Cães de quais raças podem viver em apartamento?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Conheça as principais características das raças que são indicadas para morar em locais pequenos

A falta de espaço pode ser um problema, mas muitas pessoas que moram em apartamentos não abrem mão de ter um cãozinho em sua residência. Esse companheiro ajuda a tornar o lar mais feliz e melhorar o ânimo de todos os seus residentes, mesmo que você tenha o trabalho de tirar pulgas de cachorros com frequência.

No entanto, não é qualquer raça que é indicada para morar nesse tipo de local. Existem algumas que se adaptam melhor ao ambiente de espaço limitado. Abaixo, conheça parte das raças que vivem bem em apartamentos.

Buldogue inglês

Um companheiro de porte pequeno e pelagem curta, o buldogue inglês é uma das melhores opções para se ter em um apartamento. De temperamento tranquilo, ele é bastante afetuoso e tem facilidade em conviver com crianças, o que é vantajoso para muitas famílias.

Como seus pelos são curtos, não há a necessidade de tosá-lo. O único ponto negativo é que essa raça tem predisposição a apresentar problemas respiratórios e oculares em decorrência do formato do seu crânio. Assim, é necessário levá-lo ao veterinário frequentemente para checar a sua condição física.

Shih-tzu

Outra opção de raça de porte pequeno é o Shih-tzu. Ele chega a no máximo 30 cm de comprimento e é perfeito para ambientes menores. Cães da raça costumam latir muito pouco, o que é um sossego não apenas para os donos, mas também para os vizinhos.

Dóceis, eles lidam bem com a ausência de companhia e não destroem os objetos da sua casa. A atenção especial fica em relação aos seus pelos longos, uma vez que ela embola com facilidade. Isso exige que você tose o animal frequentemente para não prejudicar o dia a dia do animal.

Spitz Alemão

Uma raça peluda mas que não precisa de tosas frequentes, o Spitz Alemão faz sucesso entre a garotada. Esse cachorro é agitado e inteligente e costuma latir com frequência, sendo recomendado adestramento para evitar maiores incômodos.

O treinamento do cachorro ainda é importante por um outro fator: ele apresenta um perfil possessivo. Isso faz com que eles sejam fiéis aos donos mas, por outro lado, sejam muitos ciumentos e de socialização mais difícil com desconhecidos.

Yorkshire Terrier

Um cachorro bastante inteligente e que precisa de pouco espaço, o Yorkshire Terrier é outra opção pequena e ideal para apartamentos. Com um tamanho médio de 20 cm, eles não precisam de longas caminhadas para se manterem saudáveis, o que é um bom aspecto para quem não dispõe de muito tempo para passear com o animal.

Os principais cuidados envolvendo a raça são a necessidade de banhos semanais e atenção aos pelos. Eles precisam de escovação frequente e tosas semanais para não se embaraçarem.

Jack Russel

Se você procura um cachorro animado, o Jack Russel é a raça que irá atendê-lo. Não se engane pelo tamanho pequeno do animal. Se essa é uma característica que o torna adaptável para morar em apartamentos, ainda é necessário que ele se exercite bastante com atividades externas.

Assim, saia para passear e brincar com ele constantemente. Também atente-se à disciplina dele, uma vez que esse perfil enérgico pode ser sinônimo de destruição se ele não for supervisionado. Ele pode ser teimoso, mas compensa isso com lealdade e inteligência e ao lidar bem com crianças.

Poodle

Mais um animal que se dá bem com crianças e bebês e que chama a atenção por ser bastante fofinho é o Poodle. Eles são inteligentes e seu tamanho varia entre 28 cm (do tipo toy) e 25 cm (do tipo micro toy).

Além da atenção com os pelos, que são abundantes, o dono também precisa saber lidar com a teimosia do cachorro. Ele late com frequência, portanto, treiná-lo para controlar isso também é uma forma de conseguir mais sossego para a sua residência.

Importância dos exercícios

Para finalizar, uma dica importante para preservar a saúde do seu companheiro. Mesmo no caso do Yorkshire Terrier, é fundamental que o dono sempre leve o seu cachorro para passear e praticar exercícios em ambientes externos, regularmente. Essa é uma das principais formas de garantir a saúde do cãozinho e fazê-lo mais feliz, física e mentalmente.

Fonte: Redação

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies