Turismo terá pacote de investimentos para desenvolvimento do setor

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Ministério do Turismo anunciou um pacote de investimentos para o desenvolvimento
do setor no país. São três ações com foco na captação de investimentos e modernização
de plataformas digitais. As medidas foram anunciadas no Palácio do Planalto, com a
presença do ministro Gilson Machado. Ele anunciou o lançamento do Portal de
Investimentos, que deve atrair empresários do setor. O ministro ainda criticou a atual
burocracia em construções que dependem de licenças ambientais. “Para se ter uma
licença do Iphan, antigamente durava, no mínimo, 45 dias. Hoje conseguimos otimizar
em 30 minutos uma licença digital”, comenta o ministro.O portal apresenta uma série de
informações sobre projetos do setor de turismo. A ideia é mostrar as principais ações
para atrair investidores. A expectativa do Governo Federal é gerar 116 mil empregos em
50 projetos já cadastrados na plataforma. O ministro ainda criticou as regras que as
pessoas precisam cumprir para frequentar pontos turísticos no Brasil. Segundo ele, essas
regras afastam turistas e quem perde é o país. “Eu vou dar um exemplo: Maragogi, praia
belíssima. Um mergulhador, para mergulhar no recife de corais, o órgão ambiental
exige que mergulhe com crachá. Pra que pese, o peixe quer ler o crachá?”, indaga. O
setor de turismo é o mais afetado em toda a pandemia. Isso porque fronteiras e
aeroportos ficaram fechados por meses. Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística (IBGE) apontam que o setor caiu cerca de 36% em 2020. O destaque
negativo ficou para o Rio Grande do Sul, que fechou o ano com queda de 43%. O
presidente Jair Bolsonaro reconheceu que o setor de turismo foi prejudicado pela
pandemia e culpou governadores que defendem o lockdown. Ele ainda exaltou o
trabalho dos ministros e disse que o Brasil só não parou por causa de uma força
conjunta do Governo Federal. “Esse ano vamos crescer mais de 4%. Imagine se não
tivesse a pandemia, seria 7 ou 8 esse ano. Graças ao trabalho e dedicação, fui
privilegiado por escolher meus ministros”, ressalta o presidente.  Além do portal, o
ministério também lançou o sistema de avaliação de impacto ao patrimônio, que deve
prestar contas sobre processos de licenciamento ambiental. Ainda durante a solenidade,
o ministro do Turismo e o presidente Bolsonaro apresentaram, juntos, o Guia Brasileiro

de Sinalização Turística, que foi atualizado com orientações de locais turísticos para
estrangeiros e brasileiros que querem conhecer diversas partes do país.

Por Luis Ricardo Machado
Rede de Notícias Regional /Brasília
Crédito da foto: Marcos Corrêa/Presidência da República

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies