Decreto antecipa 13ª salário para aposentados e portadores de necessidades especiais

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que antecipa o pagamento do 13ª salário para aposentados portadores de necessidades especiais. De acordo com o Ministério da Economia, o objetivo da medida é incrementar a renda dos beneficiários, que têm sofrido perdas financeiras por causa da crise econômica. O economista Willian Bahgdassariam afirma que a decisão vai gerar impactos econômicos positivos em curto prazo. “É uma boa no ponto de vista econômico, porque você traz uma liquidez para a economia e as pessoas vão gastar uma parte disso e vai ajudar a reaquecer a economia”, argumenta. O pagamento será feito em duas parcelas. A primeira delas será depositada na conta dos aposentados ainda este mês de maio e a segunda em junho. A expectativa do Governo Federal é injetar mais de R$ 50 bilhões na economia do país. Apesar da economia responder rapidamente, os beneficiários têm de prestar atenção nos gastos. “O aposentado que recebeu esse dinheiro tem que lembrar que não é um dinheiro a mais é só uma antecipação. Então, se ele pegou esse dinheiro achando que vai ter outra parte, não vai. Ele vai gastar agora e mais para frente não vai receber a parcela na data em que receberia”, explica. Com a antecipação do 13ª salário, o governo espera retomar o crescimento econômico, já que com o dinheiro os beneficiários vão poder movimentar a economia com o pagamento de contas atrasadas e compras em comércios. A Secretaria de Governo ainda confirmou que a medida não terá impacto nos cofres públicos, já que o dinheiro gasto agora já estava previsto no orçamento deste ano.  Quem esperava receber o benefício somente no fim do ano, ficou satisfeito em contar com um dinheirinho a mais. “É uma boa notícia, gostei da notícia, achei ótima. Vou usar para pagar contas e dívidas”, comemora o aposentado Rubens Porto.  Por outro lado, saber que não vai receber 13ª no fim do ano não deixa Maria do Socorro Carvalho preocupada. “Tá bom, porque nessa pandemia, pobreza e necessidade que a gente tá, tá bom vir agora. Quem sabe no fim do ano as coisas não estão bem melhores?”, pondera a aposentada. O decreto foi publicado no Diário Oficial de quarta-feira (05) e já está em vigor.

Por Luis Ricardo Machado

Rede de Notícias Regional /Brasília

Crédito da foto: Divulgação

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies