Quais problemas a falta de higiene bucal pode causar na sua saúde?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A preocupação com a saúde bucal tem crescido exponencialmente nos últimos anos. E ainda que a estética seja um dos principais focos dessa atenção, a falta de higiene bucal também é uma prioridade que precisa ser lidada com seriedade.

Isso porque, além de interferir na aparência do sorriso, causando o escurecimento dos dentes e deixando o esmalte com um aspecto mais envelhecido ou estragado, a negligência com a limpeza oral, é capaz de causar problemas severos à saúde dentária e a todo o organismo.

Afinal, como a boca é um local muito quente, úmido e rico em alimentos, diversos microrganismos encontram nestas estruturas um ambiente perfeito para proliferação e formação de colônias.

Assim, sem um cuidado adequado com a higienização, essas formações são capazes de provocar infecções bacterianas que danificam os dentes, os ossos, os tecidos moles e ainda são aptos a se espalhar pela corrente sanguínea provocando doenças sistêmicas, como:

  • Endocardite bacteriana;
  • Pneumonias recorrentes;
  • Artrite reumática;
  • Diabetes;
  • Impotência, entre outros.

A falta de cuidado com a limpeza oral também é capaz de interferir nos procedimentos odontológicos e até no aparelho de porcelana preço, pois além de tornar toda a região mais sensível, os sintomas recorrentes das doenças bucais podem dificultar muito a ação dos médicos.

Principais consequências da falta de higiene bucal

A falta da higienização bucal faz com que os microrganismos, que normalmente são benéficos para a digestão e para a proteção contra agentes patológicos externos, se desenvolvam em excesso, quebrando o equilíbrio da microbiota oral.

Desta forma, as bactérias são capazes de construir um biofilme biológico ao redor dos dentes, que utiliza os resquícios de alimentos como forma de produzir ácidos e de calcificar essas estruturas, originando o tártaro.

Esses ácidos, por sua vez, são extremamente danosos aos tecidos bucais, podendo causar:

  1. Cáries

As cáries – que podem ser formadas, inclusive, abaixo das facetas laminadas e da lente de contato dental – são resultado da erosão contínua do esmalte dentário, provocado pela redução do pH salivar.

Essa condição, ainda que muito simples de evitar e resolver, é ainda muito comum entre os brasileiros e se não cuidada adequadamente pode vir a causar o edentulismo – perda total do dente –.

  1. Gengivite

Além da erosão dos tecidos dentais, o aumento da acidez bucal é responsável pela irritação e inflamação das gengivas, que faz com que a região fique avermelhada, sensível, inchada e dolorida.

Em conjunto com os sangramentos e desconfortos na hora da higienização e alimentação, essa condição – que é bastante comum em pacientes que utilizam o aparelho de porcelana e não realizam o uso correto do fio dental – pode evoluir para casos muito mais sérios, como o visto a seguir.

  1. Periodontite

A doença periodontal acontece quando a inflamação leve do tecido gengival não é devidamente cuidada. Desta forma, as bactérias passam a infeccionar a região mais interna, afetando também os nervos, a raiz dos dentes e os ossos de sustentação dental.

Essa doença é uma das principais responsáveis pela perda dental, mas também por espalhar as bactérias orais pelo resto do organismo através das inúmeras veias que compõem a região.

Assim, o paciente fica suscetível ao desenvolvimento das doenças sistêmicas descritas previamente.  

  1. Halitose

Ainda que seja mais desconfortável do que ameaçadora, a halitose é uma realidade para muitos pacientes – inclusive aqueles que utilizam o aparelho dental invisível e não cumprem uma higienização satisfatória.

E o mau hálito pode ter um impacto importante na autoestima dos pacientes e nos relacionamento interpessoais, sejam eles amorosos ou profissionais.

  1. Câncer oral

Estudos recentes têm sugerido que o câncer de boca também pode estar relacionado com os problemas com a limpeza bucal.

Isso porque, as lesões causadas na região – por traumas, defeitos em acessórios ortodônticos ou condições como aftas – se tornam mais sujeitas a infecções.

Assim, acredita-se que essas lesões podem acabar provocando uma divisão descontrolada das células locais, formando tumores cancerígenos que devem ser investigados e tratados o quanto antes para que não se espalhem para o resto do corpo.

Como manter a saúde oral sempre em dia

Além da rotina básica de limpeza diária dos dentes e de todos os tecidos bucais, por meio da escovação três vezes ao dia, seguido pelo uso do fio dental e finalizando com um bochecho com enxaguante bucal, é muito importante se atentar com alguns outros cuidados adicionais.

Para manter uma boca saudável é preciso controlar a ingestão de açúcares e carboidratos – que também são consideradas outras formas de açúcar –, manter a hidratação constante, evitar bebidas ácidas e aprimorar as técnicas de higienização individual dos dentes.

Também é essencial manter-se atento com sangramentos que demoram mais de três dias para cessarem, alteração na coloração dos tecidos orais, surgimento de lesões e dores persistentes.

Esses sinais podem significar a necessidade de uma visita emergencial ao dentista.

Contudo, esse acompanhamento odontológico frequente não deve ser feito apenas em casos de urgência. Além de servirem para sanar dúvidas sobre tratamentos – como o alinhador ortodontico invisivel preço –, essas consultas periódicas servem para a realização da limpeza profissional e para a aplicação do flúor. 

Conteúdo desenvolvido pela equipe do Status Fit Center, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies