Vender o carro para investir o dinheiro gasto com o automóvel: vale a pena?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Parcela considerável da população brasileira tem desejo de vender carro próprio para investir dinheiro; em regiões metropolitanas, aluguel de carros é uma opção

Os brasileiros são apaixonados por carros, e existem pessoas que fazem coleções de automóveis justamente para alimentar essa paixão. Para grande parte da população, porém, ter um carro é uma necessidade. Uma pesquisa da Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores), feita no final de 2019, constatou que 47% da população do Brasil tem um automóvel. O número é surpreendente, principalmente se considerarmos que os carros também causam muitos gastos, devido a problemas com conserto e manutenção, além de possíveis multas. Porém há uma outra questão rondando o desejo dos donos de automóveis: vender o carro para investir em outras coisas.

            Mesmo que quase metade da população brasileira possua um automóvel, 25% disseram que têm vontade de vendê-lo para reduzir os custos ou investir o dinheiro em outras coisas, como na Bolsa de Valores ou em imóveis, por exemplo. Esse é o desejo de 64% das pessoas que pensam em vender o carro próprio. Esses dados são referentes a uma pesquisa realizada pela Turbi, uma startup de aluguel de carros por aplicativo. Segundo o presidente da startup, vender o carro para comprar imóveis ou aplicar o dinheiro é uma maneira de transformar os custos com o automóvel “em um patrimônio real”, considerando o custo e o benefício de possuir um carro.

Mas a primeira coisa que você precisa fazer é avaliar a sua real necessidade de tê-lo, com que frequência você o utiliza para trabalhar, visitar amigos ou fazer coisas do dia a dia, além de ponderar se, no seu caso, o carro por assinatura vale a pena. Dentre as vantagens de se ter um carro alugado, estão a redução de custos com o veículo e a possibilidade de troca de veículo para modelos mais modernos. E nada disso é um mito: trata-se, realmente, de grandes vantagens para quem precisa usar o carro e quer gastar menos.

Em regiões metropolitanas, repletas de cidades grandes, essa é uma possibilidade ainda mais viável, visto que as empresas que oferecem esse tipo de serviço são mais numerosas nessas regiões. Por isso, gastando menos com o seu carro próprio, invista o dinheiro em aplicação na Bolsa de Valores, e, se precisar realmente de um automóvel para trabalhar ou para lazer, o carro por assinatura pode fazer toda a diferença!

(Crédito: iStock)

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies