8 maneiras de lidar com o cansaço mental

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

É normal se sentir cansado em diversas situações do dia a dia, seja depois de um expediente corrido no trabalho ou até mesmo por ficar em pé por muitas horas – afinal, o corpo cansa. Mas e quando se trata de um tipo de cansaço que afeta a concentração e a forma como você processa as informações?

cansaço mental, ou estafa mental, impacta na sua capacidade de pensar, resolver problemas ou processar coisas básicas, como as próprias emoções. Isso pode acontecer quando o cérebro recebe muitos estímulos, quando você precisa se concentrar em uma tarefa mentalmente difícil por muito tempo ou quando você está estressado.

“A exaustão mental parece uma mistura de cinismo e vazio, junto com uma dificuldade de se concentrar e até mesmo uma sensação de desesperança”, explica Brenda Oliveira, psicóloga clínica e psicoterapeuta, membro da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo (SBPSP).

Cansaço mental: como identificar?

Sentir-se cansado mentalmente, de forma persistente, pode tornar a vida diária bastante difícil. Conforme esclarece a psicóloga Brenda Oliveira, o cansaço mental está bastante relacionado à rotina e aos hábitos de cada um. Dessa forma, ele pode se manifestar de muitas maneiras diferentes, por meio de:

  • Falta de interesse em atividades diárias
  • Falta de motivação no trabalho e na vida pessoal
  • Sentimento persistente de estar sobrecarregado e estressado
  • Dificuldade de concentração e distração constante
  • Procrastinação
  • Irritabilidade e mau humor
  •  Fadiga
  • Mudanças no padrão de sono
  • Sentimento de desesperança.

“Esses sinais, geralmente, começam a aparecer gradualmente, mas podem ficar mais evidentes durante períodos de estresse extremo, uma vez que seu cérebro passa a trabalhar mais do que o normal”, elucida a especialista.

Como lidar com o cansaço mental?

A maneira correta de contornar os problemas gerados pelo cansaço mental varia de acordo com o motivo da exaustão e da rotina de cada pessoa. O primeiro passo é identificar os sinais da exaustão mental e entender o quanto isso está impactando no dia a dia.

A boa notícia é que existem formas de lidar com o cansaço mental que englobam mudanças simples no estilo de vida. Pensando nisso, separamos algumas atitudes que podem te ajudar a lidar com a exaustão mental:

1. Descarte problemas de saúde

O cansaço e a fadiga podem ser sintomas de diversas doenças. Por isso, definir quais são as causas desse quadro é de extrema importância, a fim de identificar alguma doença, transtorno ou desequilíbrio hormonal.

Passar por uma avaliação médica descarta patologias que podem originar sintomas de cansaço mental. Isso pode ser feito através de um check-up clínico, nutricional e hormonal, por exemplo.

Buscar por um profissional terapeuta ou psiquiatra também pode ser eficaz para descartar doenças mentais, como depressãoansiedade e burnout.

2. Se dê um tempo de descanso

“Quando nos sentimos cansados mentalmente, qualquer estímulo pode ser ainda mais exaustivo, então, fazer uma pausa nas atividades, desligar o celular e as notificações, e reservar alguns momentos para si próprio pode ajudar a recarregar as energias”, sugere Roberto Teixeira, psicólogo com especialização em Psicoterapia de adolescentes e adultos.

Além disso, conforme explica o especialista, reduzir o excesso de estímulos sensoriais, como fugir de ruídos e fazer uma pausa do excesso de luz, também pode ajudar no processo de descanso.

3. Identifique o que te deixa exausto

Uma vez que você sabe o que está te deixando exausto mentalmente, se você puder eliminá-lo da sua vida, é importante que você o faça. Assim, você evita maiores prejuízos futuros.

Se for algo que você se cobra para fazer, pare para pensar se isso realmente vale o esforço que você está colocando ou se precisa ser feito nesse exato momento.

“Agora, se não for possível se livrar completamente do que está te estressando, tente reduzir a quantidade de tempo e energia que você gasta com isso. Busque preencher seu tempo livre com coisas que o fazem feliz”, complementa Brenda Oliveira.

4. Faça pequenas pausas

Faça uma pausa de cinco minutos a cada hora para se afastar da sua mesa de trabalho ou de alguma atividade que você esteja fazendo horas a fio. Seu cérebro, corpo e olhos precisam de algum alívio. Aproveite esse tempo para esticar o corpo, beber uma água e tomar um ar fresco.

5. Entenda seus próprios limites e o quanto você pode fazer

Muitas vezes, queremos abraçar o mundo, dar conta de todas as coisas e fazer tudo ao mesmo tempo. Ainda mais em um mundo repleto de informações e com oportunidades que vem e vão com a mesma rapidez. Contudo, esse pode ser um exercício especialmente exaustivo.

Entender seus próprios limites e aceitar que muitas vezes não será possível fazer tudo que você acha que precisa fazer pode ser imensamente libertador – além, é claro, de te afastar da exaustão mental.

6. Faça algo novo

Experimente fazer algo novo na sua rotina, seja comer algo diferente, ir a um lugar que você nunca visitou ou assistir a algo que nunca se permitiu antes.

Por mais simples que isso possa parecer, experimentar coisas novas pode dar um impulso de energia, te tirar da zona de conforto, te fazer enxergar novas perspectivas e proporcionar novas sensações.

7. Pratique o autocuidado

Nos tempos livres, quando bater aquela vontade de não fazer nada, faça algo por você mesmo. Tome um banho relaxante, faça uma automassagem, pratique meditação ou faça algum exercício físico, como o yoga, por exemplo.

8. Busque terapia

Há fardos que não precisam ser carregados sozinho. Por isso, procurar um profissional de saúde mental, como um terapeuta, pode te ajudar a entender o que você está sentindo e como lidar com esse sentimento. Além disso, um terapeuta pode ajudar a identificar certos padrões de comportamento e promover mudanças positivas no estilo de vida.

Escrito por
Thaynara Moreira
Redação Minha Vida
Estudante de Jornalismo, apaixonada por escrita e leitura.

Fonte: https://www.minhavida.com.br/

Foto: Shyntartanya / Shutterstock

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies