Autismo: médicos debatem diagnóstico e características

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Tema estará presente na programação do XIV Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria que ocorre em Gramado a partir do dia 12 de maio

O Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), condição de saúde caracterizada por déficit na comunicação social (socialização e comunicação verbal e não verbal) e comportamento (interesse restrito ou hiperfoco e movimentos repetitivos), é uma das temáticas mais presentes na atualidade. O assunto estará em pauta no XIV Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria com a participação de especialistas no assunto. O talk show, às 15h do dia 13 de maio, vai reunir os médicos Marta Hemb e Renato Santos Coelho que discorrerão sobre as características e desafios no diagnóstico e tratamento. A coordenação será do médico Silvio Baptista.

O Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais DSM-5 rotula estes distúrbios como um espectro justamente por se manifestarem em diferentes níveis de intensidade. Uma pessoa diagnosticada como de grau 1 de suporte apresenta prejuízos leves, que podem não a impedir de estudar, trabalhar e se relacionar. Um indivíduo com grau 2 de suporte tem um menor grau de independência e necessita de algum auxílio para desempenhar funções cotidianas, como tomar banho ou preparar a sua refeição. Já o autista com grau 3 de suporte vai manifestar dificuldades graves e costuma precisar de apoio especializado ao longo da vida.

O congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria será realizado entre os dias 12 e 14 de maio, no Hotel Wish Serrano, em Gramado (RS). As inscrições e a programação completa podem ser conferidas no link www.gauchopediatria.com.br

Redação e coordenação: Marcelo Matusiak

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies