44ª Expointer vai ter raça de bovinos estreante em feiras no país

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A novidade deste ano no Pavilhão dos Bovinos de Corte na Expointer vai ser os nove exemplares da raça Murray Grey, que participa pela primeira vez da Expointer.

Para o criador e Presidente da Associação Brasileira de Murray Grey e Greyman (ABMGG), Luiz Carlos Ardenghy Sobrinho, da Cabanha Guarita, de Palmeira das Missões, a expectativa para participação na feira é muito grande. “Para nós, a Expointer já está acontecendo. E como a feira é um grande palco de negócios, esperamos vender embriões, sêmen, fechar novas parcerias, concretizar negócios e ir abrindo portas”, destaca.

Luiz Carlos trouxe a raça para o Brasil a partir de um primeiro contato que teve numa feira de Palermo na Argentina em 2013. “Me encantei com a raça e achei que poderia ser uma grande ferramenta para a pecuária brasileira. Na Argentina, ela foi utilizada como melhoradora da carne”, conta ele. Segundo o criador, é a primeira vez que a raça Murray Grey participa de uma exposição no Brasil.

Atualmente, existem criadores de Murray Grey nos estados do Paraná, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Rondônia e Pará, além do Rio Grande do Sul. Ela é uma raça de origem australiana, de porte exuberante e pelagem clara.

FOTO ULTRABLACK – Crédito foto: Eduardo Rocha/Associação Brasileira de Angus

Já a raça Ultrablack está estreando na Expointer com cinco animais de argola. Em 2019, os animais que participaram da feira eram rústicos. Ela é uma raça sintética, obtida por meio de cruzamentos, originária dos Estados Unidos. Sua composição está baseada em 81,25% de genética Angus e 18,75% zebuíno. “Na prática, a Ultrablack®️ constitui uma alternativa para manutenção do grau de sangue Angus, que tem se configurado como ideal para o Brasil, conciliando qualidade de carne, rusticidade e heterose”, afirma Katiulci Santos, Gerente Administrativa e Financeira da Associação Brasileira de Angus.

“A Expointer é a maior vitrine do agronegócio, e para as raças Angus e Ultrablack não é diferente. Este evento é importante para nós porque é o momento em que os produtores podem mostrar, através de seus animais, todo o potencial destas genéticas”, destaca Katiulci.

“A estreia de uma nova raça e o retorno de outras às pistas de Esteio reforça o sentimento de retomada que está no cerne desta Expointer. E demonstra que os produtores e expositores também estão confiantes com o cenário da pecuária gaúcha. É mais uma amostra das qualidades e possibilidades da nossa pecuária”, destaca o Comissário da Feira, médico veterinário Paulo Coelho de Souza.

Na Expointer, estão inscritos 441 bovinos de corte de argola de 17 raças.

FOTO William Ponath/ Cleópatra – fêmea Gir Dupla Aptidão, que estará presente na Expointer

O destaque entre os zebuínos, presentes na feira com 73 animais de argola de seis raças, é o retorno do Gir Dupla Aptidão (carne e leite), que estava ausente desde 2017 da feira.

O criador William Eduardo Ponath, da Cabanha das Hortências, de Gramado, que está trazendo cinco animais para a feira, se apaixonou cedo pela raça. “Tudo começou em 2010, quando eu tinha 14 anos e comprei duas terneiras da raça Gir. De lá para cá, vim aumentando o número de animais e selecionando os melhores. E um dia importante foi o dia 20 de fevereiro de 2020, quando registrei os primeiros animais na ABCZ’, conta William. Hoje, conta com um plantel de 24 animais.

É a primeira vez que William vai participar da Expointer como expositor. “Vou participar da feira para divulgar melhor essa raça e trazê-la de volta para o lugar de onde ela nunca deveria ter saído”, destaca.

 “O Gir dupla aptidão sempre teve participação na Expointer, apesar de ter se ausentado em alguns anos. Nós teremos a participação de um criador de Gramado, novo aqui do Rio Grande do Sul, que vai trazer cinco fêmeas muito bem preparadas. O público vai gostar de ver esta versatilidade do Gir”, destaca Nathã Carvalho, conselheiro técnico da Associação dos Criadores Gaúchos de Zebu (ACGZ) e Diretor de Feiras e Exposições da Federação Brasileira das Associações de Criadores de Animais de Raça (Febrac).

De acordo com Nathã, a maior presença na feira é da raça direcionada à produção de leite. O Gir Leiteiro tem uma participação mais expressiva desde 2010. Neste ano, são 63 animais inscritos na Expointer.

FOTO Divulgação/Associação dos Criadores Gaúchos de Zebu(ACGZ)

Já o criador da raça bovina de corte Maine Anjou, que estaria voltando ao Parque de Exposições depois de seis anos, com dois exemplares, teve dificuldades e não vai mais participar da feira, apesar de ter realizado a inscrição.

A Expointer tem 2.825 animais de argola inscritos, de 89 raças, entre ovinos, bovinos de corte, bovinos mistos, zebuínos, bubalinos, bovinos de leite, equinos, caprinos e pequenos animais.

FOTO  Gustavo Rafael/Assoc. Bras. Murray Grey e Greyman

Texto: Maria Alice Lussani/Ascom SEAPDR

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies