmente, o fenômeno das redes sociais aumentou muito a associação de sucesso com felicidade, que temos que ser perfeitos e felizes o tempo todo e que o fracasso é para os perdedores que ficarão sempre na margem da sociedade. Temos uma cobrança muito grande pelo sucesso, por ser top e estar no topo para ser admirado e seguido por milhares de pessoas. Fracassar é arriscar cair no esquecimento, ser julgado, condenado e excluído por essas mesmas milhares de pessoas.

Ou seja, a perfeição e o acerto te levam ao céu e o fracasso pode te levar ao inferno. Por isso, vemos também aumentarem significativamente os casos de síndrome do pânico, depressão e crise de ansiedade causados justamente pelo medo de errar e não se destacar no grupo. Nesse dinâmica de sociedade, o erro é cada vez menos permitido.

Essas consequências são mais graves de acordo com o grau de dificuldade em lidar com nossas questões pessoais, já que errar, perder ou fracassar nos leva automaticamente a entrar em contato com o nosso interior, onde moram o sentimento de baixa autoestima, pouco valor e incapacidade. Em casos mais sérios, a pessoa pode até questionar a importância da sua existência, a sua contribuição para o mundo e tentar suicídio por achar que a sua vida não faz diferença no mundo.

 

A beleza do fracasso

Erros fazem parte do processo de aprendizagem e só fracassa quem tenta, mas infelizmente estamos nos cobrando por um nível de perfeição muitas vezes impossível de alcançar.

É importante sabermos lidar com o fracasso porque a vida é imprevisível e não temos controle sobre ela, sempre vão existir situações que fogem do nosso controle e devemos lidar com elas com calma, maturidade e sem a preocupação de como será o final.

A maturidade virá dos aprendizados que tirarmos de todas as situações vividas, principalmente as ruins. Fracassar nos ensina a refletir antes de agir, fazer escolhas, olhar para dentro, seguir a intuição e conhecer o fundo do poço para dar mais valor quando tudo der certo ou estiver tudo bem.

Se olharmos com um olhar positivo para o fracasso e também para todos os erros, perdas e decepções que passamos, podemos extrair deles boas lições e aprendizados que se transformarão em alguns passos dados em direção ao crescimento, evolução e maturidade.

Psicologia - CRP 102952/SP

Fonte: www.minhavida.com.br

Os segurados da Previdência que recebem acima do salário mínimo terão seus benefícios reajustados em 3,43%, conforme o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O índice foi oficializado por meio de portaria do Ministério da Economia, publicada hoje (16), no Diário Oficial da União (DOU). O reajuste é retroativo a 1º de janeiro de 2019.

O teto dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passa a ser de R$ 5.839,45 (antes era de R$ 5.645,80). As faixas de contribuição ao INSS (Instituto do Seguro Social) dos trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas.

O INSS informou que as alíquotas são de 8% para aqueles que ganham até R$ 1.751,81; de 9% para quem ganha entre R$ 1.751,82 e R$ 2.919,72; e de 11% para os que ganham entre R$ 2.919,73 e R$ 5.839,45. Essas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas apenas em fevereiro, uma vez que, em janeiro, os segurados pagam a contribuição referente ao mês anterior.

Valores definidos

O piso previdenciário, valor mínimo dos benefícios do INSS (aposentadoria, auxílio-doença, pensão por morte) e das aposentadorias dos aeronautas, será de R$ 998,00. O piso é igual ao novo salário mínimo nacional, fixado em R$ 998 por mês em 2019.

Para aqueles que recebem a pensão especial devida às vítimas da síndrome da talidomida, o valor sobe para R$ 1.125,17, a partir de 1º de janeiro de 2019.

No auxílio-reclusão, benefício pago a dependentes de segurados presos em regime fechado ou semiaberto, o salário de contribuição terá como limite R$ 1.364,43.

O Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social - destinado a idosos e a pessoas com deficiência em situação de extrema pobreza -, a renda mensal vitalícia e as pensões especiais para dependentes das vítimas de hemodiálise da cidade de Caruaru (PE) também sobem para R$ 998,00. Já o benefício pago a seringueiros e a seus dependentes, com base na Lei nº 7.986/89, passa a valer R$ 1.996,00.

A cota do salário-família passa a ser de R$ 46,54 para o segurado com remuneração mensal não superior a R$ 907,77, e de R$ 32,80 para quem tem remuneração mensal superior a R$ 907,77 e inferior ou igual a R$ 1.364,43.

Fator de reajuste dos benefícios concedidos de acordo com as respectivas datas de início, aplicável a partir de janeiro de 2019.

Fator de reajuste dos benefícios concedidos de acordo com as respectivas datas de início, aplicável a partir de janeiro de 2019

DATA DE INÍCIO DO BENEFÍCIO

REAJUSTE (%)

Até janeiro/2018

3,43

em fevereiro/2018

3,20

em março/2018

3,01

em abril/2018

2,94

em maio/2018

2,72

em junho/2018

2,28

em julho/2018

0,84

em agosto/2018

0,59

em setembro/2018

0,59

em outubro/2018

0,29

em novembro/2018

0,00

em dezembro/2018

0,14

Fonte: Secretaria de Previdência
Edição: Kleber Sampaio

O Grêmio anuncia a sua torcida que Klauss Lopes Câmara é o novo Gerente Executivo de Futebol do Clube. Com 13 anos de experiência no cenário nacional, ele chega do Sport Clube do Recife, onde trabalhou em 2018.

Ex-atleta de futebol, Klauss Câmara começou sua carreira de gestor como Supervisor de Futebol do Figueirense, exercendo depois o cargo de Coordenador de Divisões de Base no Athlético-PR, Fluminense e Cruzeiro. No clube mineiro também foi Diretor de Futebol de Base e Diretor Executivo de Futebol, tendo vencido a Copa do Brasil em 2017.

Graduado em Educação Física e Gestão Esportiva, Klauss Câmara tem especialização em Gestão e Marketing Esportivo e é membro da ABEX (Associação Brasileira dos Executivos de Futebol).

Fonte: https://gremio.net

As férias chegaram! Mas, em tempos de celulares com um milhão de jogos e aplicativos interessantes, falta às crianças um contato saudável com brincadeiras em ambientes offine e que demandem atividades físicas. Em especial nas grandes cidades, as crianças acabam tendo pouco contato com essas experiências ao ar livre.

Está comprovada cientificamente a importância do contato com a natureza para o desenvolvimento e saúde dos pequenos. É comum os mais velhos contarem que “em suas épocas” é que ser criança era divertido, ou que foram crianças mais ativas.

Isso porque antigamente havia menos opções prontas de entretenimento, e isso nos coloca diante de um dos primeiros aspectos da importância do contato da criança com um ambiente externo. Estar rodeado pelo verde, em um quintal, um jardim ou um parque, estimula os sentidos e a criatividade da criança. A diversão que eles tinham no passado estava nessa criatividade, que era tão divertida.

Ao ar livre, a criança é obrigada a abandonar soluções de diversão prontas e se reinventar com poucos recursos. O Health Education Reserach de 2008, chegou a mostrar que nas escolas com áreas verdes, as crianças brincam de forma mais criativa e cooperativa, estimuladas por esses ambientes. Além disso, o instinto explorador que ajuda no aprendizado e naquela curiosidade saudável também ganha espaço em um ambiente natural e “selvagem”.

Aproveitar a época para levar crianças a parques, além de um bem individual, também auxilia na socialização, criando laços que hoje parecem tão frágeis e feitos apenas em mídias sociais. A atividade física também se intensifica, pois com amigos é possível buscar brincadeiras de grupo, correr, se exercitar, praticar um esporte. A saúde da criança agradece a esses estímulos de desenvolvimento muscular, sinestesia e equilíbrio. Além disso, alergias e outras doenças são melhor controladas, pois se respira melhor e a circulação é ativada de forma saudável.

A psique também ganha com a atividade, já que o ambiente natural proporciona uma tranquilidade que ajuda no combate ao estresse infantil, que infelizmente vem se intensificam com a hiperestimulação. Outro aspecto importante da saúde é apontado no Journal of Attention Disorders de 2008, que explica que o contato com a natureza reduz significativamente os sintomas de TDA (Transtorno de Defcit de Atenção) e Hiperatividade.

Por fim, também é possível notar o crescimento e desenvolvimento de valores ligados ao meio ambiente. Uma criança que tem espaço para viver na natureza, consegue se importar com ela, se preocupar em cuidar dela, e compreender seus benefícios individuais e coletivos. Assim, aproveitar as férias para deixar a criança ser saudável e se desenvolver é algo que melhora a vida de todos, já que cria uma geração mais saudável mental e fisicamente.

Para mais conteúdos do blog da Regatec visite: http://www.regatec.com.br/2018/blog/

Sobre a Regatec: http://www.regatec.com.br/

A Regatec é uma empresa especializada em irrigação para paisagismo e campos esportivos. É a primeira empresa brasileira a se especializar em irrigação e automação por controle central, assim como foi a primeira distribuidora da marca Rain Bird, pioneira em irrigação de estágios, campos de futebol. Dispõe de know-how próprio, que faz adequação da cultura e dos produtos nacionais aos rígidos critérios internacionais para a total eficiência na irrigação.

Informações para a imprensa:

InformaMídia Comunicação

Welton Ramos

Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

(11) 2834 9295 / (11) 98760 7396

Foto:EBC

A segunda-feira colorada foi de dois turnos de trabalho no CT. O grupo de jogadores iniciou a semana de treinos visando à estreia que acontecerá no domingo (20/1), às 19h, diante do São Luiz, em Ijuí. A pré-temporada Laghetto chegou ao 12º dia de atividades e seguirá até o fim de semana. A comissão técnica aproveita para colocar a equipe na ponta dos cascos técnica, tática e fisicamente para o longo da temporada.

O primeiro treinamento do dia foi no gramado. O técnico Odair Hellmann comandou uma atividade com bola, priorizando a posse de bola, transição e finalizações dos atletas. Já no período da tarde, a academia foi o local do treino. Sob orientação da preparação física, o grupo de jogadores fechou a segunda-feira. 

Agora, o Colorado volta a treinar na manhã desta terça-feira (15/1), dando sequência à pré-temporada. Após o treinamento, o técnico Odair Hellmann concederá sua primeira entrevista coletiva em 2019. 

 

Uma parceria entre o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e o Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) vai oferecer US$ 100 milhões (mais de R$ 370 milhões) de financiamento aos municípios. Os recursos serão utilizados por cidades do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná  para investir em projetos de turismo, saúde e mercado de trabalho por meio do Programa de Promoção do Desenvolvimento Local da Região Sul (Desenvolve Sul).

O assunto foi tratado nesta segunda-feira (14) em reunião do secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo (SDET), Dirceu Franciscon, com representantes do BID e BRDE. Conforme o diretor Financeiro e de Planejamento do BRDE, Luiz Noronha, a expectativa é que o dinheiro esteja disponível dentro de um ano, tanto para os municípios quanto para os projetos de parcerias público-privadas. 

O especialista da Unidade de Mercado de Trabalho e Segurança Social do BID, Túlio Cravo, afirmou que a instituição possui nota AAA nas agências de classificação de risco, o que possibilita o acesso e repasse de recursos com juros de marcado mais baixos. Segundo ele, os financiamentos terão prazo de pagamento de 20 anos, com 5 anos de carência. A contrapartida será de 20% do valor do projeto.

Para Franciscon, a intenção do governo Eduardo Leite é retomar o processo de desenvolvimento do estado. Em cerca de 60 dias, as propostas de adaptação do projeto feitas pelos representantes estaduais devem ser entregues. "É de extrema importância a iniciativa e vai possibilitar a pequenos municípios gaúchos, com menos de 100 mil habitantes, o acesso mais fácil a recursos internacionais", ressaltou.

Texto: Ascom SDET
Edição: Gonçalo Valduga/Secom

O governador Eduardo Leite participou, na manhã desta segunda-feira (14), da abertura da 46ª edição da Feira Internacional de Calçados, Artefatos de Couro e Acessórios de Moda (Couromoda), que se estende até o dia 17 deste mês no Expo Center Norte, em São Paulo. Primeiro evento calçadista no ano, a Couromoda conta com mais de 2 mil marcas de calçados, bolsas e acessórios e deve receber mais de 30 mil compradores profissionais, dos quais em torno de 2 mil deles estrangeiros, representando mais de 50 países.

Origem de 43% dos expositores da feira, o Rio Grande do Sul lidera o ranking de exportações de calçados em relação ao volume de receita entre os estados e é o segundo maior produtor nacional, com 2,3 mil indústrias e 93 mil empregos diretos (um terço do país).

Na solenidade, Leite destacou o tripé no qual pretende focar durante seu mandato - desburocratização, redução dos custos logísticos e redução dos custos tributários - para reativar o crescimento econômico do Estado e, assim, retomar os tempos áureos do setor calçadista, que já chegou a empregar mais de 150 mil trabalhadores.

"Este setor está pronto para voltar a crescer, porque tem capacidade instalada, tecnologia avançada e habilidade empreendedora. Queremos criar um Estado acolhedor e que estimule os negócios da área calçadista", acrescentou o governador.

Após a abertura oficial, Leite visitou o estande coletivo do RS, que nesta edição comemora 20 anos consecutivos de feira e concentra 30 fabricantes de calçados e bolsas. O espaço, viabilizado por meio da parceria entre governo do Estado, via Secretaria do Desenvolvimento Econômico do Rio Grande do Sul, ACINH e Sebrae RS, e conta com apoio das prefeituras de Novo Hamburgo, Campo Bom e Sapiranga, apresenta os principais destaques de coleções desenvolvidas, com qualidade, em solo gaúcho.

Na última edição da Couromoda, as empresas que participaram do estande coletivo comercializaram mais de 207 mil pares de calçados ou artefatos. Os 1,2 mil negócios alinhavados em quatro dias de feira totalizaram R$ 9,5 milhões.

Participaram da cerimônia de abertura o presidente da feira, Francisco Santos; o governador de São Paulo, João Doria; os deputados gaúchos Lucas Redecker e Marcel van Hattem; a prefeita de Novo Hamburgo, Fátima Daudt; e os prefeitos de Campo Bom, Luciano Orsi, e de Teutônia, Jonatan Brönstrup, além do presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Calçados (Abicalçados), Heitor Klein, do presidente da Associação Comercial, Industrial e de Serviços de Novo Hamburgo, Campo Bom e Estância Velha (ACINH), Marcelo Lauxen Kehl, e do diretor de Relações Institucionais da entidade, Marco Aurélio Kirsch, entre outras autoridades e empresários.

SERVIÇO

Pauta: 46ª Feira Internacional de Calçados, Artefatos de Couro e Acessórios de Moda (Couromoda)

Quando: de segunda (14) a quinta-feira (17)

Onde: Expo Center Norte (Rua José Bernardo Pinto, 333 - Vila Guilherme - São Paulo)

Expositores: lançamentos de mais de mil marcas

Compradores nacionais: 27 estados

Compradores internacionais em 2018: 50 países

Produtos apresentados: calçados, tênis, artigos esportivos, artefatos de couro, confecções, acessórios de moda, produtos para equipar lojas, couros, componentes e tecnologia para calçados.

Mais informaçõescouromoda.com

Texto: Secom
Edição: Léa Aragón/ Secom Foto: Gustavo Mansur

Os produtores rurais do município têm até o dia 15 de março para participar do Censo ICMS 2019, apresentando seus talões em aberto e com notas emitidas em 2018, no setor de ICMS, localizado na Prefeitura Municipal, das 7h30 às 13h30. O não comparecimento do produtor ao setor poderá acarretar em multa ou numa possível baixa da Inscrição Estadual.

Assessoria de Comunicação

Está em andamento o processo de Alistamento Militar Online no Exército Brasileiro. Até o dia 30 de junho, jovens do sexo masculino, nascidos no ano 2001 devem realizar o alistamento através do site www.alistamento.eb.mil.br.

A Junta Militar do Município está a disposição para esclarecimentos e alistamentos presenciais, com atendimento das 8h às 13h, no Palácio Moyses Vianna (prédio da Prefeitura), com acesso pela Rua Duque de Caxias. Informações pelo (55) 9.96132656, com José Antonio Serrate, coordenador da Junta Militar.

Foto: Assessoria de Comunicação Social || Fonte: Assessoria de Comunicação Social

O calendário de pagamento do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre (Seguro DPVAT) já está disponível para proprietários de veículos de todo o país no site da Seguradora Líder, no qual o boleto pode ser gerado. 

A Líder é responsável pela administração desse seguro obrigatório, que deve ser pago uma vez por ano para obtenção do licenciamento do veículo. Se não pagar, o proprietário perde o direito ao seguro em caso de acidente, se for o condutor do veículo no momento da ocorrência, mas os demais envolvidos permanecem cobertos.

O prêmio deve ser quitado junto ao vencimento da cota única ou da primeira parcela do Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), nos bancos Bradesco, Caixa, Santander, Itaú e Banco do Brasil.

O pagamento segue o calendário do IPVA de cada estado. No caso do Rio de Janeiro, por exemplo, o prazo para pagar o IPVA vence no próximo dia 21 para veículos de placa final 0, informou a assessoria de imprensa da Líder. A seguradora esclareceu que, no caso de veículos isentos do IPVA, o pagamento do DPVAT deve ser feito durante o emplacamento ou licenciamento anual. A forma de pagamento varia de estado para estado.

Deságio

De acordo com resolução do Conselho Nacional de Seguros Privados, em dezembro do ano passado, foi aprovada redução média de 63,3% no valor do DPVAT para 2019. O valor da redução dpende do tipo de veículo. Automóveis particulares e táxis, por exemplo, terão o DPVAT reduzido em 71%. A tarifa será de R$ 16,21 para automóveis particulares.

Para motocicletas, responsáveis pela maioria dos acidentes de trânsito atendidos pelo Seguro DPVAT, o valor do prêmio chega a R$ 84,58.

Da mesma forma que ocorreu no ano passado, o Seguro DPVAT não poderá ser parcelado para nenhuma categoria de motoristas. Os valores são válidos para todo o país. Dúvidas podem ser esclarecidas na Central de Atendimento da Seguradora Líder no número 4020 1596 (regiões metropolitanas) ou 0800 022 12 04 (outras regiões). O Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) pode ser acessado no número 0800 022 8189, 24 horas por dia.

Cobertura

O Seguro DPVAT cobre qualquer cidadão acidentado no Brasil, seja motorista, passageiro ou pedestre. São oferecidos três tipos de cobertura: morte (R$ 13.500), invalidez permanente (até R$ 13.500) e reembolso de despesas médicas e hospitalares da rede privada de saúde (até R$ 2.700). A proteção é assegurada por um período de até três anos.

Do total de recursos arrecadados pelo Seguro DPVAT, 50% são destinados à União, dos quais 45% vão para o Sistema Único de Saúde (SUS), visando ao custeio da assistência médico-hospitalar às vítimas de acidentes de trânsito; e 5% vão para o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), para investimento em programas de educação e prevenção de acidentes de trânsito. Os 50% restantes são reservados para despesas, reservas e pagamento de indenizações.

Edição: Nádia Franco
Por Alana Gandra - Repórter da Agência Brasil
Página 1 de 314
Topo