Vigilância de fronteira e participação do produtor na pauta do II Fórum da Febre Aftosa

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Depois da certificação de Área Livre de Febre Aftosa sem Vacinação, pela OIE, o Rio Grande do Sul prossegue na agenda de divulgar ações e intensificar a vigilância agropecuária, para garantir a manutenção do status sanitário. Por isso, nesta quinta-feira (10), será realizado o II Fórum Estadual de Vigilância para a Febre Aftosa. O evento virtual começa às 14h, nos canais do Youtube e Facebook da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural.

Os temas da programação foram escolhidos entre as principais dúvidas do setor produtivo sobre a nova condição que o Rio Grande do Sul alcançou. “Sempre soubemos que a retirada da vacinação significaria uma substituição de ações. Agora partimos para garantir o apoio do produtor na vigilância do seu rebanho e a notificação de qualquer suspeita”, afirma o presidente do Fundo de Desenvolvimento e Defesa Sanitária Animal do RS, Rogério Kerber, que também falará no evento.

 Os crimes transfronteiriços e a vigilância nas regiões de fronteira também estarão na pauta, com a palestra de especialistas da Brigada Militar, da Polícia Federal e da coordenação do Programa Sentinela. A responsabilidade do produtor será tema de palestra de representante da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil e o papel do Fundesa na Emergência Sanitária será abordado pelo presidente Kerber.

O evento contará com espaços para perguntas e respostas através do chat das redes sociais. Abaixo os links para assistir e a programação.

https://www.facebook.com/123397641078757/posts/4104176079667540/

II FÓRUM ESTADUAL DE VIGILÂNCIA PARA A FEBRE AFTOSA

14h abertura

GERALDO DE MORAES – MINISTÉRIO DA AGRICULTURA

“O Processo de Reconhecimento do RS para Zona Livre de Febre Aftosa sem Vacinação”

14h25 – Painel  Segurança de Fronteira

MAJOR VANESSA PERIPOLLI – BRIGADA MILITAR

“Ações de campo no combate aos crimes transfronteiriços”

DELEGADO ALESSANDRO MACIEL LOPES – POLÍCIA FEDERAL (RS)

“Crime Transfronteiriço e as implicações penais”

MÉD. VET. FRANCISCO LOPES – SEAPDR

“Programa Sentinela”

15h30 – Painel Responsabilidade Compartilhada

MÉD.VET. LILIAN FIGUEIREDO – CONF. DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL (CNA)

“O papel do setor privado na manutenção do status sanitário”

ROGÉRIO KERBER – FUNDESA-RS

“O papel do Fundesa na emergência sanitária”

Fonte: Thais D’Avila 

Jornalista do Fundesa-RS

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies