Quantas horas dura a bateria de uma moto elétrica?

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

A dúvida é, quantas horas pode durar a bateria de uma moto elétrica? Confira quais as respostas sobre as principais dúvidas sobre o veículo motorizado com tecnologia sustentável, aqui neste artigo!

Não é novidade que estejam sendo lançadas novas versões e tecnologia em veículos ao redor do mundo, tanto que, os veículos elétricos tem conquistado o mercado automobilístico e têm grandes expectativas futuras.  

Além de ser um veículo sustentável devido à baixa emissão de carbono no meio ambiente, as motos elétricas são bastante econômicas, o que atrai o olhar dos consumidores em um período em que o combustível tem frequentes flutuações nos preços. 

No cenário atual de economia e impactos ao meio ambiente, comprar moto elétrica tem sido a alternativa mais eficiente para a população. 

Apesar de suas vantagens, ainda há grande debate sobre a autonomia do veículo, bem como, quilometragem alcançada, tempo de duração e de carga da bateria, como funciona a bateria da moto elétrica, entre outros.

Para ajudá-los no esclarecimento de dúvidas mais comuns sobre o assunto, confiram:

Como funciona a bateria da Moto elétrica

Uma das maiores vantagens de comprar moto elétrica é que esse tipo de veículo não é poluente, pois o seu motor precisa apenas de eletricidade para fornecer a energia necessária para o seu funcionamento, evitando a emissão de gases que contribuem para o efeito estufa. 

Além disso, esse tipo de moto não produz os mesmos barulhos do que os modelos movidos de acordo com o processo de combustão, o que diminui a poluição sonora. 

No lugar do tanque, as motos elétricas possuem uma bateria recarregável, a qual é utilizada para o abastecimento do motor.

Normalmente, as baterias são carregadas fora da moto, ou seja, é preciso retirá-las. Após ser recarregada, a bateria poderá ser acoplada novamente na moto para realizar o processo de fornecimento de energia para o funcionamento do motor. 

Ao realizar o processo de ignição na moto elétrica, a energia da bateria flui para o motor, fazendo com que as partes móveis transfiram energia direta para a roda dentada, a qual acionará a correia para fazer com que as rodas girem e movimentem o veículo. 

No momento em que o veículo se movimenta, quanto maior for a aceleração e quilometragem percorrida, mais energia da bateria será consumida.

Por esse motivo, a duração da bateria da moto elétrica varia de acordo com o uso da mesma.

Nesse caso, a autonomia da moto elétrica pode ficar entre 100 a 200 km de acordo com o peso do motociclista, além disso, o tipo de terreno também influencia na duração da carga de bateria, pois terrenos mais planos gastam menos energia. 

Quantas horas dura a bateria de uma moto elétrica

Ao comprar moto elétrica é importante optar por modelos que permitam que a bateria seja desacoplada e/ou que contenham duas baterias, desse modo será possível utilizar uma bateria enquanto a outra carrega. 

Para desacoplar a bateria e realizar a troca é preciso que a mesma esteja fria, ou seja, que o veículo esteja desligado por no mínimo 30 minutos. 

A duração da bateria de uma moto elétrica é o que mais preocupa os entusiastas do veículo, devido às dúvidas sobre a autonomia e tempo de recarga.

No entanto, de acordo com os modelos já disponíveis no mercado, a duração da bateria é de em média cinco a seis horas para carga completa, a qual pode ajudar a atingir o máximo de 100 km. 

Quantos KM dura a bateria da moto elétrica?

A quilometragem percorrida por uma moto elétrica com uma carga completa de bateria vai depender da versão da mesma, pois há modelos que possuem autonomia de 45 km por hora (Low Speed), outros que chegam a fazer 141 km por hora (versão 4 KW) e as de 185 km por hora (6 KW). 

Portanto, para quem deseja comprar um veículo para percorrer maior quilometragem com uma carga é preciso realizar uma minuciosa pesquisa de mercado para verificar os modelos disponíveis nesse quesito. 

Quanto tempo em média demora para carregar a bateria da moto elétrica?

Esta é uma das maiores preocupações de quem deseja comprar moto elétrica: “Quanto tempo leva para carregar a bateria?”. A resposta é: Em torno de 4 e 6 horas para uma carga completa (100%), sendo que a recarga obrigatoriamente precisa ser realizada em um plugue doméstico de 220 volts. 

No entanto, é importante saber que o tempo de recarga da bateria da moto elétrica pode variar de acordo com a capacidade de cada versão do veículo, ou seja, quanto mais potente, maior será o tempo de recarga. 

Quais os cuidados com a bateria da moto elétrica?

Para que a bateria da moto elétrica tenha a vida útil de acordo com o especificado em sua descrição durante a compra, é preciso se atentar aos seguintes cuidados:

  • É preciso realizar um ciclo de carga e descarga completos no prazo entre 30 a 60 dias;
  • Após atingir a carga completa (100%), não deixe a bateria conectada ao carregador;
  • Não exponha a bateria da moto elétrica a altas ou muito baixas temperaturas;
  • Evite carregar a bateria sempre em 100%, opte por deixá-la carregada até 90%, realizando a carga completa somente a cada 30 dias. 

Qual a vida útil da bateria de uma moto elétrica?

Realizando os cuidados adequados, a vida útil da bateria de chumbo em moto elétrica pode variar entre 2 a 4 anos, já no caso da bateria de íon-lítio (mais recomendada) a duração é de 3 a 6 anos. 

Portanto, se puder comprar uma moto elétrica com bateria de lítio, essa opção é a mais recomendada quando se trata da vida útil da bateria do veículo. 

Qual a vantagem de ter uma moto elétrica?

Como mencionado, a revolução na indústria automobilística já começou, sendo os veículos elétricos as opções mais sustentáveis e econômicas, portanto, uma das principais vantagens é a economia financeira que esse veículo pode lhe proporcionar. 

Confira a seguir mais vantagens de ter uma moto elétrica:

Motor

O motor da moto elétrica fica localizado na parte traseira, além de ocupar menos espaço que o convencional. Além disso, esse tipo de motor é menos complexo que os convencionais de motos à gasolina, já que possuem menos componentes, o que facilita sua manutenção. 

Segurança

A moto elétrica não realiza o processo de combustão, ou seja, não tem pistões, cilindros e escapamento, o que permite que a mesma não esquente tanto, evitando também o risco de queimaduras. 

Menos manutenção

Uma das maiores vantagens deste tipo de veículo é a baixa necessidade de manutenção, a qual pode ser realizada com menor frequência, pois a eletricidade não desgasta os componentes como acontece em um veículo movido à combustão, o que diminui os resíduos nas peças do mesmo. 

Sustentabilidade

As inovações no setor automobilístico sustentável tem sido uma das prioridades da indústria, a fim de contribuir para a preservação do meio ambiente, reduzindo a emissão de gases do efeito estufa que prejudicam a camada de ozônio da terra. 

Investir em veículos “não poluentes” possui diversos benefícios para o meio ambiente e para segurança em relação à mobilidade urbana. 

Economia

Apesar de as motos elétricas parecerem caras de início, devemos levar em consideração seu custo-benefício ao longo do tempo, pois a economia relacionada ao consumo de combustível e baixa

necessidade de manutenção do veículo faz com que o mesmo se torne uma das melhores opções para quem deseja comprar um automóvel econômico. 

A dica aqui é apenas ter cuidado na hora de realizar sua compra. Pesquise minuciosamente os modelos disponíveis no mercado, quais as condições de pagamento, autonomia do veículo, tipo de bateria e cuidados necessários com a mesma, entre outros.

Ou seja, todos os fatores a serem analisados antes de adquirir o veículo desejado. 

Além disso, verifique quais os termos da legislação de sua cidade sobre o tráfego com moto elétrica na mesma.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies