Dados da Operação Ronda Agro V são apresentados durante Seminário

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Dados da Operação Ronda Agro V são apresentados durante Seminário – Operação contou com a participação de servidores do Programa Sentinela da SEAPDR

Os dados da Operação Ronda Agro V, que ocorreu nos Estados de Rondônia e do Acre, foram apresentados nesta quinta-feira (24) durante o Seminário “Importância dos órgãos de segurança, defesa e fiscalização no novo contexto sanitário do Rio Grande do Sul em relação à febre aftosa – zona livre de vacinação”, no auditório do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em Porto Alegre.

A força-tarefa organizada pelo Mapa contou com servidores da Defesa Agropecuária Estadual do Acre, Rondônia, Piauí e do Rio Grande do Sul. Foram cinco servidores do Programa Sentinela da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), escalados para a operação. O Programa Sentinela faz a vigilância nas fronteiras do Estado com Uruguai e Argentina.  

“Os agrocrimes não são só problema de defesa sanitária, são problema de segurança nacional, por isto todos os órgãos precisam estar afinados com intuito único de prevenir a introdução de doenças exóticas no país”, afirmou o chefe da Divisão de Preparo e Resposta da Secretaria de Defesa Agropecuária do Mapa, Marcos Pinheiro de Sá, durante o Seminário, ao parabenizar o trabalho dos servidores que atuam no âmbito do Programa Sentinela da SEAPDR.

Os resultados da Operação

A Operação Ronda Agro V, realizada no período de 14 a 18 de junho, teve o objetivo de coibir as importações, comércio e o trânsito irregular de animais, vegetais, produtos e insumos agropecuários na região.

No total, foram apreendidos nove litros de produtos de uso veterinário proibidos, 763 frascos de produtos veterinários irregulares, 21.065 quilos de produtos para alimentação animal irregulares, 85 litros de defensivos agrícolas contrabandeados, 3.165 litros de defensivos agrícolas irregulares, 20 mil quilos de sementes irregulares, além de 1.360 quilos de produtos de origem animal de risco sanitário (cárneos, lácteos e pescado) e 4.934 quilos de produtos vegetais de risco fitossanitário (grãos, frutas e hortaliças importados ilegalmente).

Ao todo, foram fiscalizadas 38 propriedades rurais, 1.112 veículos em trânsito, 16 embarcações e 17 estabelecimentos de produtos e insumos agropecuários. Foram lavrados 42 autos de infração, com multas que somam mais de R$ 140 mil.

Essa foi a quinta operação do Vigifronteira seguindo as diretrizes do Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF). Por ser na região da faixa de fronteira, que integra a área de segurança nacional (Lei nº 6.634/1979), a operação contou com apoio do Exército Brasileiro, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), do Grupo Especial de Fronteira do Estado do Acre (GEFRON-AC) e do Batalhão de Policiamento de Fronteira do Estado de Rondônia (BPFRON).

INFORMAÇÕES PARA IMPRENSA

Assessoria de Comunicação Social
Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies