Congresso Nacional vota, nesta semana, a Lei de Diretrizes Orçamentárias

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

O Congresso Nacional deve votar, nesta quinta-feira (15), o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2022. A LDO é o que determina as metas e prioridades de gastos do Governo Federal para o ano que vem. A Lei de Diretrizes Orçamentárias prevê um déficit de R$ 170.470 bilhões nas contas públicas para o próximo ano, o equivalente a 1,9% do PIB, que é a soma de toda riqueza produzida no Brasil. Os Estados e o Distrito Federal sofrerão uma queda na receita de R$ 2.600 bilhões. A presidente da Comissão Mista de Orçamento, senadora Rose de Freitas (MDB-ES), informa quais as áreas que precisam ser priorizadas. “São áreas estratégicas, como ciência e tecnologia, agricultura, educação. Elas devem ser priorizadas nessa Casa. Tem que ser objetivo de discussão permanente dentro do planejamento, e não o socorro, que se pede de uma hora para outra. Se não fizer isso, vai fechar tal Ministério. Se não fizer isso, não paga a vacina. Não é o país do improviso que vai ditar o desenvolvimento que esse país precisa retomar”, argumenta a parlamentar. O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), espera que este ano seja diferente de 2020 e que as votações andem normalmente, sem interrupções. “E que tenhamos, agora, o passo a passo diferentemente do que foi no ano de 2020. Que possamos ter a normalidade dos trabalhos para a apreciação do orçamento. E quero aqui me colocar à disposição, aqui como presidente do Senado, para tudo aquilo quanto possível colaborar para o trabalho dessa Comissão”. As comissões permanentes da Câmara dos Deputados e do Senado podem apresentar até três emendas cada, até o meio-dia desta quarta-feira (14).

Por Luis Ricardo Machado

Rede de Notícias Regional /Brasília

Crédito da foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies