Uma nova fase para a pediatria gaúcha e brasileira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria inicia com debates envolvendo os efeitos da pandemia no atendimento e na saúde da criança e do adolescente

Os efeitos do cenário de pandemia nos últimos anos estão sendo sentidos de forma significativa em vários aspectos que envolvem a saúde das crianças. Questões polêmicas como a diminuição do número de leitos pediátricos e a vacinação foram alguns dos assuntos colocados em pauta durante a abertura do XIV Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria, que teve início nesta quinta-feira (12/05), em Gramado (RS). Serão três dias de palestras no Wish Serrano Hotel, com temas atuais envolvendo a especialidade. 

“Ao mesmo tempo que o cenário da pandemia desestabilizou o atendimento, houve um legado que está sendo o reconhecimento da importância do pediatra. Hospitais fecharam, consultórios foram encerrados e o pediatra ficou distanciado dos postos de saúde. Houve um fechamento significativo de leitos pediátricos que acabaram sendo transformados para atendimento de adultos e que, em muitos casos, ainda não retornaram. As consequências estão sendo percebidas, hoje”, afirmou o presidente da Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS), Sérgio Amantéa.

Para o presidente do Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, Marcos Rovinski, o fenômeno precisaria ter sido previsto pelas autoridades em saúde, o que não foi feito.

“Vimos a antecipação, nos meses de março e abril, de problemas que sempre enfrentávamos nos meses de inverno. A partir do momento em que as crianças retornaram às escolas e tiveram uma volta da socialização isso era esperado. A não programação por parte de autoridades de saúde de algo que estava previsto, sem que medidas fossem adotadas, faz com que estejamos sentindo diretamente na qualidade do atendimento à saúde da população infantil”, alertou.

O presidente do XIV Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria, Leandro Nunes, falou da expectativa para o encontro.

“Trabalhamos para o Congresso assuntos que tocam em todas as áreas de atuação do pediatra, seja na emergência, no consultório, no ambulatório ou hospitalar”, disse.

A programação do primeiro dia contou com a aula de Renato de Ávila Kfouri (SP), que discorreu sobre vacinas e COVID-19.

A miniconferência com o convidado Daniel Garros (Canadá), falou do uso da Cânula Nasal de Alto Fluxo. O painel “Atualização em Guidelines”, trouxe especialistas que falaram sobre temas comuns na pediatria como alergia alimentar, reanimação neonatal, trumatismo cranioencefálico, e sepse neonatal precoce. Por fim a médica Cristina Targa Ferreira falou sobre a Microbiota, as DGBI’s, a Cólica do Lactente e Kollis como Probiótico.

A programação na sexta-feira (13/05) inicia às 8h. O Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria será realizado entre os dias 12 e 14 de maio, no Hotel Wish Serrano, em Gramado (RS). As inscrições e a programação completa podem ser conferidas no link www.gauchopediatria.com.br 

Emoção e homenagens ao pediatra Ricardo Halpern

Falecido em março de 2022, o pediatra Ricardo Halpern, recebeu homenagens carregadas de emoção na abertura do XIV Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria, em Gramado (RS). Abnegado na causa do desenvolvimento infantil, o médico e professor Ricardo Halpern, atuou como presidente do evento até o início deste ano. A Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul, através de seu presidente e membros da diretoria prestou o reconhecimento aos ensinamentos deixados por Halpern.

“Ele já sabia que estava doente, mas quando ainda estava em condições não se negou a ajudar na organização deste Congresso. Sentimos muita saudade”, afirmou o presidente da SPRS, Sérgio Amantéa. 

O pediatra, Renato Santos Coelho, compartilhou um pouco de sua vivência, desde a década de 90.

“Fundamos o Comitê de Desenvolvimento na Pediatria. O poder dele divulgando e fazendo com que o tema entrasse na faculdade foi muito grande e ele levou isso para o Brasil inteiro sendo, ainda, um pioneiro em fazer um ambulatório pelo Sistema Único de Saúde. Ele faz falta e foi uma pessoa que nos ajudou muito. Tenho dito aos pacientes dele que não temos como substituir, mas temos de aproveitar tudo aquilo que ele nos ensinou”, disse.

Quem também manifestou o seu orgulho do colega, foi o pediatra, José Paulo Ferreira.

“Não há palavras que possam definir o quanto ele foi importante para nossa pediatria, na maneira de ver a criança no seu desenvolvimento infantil”, disse.

Em nome dos alunos da pós-gradução da Universidade de Ciências da Saúde de Porto Alegre, manifestou-se a aluna Maria de Fátima Gea.

“Uma das coisas mais importantes que ele nos ensinou foi a ideia de que mais importante do que ter o conhecimento é saber transmiti-lo. Por isso, gostaríamos de deixar registrado nosso muito obrigado a tudo que ele nos proporcionou”, afirmou.

Serviço

Congresso Gaúcho de Atualização em Pediatria
12 a 14 de maio
Hotel Wish Serrano – Gramado (RS)
Realização: Sociedade de Pediatria do Rio Grande do Sul (SPRS)

Redação e coordenação: Marcelo Matusiak

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies