Taxa de churn: entenda o que é e como reduzir a do seu negócio

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Se preocupar com as ações dos seus consumidores é um movimento necessário e que de fato faz com que as empresas realizem seu funcionamento de uma forma eficaz e em busca do sucesso, diante disso alguns termos como a taxa de churn merecem uma atenção.

O churn está associado com as perdas de receitas e clientes da empresa através das suas estratégias, assim estabelecendo esse cenário negativo e impactante nos lucros da empresa.

Além disso, esse movimento se mostra de uma forma negativa e totalmente impactante diante dos passos das empresas, gerando um momento crítico e fazendo com que a empresa tenha essa questão como um alerta constante em sua mente.

Logo, para uma empresa buscar sucesso e se estabelecer diante do mercado, evitar essa alta taxa de churn e criar estratégias para mitigar essa ação é algo essencial e que deve estar em mente desde uma empresa especializada em Cftv, as mais diversas empresas e negócios do mercado.

Afinal, com essa propagação dos recursos online, por exemplo, os modelos de negócios por assinatura e afins, é essencial estar atento ao comportamento do seu público e demonstrar seu negócio como parte fundamental nos lucros e investimentos dos clientes.

Pensando nisso, o texto nos leva justamente ao próximo ponto, evidenciando o conceito dessa taxa de churn e fazendo com que através desse processo se tenham ações precisas para evitar esse movimento.

O que é a taxa de churn?

A taxa de churn de uma forma simples para o entendimento está associada com uma espécie de métrica, onde se tem o número de clientes que cancelam os produtos e serviços da sua empresa em um determinado período de tempo.  

Ao ter esses dados à disposição, as empresas conseguem ter um parâmetro diante das suas estratégias, avaliando os movimentos e entendendo onde de fato estão ocorrendo os erros e onde a empresa precisa evoluir.

Por isso, ter um equilíbrio e conseguir manter essa taxa sob controle é um dos elementos essenciais para o sucesso, rendendo mais lucros e fazendo com que as ações da empresa em relação a essas melhorias venham ser diretas e impactantes.

Um exemplo claro da utilização dessa taxa são em serviços de streaming e em uma consultoria contra incêndio, sendo dois locais em que o público assina ou fecha um contrato para assim ter acesso às informações, conteúdos ou serviços.

Assim, ter sob controle a taxa de churn nesses serviços por assinatura, gera uma gestão mais eficiente e faz com que esse monitoramento aconteça de forma frequente, medindo  os esforços e as ações necessárias para realizar esse controle.

Dessa forma, ao ter essas informações a disposição e entender a importância desse conceito para as empresas, o texto nos conduz ao próximo ponto, evidenciando como realizar esse cálculo e ter um controle diante desse movimento.  

Como calcular o churn rate?

Entender como calcular o churn rate é uma das ações que proporcionam uma maior consciência e fazem com que as empresas tenham uma noção diante do momento em que estão vivendo.

Com isso, deixando claro o quanto a empresa pode estar enfrentando um momento delicado e principalmente fazendo com que se tenha um reparo através desse conhecimento.

O cálculo do churn rate pode ser realizado da seguinte forma, levando em consideração o número dos clientes que cancelaram o serviço  em um período mensal e o número de clientes que estavam em sua empresa no início do mês.

Por exemplo, se uma empresa de levantamento topográfico tinha no início do mês 1000 clientes e no final desse mesmo mês 100 cancelaram, sua taxa de churn seria justamente 10%.

Desse modo, se tem uma média conforme os clientes que cancelam e números que demonstram o momento atual em que a empresa vive.

Logo, ao considerar os números exemplificados é essencial manter a atenção pensando justamente em um possível aumento de 10% a cada mês, assim perdendo metade dos lucros da empresa em apenas 5 meses.

Por isso, realizar esse monitoramento é algo extremamente essencial, estabelecendo esses parâmetros e fazendo com que a empresa trabalhe de uma forma imediata para reverter os números e ter uma gestão através de seus passos.

Manter essa taxa de churn alta é um risco e algo totalmente delicado, gerando possíveis transtornos e fazendo com que a empresa tenha esses empecilhos diante de uma eficácia e na busca por sucesso.

Com isso, a importância de manter esse controle como foi citado no texto é algo primordial, sendo um movimento necessário desde um fornecedor de piso de borracha aos meios mais distintos.

Pensando nessas questões, continue acompanhando o texto e veja como reduzir essa taxa de forma significativa e com um impacto relevante através dessa ação.

Como reduzir a taxa de churn

Diante dessa amplitude de informações, uma das principais dúvidas que surgem é justamente em relação ao controle e em como reduzir de uma forma significativa essa taxa em sua empresa.

Mas fique tranquilo! Pensando nesse processo realizamos uma espécie de treinamento, onde se deve iniciar com o contexto e a consequência dessa ação, para depois entender como reduzi-la.  

Ao pensar nesse momento como um treinamento as empresas devem estar focadas e entender o porquê os clientes costumam abandonar e não levar mais em consideração esse investimento realizado.

Logo, acompanhe alguns tópicos que evidenciam alguns possíveis cenários que levam os clientes a realizar essa ação, proporcionando essa expertise e alerta desde empresas de remediação de áreas contaminadas a uma empresa de materiais esportivos. Confira!

  • Entrega de valor abaixo da expectativa estabelecida;
  • Falta de atenção e monitoramento aos detalhes;
  • Não proporcionar à solução às necessidades dos seus clientes;
  • O tipo de atendimento prestado.

Logo ao ter em mente essas consequências se tem uma ideia das possíveis causas e o que geralmente leva os seus clientes a um possível cancelamento.

Assim, como um distribuidor de equipamentos de proteção individual deve se manter atualizado para atrair seus clientes e gerar esse contato, as empresas também devem se atualizar e sempre estabelecer um motivo para que os consumidores continuem em sua empresa.

Com isso, ao se mostrar pronto diante desse treinamento e entender os fatores que colocam as empresas diante desses riscos, vamos ao encontro do principal desafio, entendendo como reduzir a taxa de churn e se manter em um caminho positivo diante de cada estratégia. Acompanhe!

1 – Identifique e evidencie os clientes com potencial de cancelar

Um dos primeiros passos para ter a redução do churn, é evidenciar os clientes que têm mais chance de se desvincular da sua empresa, assim gerando ações que cheguem a essas pessoas e de motivo para que elas continuem consumindo.

Por exemplo, em uma fábrica de chapa expandida, ao localizar esses consumidores, se tem um controle diante das ações que podem ser estabelecidas, gerando esse direcionamento e fazendo com que se alcance e mantenha esse cliente satisfeito.  

Assim, ao reunir o máximo de informações possíveis sobre esse consumidor, a empresa se mostra pronta e de fato demonstra diante do público a eficácia do seu monitoramento e a preocupação com cada questão.  

2 – Valorize a experiência dos seus consumidores

Um bom atendimento ao cliente faz com que ele consuma e indique o serviço através dessa ação, dessa forma gerando esse diferencial e fazendo com que os seus clientes sempre opte por consumir e estar por dentro de tudo sobre a empresa.

Atualmente, devido à ampla concorrência e a variedade de empresas no mercado, a experiência proporcionada é mais importante que o próprio produto, motivando e mantendo esse cliente sempre animado através desse processo, gerando um valor único para a sua empresa.

3 – De voz aos seus clientes

É extremamente importante ouvir o que o cliente tem para dizer sobre seu negócio, gerando de fato essa aproximação e fazendo com que esses pontos destacados por seus consumidores tenham uma atenção especial.

Afinal, ninguém tem os olhos e a percepção dos clientes a não ser eles mesmos, assim se aproximar e demonstrar a importância desse contato faz com que as empresas se diferenciam e tenham em seu DNA essa aplicação e eficácia.

4 – Atenda suas expectativas

Diante de um mercado financeiro rodeado de oscilações e incertezas promete de fato aquilo que está sobre o alcance da sua empresa, com isso evitando possíveis decepções através desse processo e desse contato.

Além disso, ter planos e ações futuras é extremamente importante, mas prometer algo e não conseguir cumprir gera uma imagem negativa e faz com que a empresa fique marcada através disso.

5 – Realize as ações com base nas sugestões do público

Levar em consideração os feedbacks e aquilo que o público enxerga para uma melhoria da empresa, faz com que se tenha um diferencial e que a empresa se mostre diferente das demais.

Por exemplo, em distribuidores de correias transportadoras, ao dar essa voz ativa ao seu cliente e sempre ser eficaz através das melhorias, a empresa se vê em constante evolução e com um caminho traçado para o sucesso.

Logo, ao ter essas dicas e formas de reduzir o churn a sua disposição, as ações e os movimentos da empresa se mostram muito mais diretas, mostrando de fato os resultados desse treinamento e tendo uma gestão consciente através de cada passo.

Assim, caminhando rumo ao sucesso e principalmente fazendo com que sua empresa se torne referência e seja lembrada por sempre ter uma eficácia e impacto através de cada processo. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies