Sabia que você não pode postar fotos no Instagram destes pontos turísticos?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Quem nunca viajou por aí e viu milhares de pessoas tirando fotografias nos principais pontos turísticos da cidade? Seja para guardar como lembrança da viagem ou até mesmo para postar no Instagram, talvez até mesmo você seja um desses viajantes. No entanto, alguns dos maiores pontos turísticos do planeta não podem aparecer nos posts do Instagram, que atualmente é a maior rede social de fotos. Nesses locais, há leis estritas que proíbem os visitantes de registrar qualquer imagem no local, com o risco de infringir os direitos autorais, como é o caso das luzes noturnas da Torre Eiffel.

            E ao postar uma imagens desses lugares que são proibidos no Instagram, o usuário pode contrariar os Termos de Uso da plataforma, já que o conteúdo postado não conta com uma permissão legal. Entre os locais que não podem aparecer na rede sociais estão o Taj Mahal e Capela Sistina, e até mesmo alguns cassinos de Las Vegas – instalações que não podem ser fotografadas para o Instagram. Então, se você deseja viajar por aí, continue lendo e confira quais são alguns desses lugares famosos e  os motivos por trás da proibição.

            1 – Capela Sistina

Famosa internacionalmente pelas várias pinturas de Michelangelo presentes no local, a Capela Sistina conta com duas das mais icônicas obras primas da renascença: “Criação de Adão” e o “Juízo Final”. O edifício está localizado na cidade-estado do Vaticano, e também é sede do conclave, processo no qual se escolhe o novo Papa.

            Esta antiga igreja foi transformada em museu, e ano após ano atrai milhares de turistas de todo o globo. Porém, é proibido gravar vídeos e tirar fotografias no interior da Capela – além disso, os visitantes devem permanecer em silêncio.

            2 – Cassinos de Las Vegas

Os estabelecimentos de jogatina de Las Vegas são sinônimos de diversão e entretenimento em todo o globo. Sendo que alguns deles serviram de inspiração para as populares plataformas de jogatina presentes na internet, a exemplo dos novos cassinos online, que trouxeram para o Brasil novas opções de sites de jogos, além de uma grande diversidade de promoções.

Alguns cassinos de Las Vegas proíbem que seus visitantes tirem fotografias em suas dependências, e isso se deve às medidas legais de proteção da identidade dos jogadores, que visam proteger a identidade dos clientes que não querem ter sua vida pessoal exposta, assim como a possíveis roubos. Atualmente, essa proibição ocorre em poucos estabelecimentos, contudo, no passado, praticamente todos os cassinos da cidade não permitiam o registro de imagens.

            3 – Taj Mahal

O Taj Mahal é um dos patrimônios históricos de maior relevância do planeta, e também foi eleito patrimônio cultural pela Unesco, sendo declarado como uma das sete maravilhas do mundo moderno. Porém, mesmo com sua fama e as diversas imagens que circulam na internet, é muito raro conseguir encontrar algum registro que demonstre o interior do mausoléu. Os visitantes do suntuoso palácio, que fica localizado na Índia, têm que seguir várias regras para poderem adentrar ao local, como não tirar fotos e sempre manter os celulares desligados. E se alguém quiser fazer algum registro da visita, somente fotos do exterior do edifício são permitidas.

            4 – Torre Eiffel

Sem dúvidas este é um dos pontos turísticos mais famosos do planeta, sendo o principal cartão postal da França. E tirar fotos do monumento impressionante é bastante comum entre as pessoas que visitam Paris. Contudo, não é permitido tirar fotos do monumento iluminado, a não ser que você possua uma permissão escrita. Tal medida se dá porque a iluminação é protegida por direitos autorais, e os registros feitos da Torre Eiffel à noite só podem ser usados para fins pessoais.

            5 – Grand Canyon

Localizado no estado do Arizona, Estados Unidos, o Grand Canyon é um dos principais pontos de visitação do país. O grande desfiladeiro recebe cerca de 4 milhões de turistas anualmente. No local há um deck, onde através de uma ponte de vidro os visitantes podem contemplar a paisagem formada por diversas camadas de rocha vermelha. E nessa região os turistas não podem levar câmeras, assim como devem utilizar sapatos especiais para não danificar o piso de vidro.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies