Saiba a importância de manter a higiene do seu pet

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Ter um pet exige mais do que dar água, comida e levar para dar um passeio. Precisa de uma atenção especial e um cuidado ainda maior na sua saúde e na higiene do seu pet, tem de ser um hábito quase que diário.

Se eles estão praticamente sempre sujos, têm muito mais possibilidades de carregar   microorganismos que podem desenvolver doenças nas pessoas e principalmente nas crianças.

A frequência de banhos deve mudar de acordo com o tipo de vida que leva o animal e o tipo de pelagem que ele tem. Muitos especialistas indicam o banho e tosa gato a cada 15 dias ou uma vez por mês. E também para cachorros.

Cães com pelagem muito densa podem tomar banho com frequência maior para evitar que a quantidade de umidade cause doenças de pele no animalzinho. É muito importante ter cuidado com a saúde do animal. Principalmente quando for levar ele para ficar em um lugar.

Por exemplo, se o levar para ficar em uma creche boa pra cachorro, é muito importante avisar sobre cuidados higiênicos que o animal tenha, ou de alguma doença que precise de cuidados de limpeza constante durante o dia a dia do pet.

Para calcular a frequência do banho, o tutor deve levar em conta o local em que esse animal convive e a proximidade com o proprietário. Cães que ficam dentro de casa devem ser banhados com uma maior frequência, por razões higiênicas. 

Depois de um banho no lindo animalzinho, se for um cachorro, só vestir nele as roupinhas para cachorro atacado, e estará tudo pronto e bem higienizado, e o pet estará limpinho.

A importância da higiene dos pets

Os pets adoram brincar, correr e se divertir, mas os donos não podem deixar de levar em conta que a hora da higiene é bem importante para todos os animais de estimação. Evita doenças nos animais e todos os tipos de bactérias e microrganismos indesejados na casa.

A higiene do pet, gira em torno de muitos aspectos da saúde também. Levar ele ao oftalmologista de cães para verificar se há a possibilidade de limpar os ouvidos do animalzinho, sem machucar ele ou causar coisas seríssimas. 

Assim como os humanos, os melhores animais precisam sempre estar com a higienização em dia. Isso é exigido para evitar problemas de proliferação de microorganismos que possam causar adversidades, não só ao animal como também ao tutor.

Por isso, fazer baterias de exames visando procurar doenças no animal, como os de exame coproparasitológico veterinário, para fazer a verificação se o animal tem algum tipo de verme ou parasita nele.

Como se deve dar banho no Pet?

Se o dono é um aventureiro de primeira viagem saiba que no tempo de um mês e meio de vida o seu animalzinho já deve tomar banho. Afinal, nesta fase ele já vai estar com as  vacinas necessárias em dia e não vai ficar exposto às doenças dessa idade.

Idade boa para o adestramento filhotes, inclusive adestrar o filhote para tomar banho é muito importante, para que quando adulto, não sofra para tomá-lo.

Fique sempre ligado quanto aos produtos que deseja usar, eles devem ser preparados para cada animal. Mesmo que se tenha o costume de dar banho em casa, levar ele ao Pet Shop pelo menos uma vez no mês é necessário para fazer uma higienização completa.

Aparar as unhas, dar aquela bela tosa dos pelos deve ser realizada por profissionais especializados. Afinal, o seu amigo merece os melhores cuidados que existem no mundo.

Com qual frequência dar o banho?

Tudo vai depender do estilo de vida do seu pet, se ele for bem ativo e amar fazer brincadeiras e fazer aquela bagunça, indica-se que tome banho uma vez na semana.

Se o seu cão tiver pelos grandes e cheios, essa também é a alternativa mais viável. Agora, se ele é pouco ativo e não tem costume de sujar-se muito, pode-se higienizá-lo no período de 15 em 15 dias.

Já no caso dos gatinhos, o banho é recomendado apenas no período de uma vez por mês. Utilize sua energia com a escovação dele. Além de fazer os pelos ficarem com mais brilho, também vai manter seu gato mais limpinho, diminuindo as impurezas mais profundas.

Importante não esquecer que no caso de filhotinhos é recomendado dar o primeiro banho apenas aos 2 meses de idade, para não causar problemas aos ouvidos e outros possíveis problemas.

Como fazer o banho ser agradável?

Se o dono tomar a decisão de dar um banho no pet em casa, deve estar preparado. E principalmente, se for dono de um gatinho, pois gatos não são fãs de água. Ele pode acabar caindo e aí ter que fazer uma cirurgia ortopédica veterinária. Por isso, muito cuidado.

Para que essa hora seja a mais agradável para o seu animalzinho, é ideal que o tutor brinque com ele antes do banho. Pois assim, ele vai ficar mais calmo e confiante no banho.

Para prevenir acidentes, é recomendado colocar um pedacinho de algodão no ouvido do animalzinho, para que a água não entre. Os olhos também exigem atenção, tomando todo o cuidado para não cair espuma e ferir o olho do bichinho.

No momento de secar ele, o indicado é que se utilize uma toalha para tirar todo o excesso de água da pelagem do pet.

A higiene bucal do animal

No mercado só para pets há escovas de dente em vários tamanhos, e além de cremes dentais com sabores, frango ou carne para facilitar a escovação dos dentes. E ter uma frequência no dentista veterinário, verificar se tem bactérias, dentes podres e muito mais.

Ainda que muitos bichinhos não amem este momento, é importante que ao menos uma vez por dia seja feita a escovação, para evitar os tártaros e complicações na gengiva, que ocasiona muitas doenças. Então, mantenha uma frequência de higiene bucal no pet.

Mas, o tutor só pode começar a cuidar da boca do seu animal a partir do 5º mês de vida, quando a dentição já está modificada, iniciando, assim, esta forma de higiene animal. 

Dicas para higienizar o pet

Com algumas medidas simples, os tutores podem ajudar o animal a se manter limpo e saudável. E essa higiene não é só importante para o animalzinho, mas também para os próprios tutores dele, evitando doenças. Aqui estão algumas dicas:

  1. Dar banho, sem exagerar na frequência;
  2. Eduque para que ele tenha higiene;
  3. Dar banhos secos e uso de lenços umedecidos;
  4. Higiene  bucal do animal;
  5. Cortar as unhas.

Alguns animais, por exemplo, cuidam da própria higiene, mas ainda assim é necessário dar banhos, para retirar as sujeiras que ficam nas profundezas da pelagem dele. Mas ainda há muita coisa a ser considerada.

Cada pet exige cuidados específicos na hora do banho.  No caso dos cachorros, o ideal são banhos semanais se possível, principalmente quando é verão, ou se o dono mora em cidades em que o clima seja muito quente essa frequência é boa.

Já no inverno, os banhos são de forma quinzenal. Desse modo, banhos quinzenais no inverno já melhoram a higienização necessária para os pets, deixando difícil o aparecimento de doenças.

Muitos tutores amam e até gostam mais de levar seus pets para o banho em pet shops. É necessário ficar atento ao perfume que vão colocar nos animais. Na sua grande maioria, esses perfumes geram alergias, estimulando o desconforto e mal-estar no animal.

No caso dos gatos,por exemplo, eles têm unhas longas e afiadas, que são importantes para sua proteção. Às vezes, essas ferinhas ficam só no ambiente doméstico, e o desgaste natural das unhas não acontece como na natureza.

E por isso, muitos donos preferem cortar de cachorro e gato. Os veterinários reforçam que esse não é um processo obrigatório. Alguns Instrumentos, como os arranhadores, devem ajudar a deixar as unhas de seu melhor amigo bem cortadas.

Considerações finais

Pets hoje estão em praticamente todas as casas do país. E não apenas nas casas, gatos, cães e animais de pequeno porte também ganharam seu local dentro de apartamentos e condomínios. 

Para garantir o conforto não só dos nossos amiguinhos, mas de todos que vivem em um mesmo lugar, é essencial que a residência esteja sempre muito limpa e preparada para receber os amigos de quatro patas.

Além desse bem-estar, a higienização dos ambientes é fundamental para manter a saúde de todos e prevenir as doenças nos animaizinhos. 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies