Como escolher um apartamento para morar com crianças?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Condomínios com área de lazer são boas opções. Espaço interno e externo, segurança e localização são vantagens. Entenda porquê

Encontrar um bom lugar para morar é um desafio que só quem já passou pela experiência de procurar por um imóvel sabe o quanto pode ser difícil. São muitas variáveis a serem consideradas e, se crianças vão morar em casa ou apartamento financiados, mais ainda, pois isso vários fatores devem ser considerados.

Mesmo que os filhos ainda estejam apenas nos planos, é importante pensar neles, afinal financiar ou comprar um imóvel é um investimento de longo prazo. Considere também se o casal pretende aumentar a família em breve e as mudanças de necessidade à medida que as crianças forem crescendo, por exemplo.

Fizemos uma lista com alguns pontos fundamentais que você precisa avaliar se tem (ou pretende ter) crianças morando em sua casa. Converse com o seu corretor sobre eles!

Localização

A localização é sempre um ponto-chave para qualquer pessoa escolher onde morar, mas ainda mais decisiva se estamos falando de famílias com crianças. Mesmo que você tenha carro para fazer essa logística, isso pode economizar um bom tempo, diariamente.

É bom que o local seja perto de uma boa escola e também de outras atividades complementares que o seu filho frequente, como balé, natação, curso de idiomas, etc.

Também é legal que a nova casa de vocês fique perto de um parque ou praça com playground onde vocês possam passear rotineiramente. Essa dica é ainda mais importante caso o seu condomínio não tenha área de lazer, mas, ainda que tenha, sair um pouco é sempre bom para os pequenos.

Morar perto da sua rede de apoio (parentes e amigos) também é uma ótima ideia, pois facilita a logística quando tiver alguma emergência e precisar deixar as crianças com alguém. Se são pais separados que compartilham a guarda, leve isso em consideração.

Área de lazer

Condomínios com área de lazer são legais para todo mundo, ainda mais para quem tem crianças. O principal motivo é que elas têm muita energia e precisam gastar. Piscina, brinquedoteca, playground, sala de jogos, tudo é muito bem-vindo.

Ter área de lazer no próprio condomínio é mais vantajoso ainda se as crianças já forem um pouco maiores e puderem descer sozinhas para brincar, o que garante um momento de paz para os pais. Mas, no caso das pequenas, é possível fazer amizade com o vizinho e revezar na supervisão também.

Espaço

Caso seu orçamento permita morar em uma casa ou apartamento espaçoso, melhor. Mas, ainda que não seja tão espaçoso, é importante que o local tenha uma boa divisão interna, com uma boa área de serviço e um (ou mais) quartos para as crianças. Sacada também é legal, desde que tenha grades ou redes de proteção.

Se existir a possibilidade de um quintalzinho (em alguns apartamentos no térreo pode haver essa opção), vale muito investir neste imóvel. Você pode instalar um balanço, construir uma casa na árvore e até plantar uma pequena horta com as crianças. Tudo isso faz muita diferença na qualidade de vida.

Segurança

Essa é outra preocupação que sempre devemos ter, mas com crianças ainda mais. Morar em um condomínio com porteiro é uma ótima ideia, pois garante que os pequenos terão mais dificuldade de acessar a rua. Um sistema de vigilância, com câmeras, também é um ótimo recurso.

A segurança do próprio bairro é outro ponto a ser analisado. Bairros com rondas noturnas e poucos casos de criminalidade têm sempre preferência.

Isso sem falar na segurança do apartamento. É preciso ter cuidado com tomadas e instalações elétricas nos imóveis mais antigos para evitar acidentes. As janelas e sacadas também merecem atenção, sendo indispensável que tenham grades ou redes de proteção.

Fonte: Redação

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies