Desodorante sem alumínio: benefícios e opções para comprar

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Encontrar o desodorante ideal pode ser um desafio para muita gente. Além da adaptação pessoal de cada um e preferência por algumas fragrâncias, certos componentes presentes na formulação dos produtos podem ocasionar uma série de problemas e desconfortos.https://bf6ade28c7ddf878d30dd5d8fda5d40c.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

É o caso do alumínio, que assim como os parabenos, o álcool e o triclosan, pode desencadear reações alérgicas em peles sensíveis. Por isso, apostar em um desodorante sem essa substância pode ser uma solução para evitar situações incômodas.

Neste sentido, várias marcas já estão investindo em fórmulas sem alumínio e há também quem aposte em receitas caseiras para fazer seu próprio desodorante livre da substância. Portanto, tire suas dúvidas sobre esse tipo de produto.

Função do alumínio no desodorante

Durante a transpiração, o corpo humano basicamente expele água e sais minerais (sódio e potássio). Porém, ao entrar em contato com as bactérias presentes nas axilas, o suor pode resultar em mau cheiro. É aí que entram os desodorantes.

“A função do desodorante é reduzir a quantidade de bactérias e a umidade nas axilas. Eles possuem substâncias antissépticas, como o álcool ou triclosan, que vão inibir a proliferação bacteriana e diminuir o cheiro desagradável”, explica a dermatologista Fabiana Seidl.

Por outro lado, de acordo com a médica, os desodorantes denominados antitranspirantes contêm sais de alumínio na sua composição – que funcionam inibindo a eliminação de suor pelas glândulas sudoríparas. Porém, essa substância pode desencadear reações alérgicas em peles sensíveis, resultando em coceira, vermelhidão e até mesmo inchaço das axilas.

Função do alumínio no desodorante

Durante a transpiração, o corpo humano basicamente expele água e sais minerais (sódio e potássio). Porém, ao entrar em contato com as bactérias presentes nas axilas, o suor pode resultar em mau cheiro. É aí que entram os desodorantes.

“A função do desodorante é reduzir a quantidade de bactérias e a umidade nas axilas. Eles possuem substâncias antissépticas, como o álcool ou triclosan, que vão inibir a proliferação bacteriana e diminuir o cheiro desagradável”, explica a dermatologista Fabiana Seidl.

Por outro lado, de acordo com a médica, os desodorantes denominados antitranspirantes contêm sais de alumínio na sua composição – que funcionam inibindo a eliminação de suor pelas glândulas sudoríparas. Porém, essa substância pode desencadear reações alérgicas em peles sensíveis, resultando em coceira, vermelhidão e até mesmo inchaço das axilas.

Fonte: Redação

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies