Conforto: cuecas para uso feminino

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

Entenda por que cada vez mais mulheres estão optando por essas peças no lugar das tradicionais calcinhas

As peças íntimas deveriam ser as mais confortáveis de todas. No entanto, quando o assunto são as calcinhas, nem sempre isso acontece. É comum que essas peças tenham modelagem pequenas, apertadas e sejam confeccionadas em tecidos bonitos, mas pouco confortáveis.

As cuecas, por outro lado, costumam ser o oposto, confortáveis, com modelagem que não aperta e normalmente em tecidos naturais. Não é de se estranhar, então, que muitas mulheres estejam percebendo isso, o que faz surgir um novo mercado: cuecas para mulheres. Isso mesmo, você não leu errado.

Adaptações das peças masculinas, as cuecas femininas não precisam ser o oposto de peças sensuais. Existem boas opções bonitas e confortáveis, mais curtas ou modelo shortinho, simples ou com detalhes delicados, o que não falta é opção. Ainda não conhece? Fizemos uma lista com as vantagens dessas peças.

Firmeza e estabilidade

Apesar de serem confortáveis, as cuecas femininas, justamente por terem modelagem maiores, como um shortinho (curto ou nem tanto), garantem mais firmeza e sustentação. Assim, são ótimas para praticar exercícios, para dormir e para aquela sensação de segurança em qualquer atividade do dia a dia.

Beleza para todos os corpos

Alguns modelos de calcinha considerados atraentes só ficam bem em quem tem corpo padrão, ou seja, magro. Para todos os outros corpos, além de certo desconforto, esses modelos acabam apertando e marcando, ficando o oposto de bonitos.

Justamente por ter um formato que preza pelo conforto e pela sustentação que falamos no item acima, as cuecas femininas valorizam todos os tipos de corpo. Além de serem mais confortáveis, esses modelos ajudam qualquer mulher a se sentir mais bonita.

Para quem não abre mão de tecidos mais atraentes em algumas ocasiões especiais, uma boa notícia: também existem cuecas femininas em tecidos finos, como a renda. Os modelos não deixam nada a desejar se comparados com as cortininhas no quesito sensualidade.

Conforto e saúde

Percebeu que já viu a palavra conforto muitas vezes nesse texto? É que essa é uma das maiores vantagens desse tipo de calcinha que, como se não bastasse, faz bem para a saúde. Seu ginecologista, com certeza, vai aprovar o fato de você utilizar cuecas.

O motivo é que a vagina precisa respirar, pois o excesso de calor e umidade pode desregular a flora natural da região, favorecendo alergias e proliferação de fungos e bactérias. A candidíase, um dos problemas ginecológicos mais comuns, é muito associada a calcinhas apertadas ou de tecidos sintéticos.

As cuecas, além de apertarem menos, costumam ser confeccionadas em tecidos como o algodão, que são respiráveis. Assim, sua região íntima vai ficar mais arejada e saudável. Quem experimenta usar peças íntimas confortáveis logo vai notar a diferença.

Assaduras vão ficar no passado

Outro conforto, que também é saúde, é que os modelos boxer e shortinho são perfeitos para evitar as assaduras que só as mulheres que têm pernas grossas sabem o quanto são desagradáveis. Não só durante os exercícios, mas em qualquer dia de calor, por baixo do short, do vestido, de qualquer roupa.

Tecnologia a seu favor

Algumas cuecas (femininas e masculinas) são feitas em tecidos tecnológicos, que podem ser antiodor, antissuor, antibacterianos, etc. Isso também faz com que sejam aliadas do seu conforto e saúde.

Sem marcas por baixo da roupa

Outra grande vantagem das cuecas femininas é que elas marcam menos por baixo de peças de tecidos finos ou transparentes. Por terem modelagem que se parece mais com um short, elas não marcam os glúteos, deixando aquela desagradável marca de calcinha. Para esse fim, as opções sem costura são mais adequadas ainda.

Fonte: Redação

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em. Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies