4 formas de evitar a umidade em casa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Excesso de água no ar do ambiente doméstico traz diversos malefícios, saiba como evitá-los e promover a saúde de sua família.

A umidade do ar é um aspecto importante da condição climática de um certo ambiente e nos ajuda a manter a qualidade de nossa respiração. Seu excesso, entretanto, pode ser bastante prejudicial, uma vez que ambientes úmidos são propícios para a proliferação de fungos, bactérias, ácaros e diversos outros microrganismos que podem causar doenças em nós mesmos e em toda a nossa família.

Dessa maneira, evitar o excesso de umidade em casa é uma forma de proteger você e todos que você ama, e existem diversas maneiras de fazer isso, desde o investimento em plantas específicas até a instalação de ar-condicionado. Entenda como fazer isso de maneira efetiva com quatro dicas incríveis.

Invista em plantas que consomem umidade

Ter plantas dentro de casa tem várias vantagens. Além da questão estética, é também uma ótima maneira de estar em contato com a natureza, especialmente para quem mora em grandes centros urbanos.

Algumas espécies de plantas têm vantagens específicas, e é disso que a nossa primeira dica trata. Muitas delas têm uma preferência por ambientes úmidos, e isso pode ser usado ao seu favor, pois essas são espécies que consomem o excesso de umidade do ambiente em que se encontram.

A samambaia de Boston é um bom exemplo disso. Além de deixar o ar menos úmido, ele absorve impurezas, como o xileno e o benzeno. As palmeiras e Hedera Helix, também conhecida como Hera, merecem menção honrosa quando o assunto é reduzir a umidade do ambiente interno de seu lar.

Aposte no ar-condicionado

O ar-condicionado é um item essencial para nos proporcionar conforto térmico tanto em casa como no trabalho, especialmente em regiões muito quentes e países tropicais, como o Brasil. O conforto térmico, vale lembrar, tem influência direta em nossas atividades do dia a dia, desde o sono até a nossa produtividade em atividades laborais.

Além de todas essas vantagens, o ar-condicionado é uma maneira bastante efetiva de reduzir a umidade do ar, além de filtrá-lo e remover impurezas, como as partículas sólidas da poeira e da fumaça. Por remover tanto o excesso de água quanto a sujeira do ar, é também um poderoso antimofo.

Aproveite as horas de sol do dia

A grande maioria das casas e apartamentos construídos hoje em dia já tem, desde seu projeto, um desenho que favorece a entrada de luz natural do dia. Mas, como sabemos, é bastante comum que, por diversas vezes, acabamos passando o dia todo com janelas e cortinas fechadas, especialmente após passar longas horas no mesmo ambiente, como é o caso daqueles que trabalham de home office.

Entre as diversas consequências disso está o potencial de acúmulo de umidade no ambiente interno. Isso porque, mesmo para quem vive em locais secos, muitas de nossas atividades domésticas envolvem vapores de água, tal qual cozinhar ou tomar banho.

Dessa maneira, tome uma decisão consciente de aproveitar as horas de sol do dia em sua rotina. Abra todas as cortinas e prefira modelos de janelas que permitam a entrada de luz em sua casa.

Foco na ventilação

A entrada da luz do sol sem circulação de ar, vale pontuar, pode transformar a sua casa em uma pequena estufa. Por essa razão, apostar nas dinâmicas que favorecem a ventilação é também uma atitude essencial.

A maneira mais prática de fazer isso é abrindo as portas e janelas da sua casa todos os dias, sempre levando em consideração o ambiente em que você vive e a estação do ano.

Em dias muito frios, por exemplo, é comum que deixemos as janelas fechadas para evitar a entrada do ar frio. Nesse caso, é bom abrir as janelas dos cômodos com mais circulação de pessoas no período compreendido entre o fim da manhã e o final da tarde, que é quando as temperaturas estarão um pouco mais elevadas.

Já quem mora em grandes cidades e deixa as janelas fechadas por causa da poluição poderá apostar na abertura nas primeiras horas da manhã e no período da noite, quando a atividade urbana é reduzida.

Fonte: Redação

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies